terça-feira, 28 de maio de 2013

O Meu Jardim


Se há alguns anos atrás me dissessem que jardinar seria uma das minhas paixões, não acreditaria! Ainda bem que mudamos. É no meu jardim que eu reúno momentos tão dispersos da minha vida. Gosto dos apelos no seu silêncio. Enquanto corto a sebe a minha alma está aberta a todas as emoções.

Está um dia de sol aberto, maravilhoso. Todos se queixam: está calor! Eu respiro feliz: que delícia! Gosto do sol a morder-me na pele. As cores espalhadas pelo verde extasiam-me. Os aromas estonteiam-me e trazem-me recordações. A chilreada de centenas de passarinhos, que este ano invadiram todo o espaço exterior, é delícia para os meus ouvidos. Melhor que as partituras dos mais famosos, pelo menos mais natural.
Tesourada daqui, tesourada dali e os pensamentos são como os ventos, chegam à hora menos pensada. Como fugir deles? Não sei como fechá-los… Há um perfume de rosas (postas por ti) que reverdece as lembranças. Nesse dia tinhas aparado toda a sebe do jardim, as heras dos muros do quintal e do pátio. Foi um trabalho exaustivo, parecia-te que o mundo acabaria nesse dia e era preciso deixar tudo em ordem. Não acabou mas aproximava-se a curva da estrada. Atrás de ti ia juntando todos os ramos para ser depois mais fácil apanhá-los. Do fundo do quintal disseste-me: “Belo trabalho, miúda, belo trabalho”.




À noite, um vento gélido varreu as estrelas do céu e entrou-nos pela casa dentro. Começava a tua via-sacra. E eu, tal como Maria, acompanhava-te numa angústia, sem saber o que fazer. Mais uma vez tive a noção que a vida é a sala de espera para a eternidade. Escutara o teu canto de cisne, assistira ao teu desafio redobrado à volta da sebe, como andorinha estonteada à procura de fazer o seu ninho… Tudo eram sinais de esperança! No entanto, o teu passo acertava-se já com outros passos de um outro caminho. Partiste daí a um mês. Nem mais. Nem menos. Sempre foste rigoroso em tudo e por último não podias falhar.
É no jardim que eu sinto mais a tua presença e talvez por isso goste tanto dele e o cuide com tanto amor. Mas não há só lágrimas por cima das tuas rosas… Oiço rumores de beijos, risadas cúmplices de quem, apesar dos anos, ainda sabia namorar. A alegria de saber que no meu coração, e no teu, existia um lugar especial para nós dois.
Hoje, sem estares comigo, estás presente. Vejo-te nas flores que me rodeiam. A distância? Ela não consegue destruir aquele fio invisível que nos prende. Continuas ali, no nosso jardim… Apenas agora, quem poda a sebe sou eu.
De um lugar para onde todos nos encaminhamos, vais fiscalizando o meu trabalho e sinto no coração pequenas mensagens, como se, de facto, o nosso diálogo não tivesse ainda terminado. E o coração não me engana. Não sei dimensioná-lo, não sei descrevê-lo… mas esse lugar maravilhoso existe mesmo.




Gosto do meu jardim: nele colho sorrisos com que enfeito os meus lábios, recolho gotas de beijos e conheço novamente o gosto da felicidade. Leio e releio os livros que mais gosto. Estudo, pesquiso e, principalmente, reflicto… A Vida! Mas há mais vida? Então não é o passado todo e este presente? Não. Falta o amanhã. Nem que seja apenas um dia, mas há-de ser feliz, pleno e sem lamúrias.
Um dia, uma amiga que veio passar uns dias comigo disse-me: “Quem tem um jardim como o teu não tem o direito de estar triste”. E porque haveria eu de estar?

58 comentários:

  1. Gostei muito destes três textos e do jardim.
    um beijinho
    Gábi

    ResponderEliminar
  2. Além da beleza das flores há um texto rico em sentimentos e qualidade literária!
    Parabéns e um grande abraço

    ResponderEliminar

  3. Sabes, Graça? A mais linda flor que terás no 'teu jardim' é seres quem és e como és!

    Um beijo grande e cheio de carinho.

