sábado, 7 de setembro de 2013

Ser Viúva


Esta é uma "vocação" pela qual nunca nenhuma mulher optou.
Ao sair da igreja com a alma em festa e a mão poisada no braço do companheiro que escolheu para trilhar uma estrada a dois, pensa que será para sempre. Nada poderá interromper este sonho de felicidade. Poderá acontecer a outras, mas não a ela! Juraria que ele é imortal... e depois tão saudável.
Afinal a sua vocação foi sempre o caminho do matrimónio. Esta sim era, e é, uma vocação, agora a viuvez? Nunca ouvira tal, mas há quem lhe chame assim... E há movimentos a lembrar este estado que ela quer esquecer. E serão bem vindos se não falarem nesta "vocação" como se fosse um estigma ou uma maldição. São umas coitadinhas! São precisos grupo mistos que apoiem estas mulheres que ficaram sós mas que continuam a ter vocação de esposas. "Não separe o homem aquilo que Deus uniu" (Mt. 19,6). Eles partiram, mas estão apenas ausentes, assim lhes diz a sua fé. E estas mulheres continuam a ser mulheres, mães, profissionais e esposas.

 
Mas a sociedade não entende assim e marginaliza a mulher viúva. Desde o Antigo Testamento, embora Jesus, o Mestre, e os seus apóstolos tenham enaltecido sempre esta figura quase patética (Lc. 7,13; Mc. 12,42-44; I Tim. 5/3,5).
Muitas ficam totalmente sós, desprotegidas e abandonadas, sem apoio social ou económico. Algumas até sem um único ente familiar. É evidente que, durante séculos e séculos, esta situação passou a ser vista de uma maneira mais positiva. Mas não se animem os otimistas, nem tudo foi relevado.
No Antigo Testamento a mulher viúva era conotada como rasteiro (Zac. 7,10), em suma, uma deserdada da sorte (Lev. 22,13).
Ainda no Antigo Testamento a mulher viúva tinha três hipóteses de caminho a seguir. Podia voltar a casar se tivesse um bom dote; podia trabalhar para ganhar o seu sustento; ou podia voltar para a casa dos pais.


Hoje, com a emancipação da mulher, e o seu novo lugar conquistado na sociedade é quase sempre a segunda hipótese a mais seguida. Mas, a nível de Estado, e não só, a viúva continua como antigamente, desprotegida.
A pensão de viuvez é muito menos de metade do vencimento base do seu cônjuge. Havendo filhos menores a estudar de que modo pode ela fazer face a uma situação em que se encontra já penalizada emocionalmente?
E a nível da Igreja, do espírito cristão, como são acolhidas as mulheres de "vocação" não escolhida e muito menos compreendida e apoiada?
É um estudo feito por uma mulher que ficou só, que é posto aqui como desafio a toda a sociedade, ao Estado e à Igreja.

71 comentários:

  1. Além da tristeza da perda do companheiro de vida, ainda tantas coisinhas pra incomodar. TRiste sina! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  2. Triste fato! Triste realidade!
    Um beijo grande

    ResponderEliminar
  3. Uma caminhada que passa a ser feita a sós por muito acompanhada que se esteja.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  4. Hola Graça, buenas tardes. Los tiempos han revolucionados y la suerte de una mujer viuda han mejorado, pero ante el dolor de la perdida de su pareja se encuentra ella sola. Muy lindo articulo, gracias por compartir.
    Un abrazo.
    Lola Barea.

    ResponderEliminar
  5. Obrigado pelo belo texto, uma crua realidade.

    ResponderEliminar
  6. Olá Graça, é a realidade nua e crua. Gostei do texto, embora preferisse que tal situação não existisse. Beijos com carinho

    ResponderEliminar
  7. Um texto a merecer uma séria reflexão da sociedade e do governo. Mas deste não há nada de bom a esperar, quando se anuncia um corte nessas pensões acima dos 300€.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  8. Olá, Graça.

    Tirando a parte económica, nos casos em que tal se verifica, penso que um homem viúvo se vê numa situação mais complicada.
    A maioria não sabe nada das tarefas domésticas !
    Como conheço várias viúvas, constato que foram superando, com maior ou menor custo, a perda do seu ente querido.


    Um beijo felicitando-te pelo bom e pertinente texto.

    ResponderEliminar
  9. Acredito que para ambos o valor da perda seja o mesmo, salvo se o amor de um tiver maior intensidade que do outro. Quanto a parte econômica, conheço casos em que a mulher começou a trabalhar depois que ficou viúva, e a sua situação financeira ficou bem melhor do que antes, quando era casada. Rsrs. Belo texto Graça.