    Laura

    ResponderEliminar
  4. Que beleza de jardim...o teu mundo!, onde és e serás sempre a Rainha, tendo por perto o teu REI!

    Emocionei-me com o teu magnífico texto. Bela homenagem a alguém especial que continua vivo em ti! (penso que não me enganei).

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  5. Que dizer de um texto tão maravilhoso? apenas que és por certo a flor mais bela do teu jardim.
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Passear por entre as palavras deste seu jardim, fez-me tanto bem !...
    Bem haja, Graça Pereira !

    ResponderEliminar
  7. Olá Graça
    Jardinagem faz bem para os olhos e para a alma. Andei agora por entre suas flores.
    Bjux

    ResponderEliminar
  8. Que post tão bonito. Nunca me interessei por jardinagem, apesar de gostar muito de flores. Quem sabe um dia, também mudo. :)

    ResponderEliminar
  9. Olá, Graça!

    É a um só tempo lindo e tocante este teu texto, inspirado por esse bonito e bem cuidado jardim de que fizeste ponto de encontro.Falar assim, abertamente, dele e de quem dele cuidava, trará certamente muitas recordações: umas boas, outras nem tanto, mas que serão sempre uma forma de encorajamento. E ainda bem que não estás triste; que assim continues!

    Beijinhos amigos.
    Vitor

    ResponderEliminar
  10. Sabes Graça tal como tu adoro jardinar e tenho um enorme jardim, onde passo imensas horas, triste ando por ter que o ir dexar, mas infelizmente a vida é assim mesma.
    Adorei ler-te e penso que o teu jardim será ainda mais belo com a flor linda que és.

    Beijinho querida e uma flor

    ResponderEliminar
  11. Se isso são flores do teu canteiro, são lindissimas.

    Beijuuu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, flores do meu jardim e fotos...do meu filho
      Bjs
      Graça

      Eliminar
  12. Graça,
    "Existe fadas no fundo deste jardim".
    Bjs.

    ResponderEliminar
  13. Tão lindas as flores como toda a mensagem de amor expressa no texto.
    Amiga se puder passe hoje pelo Sexta.
    Um abraço e um bom dia

    ResponderEliminar
  14. Lindo texto Amiga Graça, cheio de emoção, muito Amor e carinho envolvido nessas suas palavras...
    E mais não é preciso dizer... a não ser que o verdadeiro Amor nunca morre!
    beijinhos doces

    ResponderEliminar
  15. OI Graça voltei hoje e vim logo lhe visitar e agradecer a tua visita , que para mim e muitos são sempre bem-vindas.
    Graça, que crônica mais bonita e dito por ti fica mais linda ainda ,eu adoro jardins e flores principalmente quando são plantadas por nos, eu quando morava em casa não dispensava um jardim florido , agora que moro em apartamento tenho um terracinho cheinho de plantas só tem duas cadeiras o resto do espaço são para elas.
    Um abraço fraterno . Celina

    ResponderEliminar
  16. Querida Graça,
    É a primeira vez que aqui venho, em retribuição à sua gentil visita, e logo fiquei conquistada: pela delicadeza e pelo lirismo deste texto dorido, sofrido, mas redentor! É um passeio entre as flores, sim, mas entre as memórias que nos povoam... Fiquei emocionada. Quem, como eu também, já perdeu entes queridos só pode sentir ainda mais fortemente a ausência que estas palavras descrevem.
    Um grande beijinho da
    Lou

    ResponderEliminar
  17. Muito bonito o seu jardim, Graça! Continue cuidando muito bem dele: regando, adubando e aproveitando!

    Beijos

    ResponderEliminar


  18. Esta mañana después de levantarme y cuando ya me disponía a salir a la calle, me asaltó la indecisión, de no saber que ponerme...