    Beijos e uma ótima semana pra ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderEliminar
  10. A triste realidade! Muito bom o seu texto!
    Beijos
    Amara

    ResponderEliminar
  11. Uma triste realidade que me tocou profundamente, fiquei viúva com 38 anos com duas filhotas, completamente desprotegida sem ajudas económicas, o que me fez trabalhar muitas horas diárias e passar fome, mas nada deixei faltar às minhas filhotas,a não ser o amor de pai que partiu e quemuito sofremos.

    beijiho e uma flor

    ResponderEliminar
  12. Graça

    Tão pouco somos
    e tão pouco sabemos
    e só vivemos a dor
    quando ela nos bate à porta!

    Somos assim
    sempre fomos desta forma
    e nos desculpamos
    com a desculpa

    "Somos Humanos"

    O texto é muito especial, bem escrito e verdadeiro!

    Amei este encontro de ti
    e de tua prosa, sempre bela!

    Maria Luísa

    ResponderEliminar
  13. Um texto muito lúcido sobre uma realidade.
    E o Governo prepara-se para tirar x por cento sobre as pensões
    de viuvez, a partir de 419 euros.
    Tenho na família quem ficou com menos que esse valor, quando ficou
    viúva e tinha 2 filhos para criar, um deles na Universidade, que
    felizmente se formou. O outro não quis seguir estudos universitários,
    mas tem o seu emprego e estão ambos "casados e nas suas casas".
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  14. Voltaste, Graça, e muito bem. Um texto com um tema que nos tem de levar a todos a uma profunda reflexão. Penso que todos conhecem casos de´viúvas que além de ficarem na solidão ficaram também desprotegidas a nível financeiro, mas também há casos tristes em homens e eu conheço alguns que, depois da sua companheira partir foram morrendo aos poucos. Ainda há duas semana estive com um; é amigo dos meus pais e fomos visitá-lo; homem forte, alegre, parecendo às vezes até demasiado agressivo, mas que, depois que a sua " Mila ", como ele lhe chamava se foi, nunca mais foi o mesmo; foi caindo aos poucos e e não tarda a fazer-lhe companhia. Um beijinho,
    Graça, e parabéns pelo tema. Em ambos os sexos, é uma realidade quase sempre muito triste. Fica bem e até sempre
    Emília

    ResponderEliminar
  15. Hoje é meu aniversario ,e só tenho de agradecer a
    Deus pelo privilegio de passar mais um ano de minha vida
    desfrutando das maravilhas que Ele me concede .
    Em primeiro lugar meu agradecimento a Deus
    por tudo que ele tem feito em minha vida.
    Estou feliz por mais um ano de vida que ,
    Ele me deu com saúde e ao lado de pessoas maravilhosas.
    Essa amizade linda , que Deus me presenteou
    para mim você é benção na minha vida.
    Deixei com muito carinho um mimo
    para você na postagem .
    Caso gostar pegue a , que mais lhe agradar.
    Meu atraso foi divido minha viagem para Bienal.
    Abraços e todo meu carinho, Evanir.

    ResponderEliminar
  16. Bom dia, primeira vez por aqui e logo dou de caras com um dos meus maiores receios...
    A viuvez; infelizmente devido à longevidade que nos corre no sangue quase todas as mulheres da minha familia são ou acabam viúvas.
    É uma ideia que me apavora; não ter ao meu lado, lá no fim, o homem que escolhi para para partilhar doces memórias e envelhecer juntos...

    ResponderEliminar
  17. Incrível a lucidez do seu texto, Graça! Penso que colocou o " dedo na ferida" de toda mulher, bj

    ResponderEliminar
  18. Realidade cruel.
    Reflexiva sobre o assunto.

    Abraços!


    ps.: obrigada por lembrar de mim! *rs... obrigada pela carinhosa visita!!

    ResponderEliminar
  19. Meritória, esta excelente meditação escrita. Um texto que convida à reflexão, que tem o peso especifico suficiente para ser tomado em consideração. Conheço casos assim, na maioria dos casos uma grande tragédia, mesmo tendo a mulher a grande faceta da superação; sempre superior à do homem em igualdade de circunstancias.
    Abraços de vida

    ResponderEliminar
  20. .

    .

    . ser viúva . Graça . é trazer na memória o amor de uma vida inteira . a saudade e a certa certeza de um re.encontro . mais.do.que.certo . quando Deus quiser . porque o amor . esse . vivo permanece . rumo à eternidade .

    .

    . um beijo meu .

    .

    .

    ResponderEliminar
  21. Oi Graça Bom dia.
    Adorei seu texto, muito esclarecedor. Há mesmo esta tendencia na sociedade de diminuir a mulher em todas as suas fazes de vida. Mas aos poucos vamos sendo reconhecidas em nossa capacidade de crescimento, no nosso valor, na nossa essência. Aos 40 anos minha mãe ficou viúva com seis filhos para criar.Graças a Deus, ela venceu a batalha,sem se desesperar, e nos conduz até hoje com seu amor e sua sabedoria.
    Um grande abraço

    ResponderEliminar
  22. Excelente retrato social.
    Infelizmente tão verdadeiro e triste-




    beijinho e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  23. Amiga a terceira idade é algo triiunfante em nossas vidas e quando estes se vão deixam um vazio tão grande que é impossível seguir sem a saudade da perda....Lindo e triste.

    Parabéns querida

    Cristal

    ResponderEliminar
  24. Querida amiga, perder o amor de uma vida é inaceitável, pois queremos viver mais e mais com aquele a quem dedicamos nossa vida e compartilhamos nossos melhores momentos. Mas com certeza vamos nos encontrar. Tenha um lindo domingo. Beijokas

    ResponderEliminar
  25. Sabe Graça, vivemos ainda numa sociedade patriarcal que menospreza a e dificulta a progressão da mulher. Basta ver a necessidade de cotas para que elas ocupem cargos de poder. Isto porque elas fazem falta nos afazeres considerados menores.
    Há dias ao visitar uma pessoa no hospital, troquei algumas palavras com um idoso, cuja mulher se encontrava no bloco operatório, numa intervenção cirúrgica complicada que durava há horas. Perguntava-me ele, em manifesto estado de aflição, se Deus lhe tiraria a mulher,naquele dia. "É que, minha senhora, um homem sem a mulher fica perdido, sem rumo na vida"...

    Não sei o que lhe diga mais, Graça!

    Um beijo

    ResponderEliminar
  26. Quando digo "elas fazem falta..." é claro que uso a ironia de uma sociedade que, apesar de todos os avanços, continua agarrada a certas ideias feitas que lhes são favoráveis.
    A Igreja tem nisto sérias responsabilidades. A organização social não pode ser garantida à custa de "castrar" competências, segundo o sexo dos indivíduos que a compõem.


    Bom Domingo!

    ResponderEliminar
  27. na sociedade e na igreja, pior era ser divorciada
    e ainda é, um estigma

    ser órfão também não era melhor

    para mim ser viúvo, ou viúva, é ficar mais um bocadinho à espera daquele que partiu, se houver amor

    e continuar a acreditar que se pode ser feliz


    um beijo, Graça

    ResponderEliminar
  28. Amiga Graça está sem dúvida excelente o retrato social aqui feito, tenho uma amiga que ficou viúva há pouco tempo e luta pela sobrevivência com muitas dificuldades, devido a recebar apenas metade do vencimento do marido, a vida continua para ela, a casa para pagar também etc...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  29. Muito bom você levantar aqui este tema. É bom
    que toda a sociedade se dê conta da força da mulher,
    também desta que perdeu o seu amado.
    Se ela tiver apoio, poderá levar uma vida feliz,
    muitas vezes mais feliz que no seu casamento.
    Nos tempos da Bíblia a realidade era dura para a
    mulher viúva. Perdendo o marido, ela perdia tudo.

    abraço

    ResponderEliminar
  30. Minha amada nada como uma grande mudança na vida da mulher.Hoje ela conquista antes mesmo de ser conquistada..belissimo texto e retratário em velocidade...muito bom,parabéns.

    Cristal

    ResponderEliminar
  31. Bom dia flor!!!
    E como sempre nós mulheres pagamos um preço mais alto em muitas decisões...
    Deus nos abençoe sempre!!!
    Bjokas...da Bia!!!