    Y de pronto el niño que aún llevamos dentro me sugirió que me vistiera de felicidad, ya que así cuando me encontrara con los amigos la podría compartir...

    No sé si ha sido una idea afortunada o no, pero el hecho es que aquí estoy esperando que la aceptes a través del silencio de las palabras, que son el portavoz de mis sentimientos...


    Quisiera que mañana al despertar, el alba te pintará un paisaje lleno de caléndulas de mi parte para ti!!


    Un abrazo de despida bajo la alameda de los ruiseñores...


    Atte.
    María Del Carmen




    ResponderEliminar
  19. Para voltar a ser criança novamente, basta que eu feche os olhos e me lembre dos canteiros de hortênsias e o perfume dos cedros molhados da casa de minha nona. Tempo bom aquele...

    Muito bom passear pelo seu jardim, Graça.Encantada com tanta beleza.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  20. Excelente as fotografias e o texto....
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  21. Encanta-me o teu modo de sentir. Quando o teu marido partiu e conhecendo o teu amor por ele, tive a certeza que não haveria mais ninguém. Alimentas-te da saudade e do amor que ele te deu.
    As fotos do teu filho, estão maravilhosas e o teu jardim, é lindo!
    Beijo
    Teresa (Quelimane)

    ResponderEliminar
  22. Gracia, precioso jardín. Bellas palabras e imágenes.
    Gracias por compartirlo.
    Un abrazo

    ResponderEliminar
  23. Muitas vezes quando perdemos a esperança e pensamos que é o fim,
    Deus sorri lá de cima e diz:
    Acalme-se confia em mim... é apenas uma curva não é o fim!
    Se Deus encheu tua vida de obstáculos,
    é porque ele acredita na tua capacidade de passar por cada um!
    Se não podemos mover a terra com nossas palavras,
    podemos mover o céu com as nossas orações!
    Nossa amizade é como um diamante lapidado...
    Seja feliz, DEUS estará sempre ao seu lado!
    Um carinhoso abraço beijos no coração.
    Carinhos na Alma.
    Sempre sua amiga..Evanir..
    Amada nossa amizade é de longa data isso me deixa imensamente feliz.
    Gostaria de saber como foi o ferido de hoje em Portugal.
    Amiga vi com alegria os tapetes feito nas ruas de toda cidade.
    Como em Junho o PAPA vira no Brasil .
    Eu creio sera uma grande festa .
    Um beijo amiga .

    ResponderEliminar
  24. Olá Graça bom dia:

    Eis aqui um post que para quem o lê pode muito bem
    analisar o que é ter amor por uma coias tão bela que existe
    no mundo que são as FLORES.

    Sempre fui um grande admirador de flores, elas nos
    transmitem um grande sentimento de fascínio e beleza pelas suas
    tão variadas formas como também pela briza que emanam onde
    muitas me fazem lembrar coisas passadas da vida e me encantar
    com a sua mística ao se embrenharem em nós.

    Aqui pelas fotos expostas das flores do teu jardim, pode-se ter uma
    ideia convicta do que é a beleza que elas nos emanam.

    Neste teu post acho admirável esta tua passagem nele:
    ----------------------------------------------------

    É no jardim que eu sinto mais a tua presença e talvez por isso goste tanto dele e o cuide com tanto amor. Mas não há só lágrimas por cima das tuas rosas… Oiço rumores de beijos, risadas cúmplices de quem, apesar dos anos, ainda sabia namorar. A alegria de saber que no meu coração, e no teu, existia um lugar especial para nós dois.
    Hoje, sem estares comigo, estás presente. Vejo-te nas flores que me rodeiam. A distância? Ela não consegue destruir aquele fio invisível que nos prende. Continuas ali, no nosso jardim… Apenas agora, quem poda a sebe sou eu.

    -----------------------------------------------------

    Palavras que ficam na mente de quem sabe decifrar aquilo que cada
    pessoa sente dentro de si.