    ResponderEliminar
  32. Querida amiga,
    Saudades!
    Um lindo dia para você, coberto de muita paz e amor!
    Com carinho
    Abraço amigo!
    Maria Alice
    Htts://www.facebook.com/mariaalicefcerqueira
    Blog http://www.mariaalicecerqueira.com/
    Site http://www.mariaalicecerqueira.com.br

    ResponderEliminar
  33. Graça Amiga,
    O Azimute está de volta e com ele a vontade da partillha de ideias e valores com os/as amigos/as.
    Parabéns por este texto pertinente que nos leva reflectir sobre um problema relevante e central que infelizmente perdura na nosssa sociedade.
    Um beijo
    Jorge

    ResponderEliminar
  34. Uma verdade tão cruel... Viver sem o companheiro deve ser triste.
    Beijos mil

    ResponderEliminar
  35. Querida amiga
    Há muito tempo que não passava por cá, mas hoje decidi-me. Meteu-se o verão, idas à praia, depois férias, regresso, novamente praia enquanto o tempo o permitiu (sou viciada em praia...), e agora, que ameaça chuva, as coisas tendem a acalmar.

    O teu texto, como podes imaginar, tocou-me fundo! A verdade é que, se, por uma lado, aprendi (ou quase...) a conviver com a dor, por outro ainda continuo pensando que um casal que se ama de verdade deveria partir ao mesmo tempo.
    Mas as coisas não são assim... e só temos é que aceitar. Mas que tudo perdeu a maior parte da graça, perdeu mesmo.
    O teu texto foca aspectos muito pertinentes, como, por exemplo, o facto de a viúva ficar desprotegida. E se for ainda nova, como tantas!, e com filhos pequenos, a coisa ainda se complica mais.
    É o mundo cão em que vivemos.

    Deixo-te um beijinho GRANDE com carinho.
    Mariazita
    (Link para o meu blog principal)

    ResponderEliminar
  36. E gostaria de te tornar a encontrar
    no meu lugar
    no teu lugar...

    Chegou o tempo para amar
    E o tempo para morrer
    devagar...

    É sempre cedo
    Será sempre cedo!

    Maria luísa

    ResponderEliminar
  37. Minha querida Gracinha

    Uma realidade infelizmente muito verdadeira, mesmo com a emancipação da mulher nada mudou. Quem tem uma carreira profissional, ainda consegue sobreviver (não estou a falar de sentimentos), mas quem foi só esposa e mãe fica em más condições financeiras.
    Um assunto de que ninguém fala, mas que existe.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  38. Olá Graça bom dia:

    Muito se poderá dizer sobre este teu post que está entre
    aqueles que de ti se podem esperar como sendo mais
    um dom da tua boa forma de saberes ditar as coisas de uma
    forma muito pormenorizada e que relata a verdade da vida.
    Quanta solidão se vê por esse mundo fora no que respeita a
    este teu post? Tanta e de tantas formas que é quase impossível
    discriminá-las, mas a vida é mesmo assim e tudo isto nela se
    engloba como sendo uma parte muito negativa onde quer que
    ela esteja presente.
    Um post muito realista que nos deixa a pensar nos meandros futuros
    dias da vida posteriores a este caso onde quer que ele se englobe.
    Por cá eu tenho andado numa fase má no que respeita à saúde pois
    o tempo não perdoa quando ela nos ataca mas, com perseverança e
    muita força de vontade melhores dias virão na graça de Deus.

    Parabéns por este teu post amiga que está uma maravilha.

    Tudo bom te desejo, muita saúde e quando teu livro estiver pronto
    dia algo sobre isso ok?

    Bjos, até sempre amiga.

    ResponderEliminar
  39. Olá, querida
    Pela primeira vez em 4 anos encontro um blog que retrate esta realidade com carinho...
    Ninguém valoriza uma viúva por opção de vida... o mundo tenta nos desnortear...
    O Deus da vida a dois nos orienta e nos impede de sucumbir com tantos problemas a resolver... os filhos crescem a e nos ajudam, finalmente!!!
    Emocionada estou!!!
    Bjm de paz e bem

    ResponderEliminar
  40. Minha querida Gracinha

    Hoje passando para dizer que estou a ser entrevistada no RECANTO DOS AUTORES, será um prazer a tua visita. Deixo o Link:

    http://recantodosautores.blogspot.pt/

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  41. Queres que seja sincero contigo? Das imagens que seleccionaste e como coleccionador de relógios, adorei, obviamente... o dito cujo!

    Beijuuus dos meus !

    ResponderEliminar
  42. Olá prezada Graça, e que tudo esteja bem!

    É por este motivo que digo sempre que o ser humano é capaz de qualquer coisa, desde crucificar um inocente, até mesmo dificultar o viver de um ser iluminado, que não por acaso é responsável por nós humanos ainda estarmos por cá, após dentro de si nos gerar!