    Sobre o que me perguntas no teu comentário deixado em meu blog

    -------------------------------------------------------

    Porque dizes: "triste solidão aonde até os gatos tropeçam"? Que se passa?
    Desabafa Amigo.

    --------------------------------------------------------

    Fácil é dar-se uma resposta a esta tua pergunta porque, quem aqui vive e sente
    aquilo que por cá se passa por certo não se admira destas minhas palavras.

    Uma terra onde o poder local só olha para o seu umbigo e os dias são quase todos
    iguais no aspecto de poder ter-se movimento nocturno ou alegria de querer sair à rua
    é quase nulo, pois quando se o faz pela noite os gatos são os transeuntes que vagueiam
    nestas ruas onde dentro da maioria das pessoas a solidão se apodera por tão triste
    cenário aos nossos olhos.

    A festa anual desta terra não poderá nunca tapar o sol com uma peneira a quem cá vive porque,
    dentro da solidão que por cá existe no íntimo das pessoas, outras coisas se passam que em
    nada abona a favor de uma terra entregue ao quero posso e mando.

    É assim a vida amiga, as pessoas aqui só são reconhecidas em tempo de conquista do Tacho,
    pois aí, aparecem os beijinhos e os abraços de sofisma ás pessoas mas com o sentido de se
    obter o lucro de um papel no caixote, depois passando essa fase, as pessoas são ignoradas
    como se tratasse de pedra morta ou terra queimada.

    O resto, é tudo miragem, farsa e fantasia porque o povo está na solidão.


    Bjos, saúde e tudo de bom te desejo amiga.




    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas, meu Amigo, não é só aí.... O país todo ele enferma dessa "solidão"...O povo só é preciso para votar e...pagar!! Pagar o que não comeu e nem foi tido nem achado.
      Mas a situação chegou a tal ponto que eu penso que, em breve , isto vai arrebentar...e, claro, como sempre...vai sobrar para nós!! Um grande abraço.

      Eliminar
  25. Graça

    Teu texto é muito belo e quantas alegrias, esse local sentiu...
    Admiro a forma sóbria como escreves,
    Admiro os comentários perfeitos que me deixas
    e as marcas de uma existência
    ainda estão presentes.

    Os anos estão passando,
    a sociedade nos absorve
    e as obrigações corroem sentimentos.

    Outro mundo se abriu para ti
    outro mundo se abriu para ele.

    Quantas manhãs o seu sorriso passou
    e seus lábio se fechavam
    e hoje eu sei,
    ele está presente em ti
    por felicidade do destino
    e da tua Fé
    que é mais forte do que tudo

    E nesse jardim,

    "Tu és queda de água
    A caír em longos traços
    Trajada de Infinito.

    Formas um lago, teu e dele
    Tão próximo dos salpicos do mar...

    E ele entra
    E olhas seus olhos
    E lês o que diz esse olhar

    E respondes :

    Procuro mais dias
    Para falar de mim e te amar
    E ele sorri
    entendeu tua forma de dizer

    E Reviveu, por ti!..."

    Maria Luísa


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lindo Maria Luísa. Acredito que somos almas gémeas...entendes tudo o que escrevo e deixo adivinhar...Bem hajas!
      Mil beijos
      Graça

      Eliminar
  26. pois se o Paraíso é um jardim...

    o pico que se toca, o perfume

    muito bonito, Graça

    beijinhos

    ResponderEliminar
  27. Boa noite, Graça!
    Vim visitar este belo jardim onde nem só as flores sorriem vaidosas do alto do caule...
    Existe por aqui uma imensidão de belos sentimentos... de pensamentos tão perfumados que dá gosto ficar por cá.
    Um abraço.
    M. Emília

    ResponderEliminar
  28. Me emocionei com suas palavras...cuide sempre desse jardim!
    abraços!

    ResponderEliminar
  29. Olá Graça, como vai? Quanto lirismo nesse texto, muito lindo. Quantas metáforas. Amei.Que esse jardim floresça a cada dia e te dê muita alegria e paz.

    Um beijo e bom domingo.