    E assim seguimos nós, alguns valorizando a vida, enquanto outros encantados em sua própria vaidade valorizam somente os bens materialmente possuídos!
    Obrigado por compartilhar mais este belíssimo pensamento, e pelas belíssimas imagens também, e por tuas gentis visitas e comentários, e por tua amizade também.
    E assim eu grato deixo meu desejo para que o teu viver seja sempre deveras iluminado e feliz, um grande abraço e, até mais!

    ResponderEliminar
  43. Hola Grace, buenas noches, paso para dejarle mi saludo y un fuerte abrazo, con cariño. Feliz semana.
    Lola Barea.

    ResponderEliminar
  44. .

    .

    . um santo domingo Mariano . Graça .

    .

    . :) . um beijo meu .

    .

    .

    ResponderEliminar
  45. Graça

    Eu sinto a sua falta
    E o tempo passa
    e continuo a sentir a sua falta!

    Espero o melhor para a Graça!

    Maria Luísa adães

    ResponderEliminar
  46. Os meus Pais fizeram as Bodas de Ouro.
    Depois, alguns anos mais tarde, a minha Mãe repentinamente ficou só...
    Mas tinha os 4 filhos e treze netos.
    Nunca lhe ouvi uma palavra de desânimo e ADORAVA o meu Pai !

    Um beijo com muita Amizade, Graça.

    ResponderEliminar
  47. Tinham casado a 8 de Novembro de 1922...por isso aqui vim.

    ResponderEliminar
  48. Viver sem a pessoa eleita pelo nosso coração deve ser muito dificil.
    Como sempre um excelente post.
    Bom domingo
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  49. Graça, boa noite!
    Um texto pertinente e que daria pano para mangas se assim o desejássemos, e é claro que é tal e qual como a Graça o escreve, porque o homem viúvo para além da solidão em que se possa sentir e da dificuldade para algumas lides domésticas, tudo o resto ae mantém inalteravel, o mesmo já não acontece com a mulher.

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  50. Estive aqui te lendo... Tristeza.
    Meu carinho.

    ResponderEliminar
  51. Amiga Graça,
    Quanta verdade nestas suas palavras! Retratou bem a situação que acompanhei na viuvez de minha Mãe! Ser viúva é como um estigma pois ela fica desamparada vivendo amargamente cada dia até final!
    Um beijinho muito amigo.

    ResponderEliminar
  52. Graça querida,
    há tanto tempo que não te visito.
    Muita saudade.
    E encontro uma reflexão tão profunda que toca muito o coração nosso que ama alguém. O medo de perder aquele que amamos.
    Foi esse o ponto que me tocou mais. Sim, tenho medo.
    E a realidade cruel da economia aí em Portugal está a penalizar assim como no passado aquelas que ficaram sós. diminuir pensões é de uma falta de escrúpulos se igual. É abrir a ferida de quem já está baqueada. Nem sempre a mulher consegue superar. Aprender a fazer o quê em países de jovens desempregados. nem todo mundo tem talento para artesanato. E , pelo menos aqui no Brasil, resta poucas opções para a mulher mais velha. pagam misérias a aposentados e pensionistas que voltam a trabalhar. Uma indigna ação num mundo que se diz moderno.
    Teu texto me pareceu um fado lindo e triste.
    Beijos, minha querida!

    ResponderEliminar
  53. Oi Graça,

    Essa é a realidade em que vivemos, parece que nada muda, e nunca vai modificar, nem com emancipação da mulher se vê grande transformação.
    A mulher sofre muito, além da dor da perda ainda é discriminada e tantas outras coisas pra tirar seu sossego.
    Adorei a postagem!
    Beijos querida!

    ResponderEliminar
  54. Olá Graça,
    gostei muito do seu texto. Viva as mulheres.
    Um feliz natal para você

    ResponderEliminar
  55. Que neste Natal os anjos desçam do céu e iluminem o seu sorriso para que ele se torne tão sincero quanto o sorriso de uma criança. E que você transmita a paz e o amor a todos aqueles a quem mais ama. Tenha um lindo e abençoado Natal. Beijokas

    ResponderEliminar
  56. Hola mi querida amiga Graça. No quería dejar pasar estas fiestas sin venir a saludarte, desearte todo lo bueno para ti. La navidad es tiempo de recordar a todos nuestros seres queridos que ya no están...recordémoslo con amor y eso nos ayudara a recibir también con amor a otras nuevas personas que entran en nuestras vidas. Un abrazo amiga, cuídate. Siempre con cariño.
    Desde España.
    Lola Barea.

    ResponderEliminar
  57. De repente num momento fugaz,
    os fogos de artifício anunciam
    que o ano novo está presente
    e o ano velho ficou para trás.