    ResponderEliminar
  30. Amiga Graça.Adorei ler este jardim de tantas emoções contidas,onde ficou os sonhos,a cumplicidade do dois,os recantos,os cheiros! É tão bom ter um sítio para recordar alguém que nos fez felizes.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  31. Olá Graça,

    Depois de um tempinho ausente cá estou de volta.
    Um jardim maravilhoso, que emociona com suas palavras.
    Gostei muito da imagem, a rosa parece deixar o perfume no ar.

    Beijos e ótima semana!

    ResponderEliminar


  32. Llena tu mente de bellos pensamientos
    y deja que ellos trabajen en tu corazón,
    pintando un interior de alegría,
    para que aflore en el espejo tus ojos
    la más bonita de las sonrisas.

    Te deseo tengas un hermoso
    comienzo de semana.

    Esta amiga que te quiere y aprecia!
    María Del Carmen



    ResponderEliminar
  33. Hola querida amiga Graça , buenas noches, paso por tu bello blog, para dejarte mi saludo y decirte que voy a tomar un descanso en mi blog, lo necesito. Te dejo un fuerte abrazo, siempre con cariño.
    Lola Barea.
    Hasta mi vuelta.

    ResponderEliminar
  34. Oi Graça, como vai? UM beijo para você!

    ResponderEliminar
  35. Olá Graça, Deslumbrada com o jardim.
    Faço das palavras da sua amiga, as minhas.
    Não há como descrever a beleza do seu jardim,
    imaginei-me a paz de estar "dentro" dele.

    ResponderEliminar
  36. Bom dia Graça. Dei início ao agradecimento aos comentários de Figuras da nossa terra. Assim não esquecerei nenhum dos meus amigos.

    Ter um jardim é uma bênção de Deus e um privilégio para alguns.
    Gostar todos gostam, mas cuidar das flores e mantê-las bonitas já não é para todos. Exige sacrifícios e alguma arte.

    Eu gosto muito do recanto do jardim, mas o espaço alarga-se para a horta que é preciso também cuidar e depois o tempo tem que ser programado para que tudo esteja bem.

    Gostei das memórias que conserva no seu jardim e acredito que elas são mesmo reais. Até os passarinhos que por ali passam nos trazem as mais belas mensagens.

    ResponderEliminar


  37. A ti que estás leyendo esto, te dejo las siguientes menciones...
    Que tengas un fin de semana colmado de bendiciones,
    para que tu corazón siga siendo un vergel de emociones.

    Que a donde mires veas amor, siendo un toque de esperanza
    y hacía donde camines encuentres la felicidad con templanza.

    Esta que te quiere
    y nunca te interfiere...
    Atte.
    María Del Carmen




    ResponderEliminar
  38. Lindo, o teu jardim. São as cores da Primavera que enchem de alegria os espaços y proporcionam felicidade.
    Beleza no que escreves, sentimentos à flor da pele.
    Um abraço bem grande

    ResponderEliminar
  39. Boa tarde, Graça. Muito emocionante mesmo o seu escrito.
    A alma é sentida mesmo o desenlace corpóreo tendo sido feito.
    Não esquecemos jamais a quem amamos e este necessariamente não precisa estar fisicamente ao nosso lado.
    Seu jardim é lindo, lá estão as flores do amor, as lembranças boas e a vida que se reflete na diversidade da beleza das flores.
    O teu amor está nelas e o teu amado vive no teu coração e em cada aroma plural das espécies.
    Tenha um lindo fim de semana de paz!
    Beijos na alma!

    ResponderEliminar
  40. Fizeste-me lembrar Voltaire, no final de seu "Candide": "Il faut cultiver notre jardin".
    Obrigado por compartilhar.
    Grande abraço.
    Gilson.

    ResponderEliminar
  41. Olá prezada Graça, desejo que tudo esteja bem!