    De repente, num instante fugaz,
    as taças se cruzam
    e o champagne borbulhante anuncia que o ano velho se foi e o ano novo chegou.

    De repente, os olhos se cruzam,
    as mãos se entrelaçam
    e os seres humanos,
    num abraço caloroso,
    num só pensamento,
    exprimem um só desejo
    e uma só aspiração:
    PAZ e AMOR.

    De repente , não importa a nação;
    não importa a língua,
    não importa a cor,
    não importa a origem,
    porque sendo humanos e descendentes de um só Pai,
    lembramo-nos apenas de um só verbo: AMOR.
    De repente, sem mágoa, sem rancor, sem ódio,
    cantamos uma só canção,
    um só hino:
    o da LIBERDADE.

    De repente, esquecemos e lembramos do futuro venturoso,
    e de como é bom VIVER.

    FELIZ ANO NOVO PARA VOCÊ E A TODOS AQUELES QUE MAIS AMA.

    BEIJOKAS

    ResponderEliminar
  58. Minha amiga,

    Passei para desejar um 2014 com muita saúde, paz e esperança. Que ele traga ao Mundo mais justiça, amor e esperança para que possamos continuar o caminho sem muito sofrimento.
    Li o teu post que é um alerta importante à sociedade e à Igreja e oxalá despertem para esta dura realidade....talvez um dia!
    Um grande abraço com muita luz
    Canduxa

    ResponderEliminar
  59. "A cada dia de nossa vida, aprendemos com nossos erros ou nossas vitórias, o importante é saber que todos os dias vivemos algo novo. Que o novo ano que se inicia, possamos viver intensamente cada momento com muita paz e esperança, pois a vida é uma dádiva e cada instante é uma benção de Deus."

    Um ano novo repleto de paz, alegrias e muitas bençãos, e de novo recomeços!
    Feliz ano novo!
    São os meus sinceros desejos

    Leandro Ruiz

    2013/2014

    ResponderEliminar


  60. Brillas con la luz propia que solo tú puedes irradiar,
    brillas con la esperanza de que este momento es único e irrepetible,
    brillas con la ilusión de que mañana será aún mejor que el de hoy,
    no importa cómo, pero brillas, porque tu diáfana luz no tiene comparación.

    Y atraída por este radiante manantial de luz te paso a visitar y te invito
    a brindar a mi lado, hoy que celebro el día de mi cumpleaños
    que felizmente contigo me apetece compartirlo, brindando
    al sumar un año más al libro de vida donde no falte
    la salud, el amor y la felicidad para acercarle una modesta sonrisa
    a quienes las quieran cortésmente aceptar.

    Un breve pero sincero abrazo
    Dejo a los pies de tus sentimientos.

    Atte.
    María Del Carmen




    ResponderEliminar
  61. Oi
    Nem tudo no casamento são flores.
    A casos e casos.
    A sua história é muito triste minha mãe ficou viuva
    com uma menina pra cuidar isso em 1948.
    Beijos...
    Lúcia

    ResponderEliminar
  62. Graça , quando puder me diga onde estas
    e se esta tudo bem eu nunca deixei de te visitar,
    mais a vida tem me deixado sem poder navegar como fazia.
    E em nenhum momento esqueço nenhum que faz
    parte dessa minha caminhada.
    Que a paz de Jesus esteja sobre você abraços e minha saudades,Evanir.

    ResponderEliminar
  63. Olá Graça, passei para saber como estás. Espero que bem. <<<<feliz Ano Novo e beijos com carinho

    ResponderEliminar
  64. Querida amiga
    Sei que estás "off" :))), mas como hoje é o aniversário do Zambeziana - não estou enganada, pois não? - resolvi passar por cá para te deixar um apertado abraço de parabéns.
    Oxalá tudo esteja a decorrer de acordo com os teus desejos, e muito em breve vejas realizado o teu sonho. O meu vai a passo de caracol. Falta-me a bengala :((( - mas é para a honrar que sigo em frente com o empreendimento.

    Fico aguardando o teu regresso, e entretanto, para além do abraço de parabéns deixo
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  65. Oi Graça
    Quanto tempo não passo por aqui minha linda amiga. Hoje vim para matar as saudades e deixar o meu carinho. Um magnífico final de semana
    Beijinhos com ternura e afeto
    Gracita

    ResponderEliminar
  66. Querida Graça, passei para te deixar o meu carinho. Beijos

    ResponderEliminar