    Um relato deveras intenso de sentimentos teus e o melhor, expressados em belas e sensíveis palavras, bem como outros escritos teus que por cá tive o encantador prazer de ler, parabéns por compartilhar esta tua bela saudade deste alguém que muito marcou e sempre vai fazer parte do teu viver!
    E as imagens das flores do teu jardim são deveras lindas, obrigado por compartilhar!

    E agradecido por tuas visitas e gentis comentários, além da tua amizade eu desejo que seja sempre de intensa felicidade este teu viver, um grande abraço e, até mais!

    ResponderEliminar
  42. Olá!
    Esta é a página do Facebook do meu novo livro de poesia "Em Teus Olhos Seria Vida".
    Gostava de poder contar com o teu "gosto" na minha página.
    Obrigado!

    www.facebook.com/EmTeusOlhosSeriaVida

    ou em:

    poesiafaclube.com/store/josé-manuel-pereira-"em-teus-olhos-seria-vida"

    =)

    ResponderEliminar
  43. A vida é como um jardim; nem sempre ele está arranjado, florido; nem sempre temos vontade de o limpar...de cortar as folhas velhas...de acariciar as pétalas aveludadas das rosas que lá temos. Mas lá vem outro dia, em que o sol brilha e lá vamos nós contentes tratar do nosso querido jardim; tudo nos parece tão belo...tão arrumado, cheio de flores perfumadas. É assim, amiga...há sempre um novo dia...há sempre uma nova flor no nosso jardim; um dia nem a vemos...noutro porém acariciamo-la e sorrimos para ela absorvendo toda a sua beleza.
    E como é lindo o teu jardim, Graça! Obrigada por teres permitido que nele entrassemos. Um beijinho
    Emília

    ResponderEliminar
  44. Voltei para te deixar o meu beijinho e uma flor.

    ResponderEliminar
  45. Olá, querida Graça
    Também acho assim... flores nos dão muitas alegrias...
    Seja muito feliz e abençoada!!!
    Bjm de paz e bem








    ResponderEliminar
  46. Bello jardin querida amiga,siempre en el corazón, un abrazo.J.R.

    ResponderEliminar
  47. Nossa, Graça! (ou teria que tirar a vírgula?Rsrs)
    Se o jardim que cultivas na Mãe Terra está assim, tão exuberante e belo, o que dizer do jardim que trazes no coração?
    Estou muito alegre, feliz e exultante em te rever, queridíssima amiga!!!! Saiba sempre que te adoro...

    ResponderEliminar
  48. Boa tarde, Graça. Passei para ver se havia postagem nova. Deixo os meus parabéns por esta postagem que li e comentei.
    Muito linda.
    Tenha uma semana de paz!
    Beijos na alma!

    ResponderEliminar
  49. Graça Amiga,
    Lindo e cuidado jardim de rosas de rara beleza, valioso contributo inspirador e evocativo duma afetuosa saudade que te acompanhará para todo o sempre.
    Beijo
    Jorge

    ResponderEliminar
  50. Lindo texto e lindas flores! Um completa o outro; um depende do outro.
    Um beijo, meu carinho, Graça!

    ResponderEliminar
  51. Minha querida Gracinha

    Voltando (ainda devagar), mas com muitas saudades e agradecendo o carinho deixado durante a minha ausência.


    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar

  52. Bem aventurado aquele que já consegue receber com a
    mesma naturalidade o ganho e a perda, o acerto e o erro,
    o triunfo e a queda.
    De todas as minhas conquistas a maior delas são os meus amigos,
    e amigas.
    De sorriso puro no rosto de uma criança.
    Acredite na fé, mais força, na esperança e na razão.
    Descubra-se , ame-se, perdoe-se!
    Viva intensamente
    a cada Dia da sua vida.
    Que sua noite seja de infinita paz ,
    viaje comigo tenho certeza ,
    que se sentira muito feliz.
    Beijos paz e muito amor pra você.
    Evanir.

    ResponderEliminar
  53. Sabes bem falar com elas e o teu filho ajuda. Sorriem de felizes por lhe dares bons tratos.
    Bj

    ResponderEliminar