quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Amanheceu Nos Céus Aquela Estrela



…Amanheceu nos céus aquela estrela.
Que veio donde?
Na longa noite fria e bela,
O silêncio responde.

Astrónomos e astrólogos,
Assestando os seus óculos sobre ela,
Perdem-se em vãos monólogos…
…Que amanheceu nos céus aquela estrela.

…Amanheceu nos céus aquela estrela.
E outros, mais loucos ou mais sábios,
Vindo, lá das lonjuras, atrás dela,
Abrindo os olhos, cerram bem os lábios.

Também das gentes chãs
Muitos seus pobres bens deixam por ela.
Riquezas, ambições, glórias, são vãs.
…Que amanheceu no céu aquela estrela.

…Amanheceu no céu aquela estrela.
Nas suas aventuras tragicómicas
Que podem contra ela
Virotes, trons, canhões, bombas atómicas?

Desfaz-te, se te apraz, em sangue e lama,
Terra, tu que puderas ser tão bela!
Na própria morte a imensa esp’rança clama.
…Que amanheceu nos céus aquela estrela.

- José Régio


75 comentários:

  1. Querida Graça
    Amanheceu no nosso coração uma estrela.
    E ela brilha e pulsa tão intensa que
    nos faz ansiar pela novidade que ela traz.

    Vamos nos preparando para mais um Natal.
    Desejando que os homens enfim... permitam que a
    estrela brilhe em seus corações.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. ...e Estrela maior, chegará daqui
    mais alguns dias trazendo com ela
    a paz, o amor, a união entre os
    povos, nem que seja por algumas
    horas onde os corações se
    confraternizam em nome
    de Deus!

    bj, querida!

    ResponderEliminar
  3. José Régio e as "Encruzilhadas de Deus"

    Recebi teu commentes e adorei...

    Vou para o Brasil e não levo pc. Se for possível escrevo antes do Natal, mas não garanto.

    A vida é isto mesmo,
    Uns partem
    Outros regressam
    Num turbilhão constante...

    Espero voltar!

    Desejo Natal Feliz
    Um Bom Ano
    E muita saúde.

    Obrigada por me teres acompanhado...até sempre...

    Maria luísa

    ResponderEliminar
  4. Graça ( à medida que o tempo passa, começa a apetecer-me chamar-lhe minha amiga),
    A fé é um condimento fundamental para sossegar as interrogações do ser humano. Este poema de José Régio, no fundo, vem ao encontro disso: temperar a fé com o maravilhoso que há na história dos Reis Magos...

    Beijo :)

    ResponderEliminar
  5. Eu quero a estrela da manhã
    Onde está a estrela da manhã?
    Meus amigos meus inimigos
    Procurem a estrela da manhã

    Ela desapareceu ia nua
    Desapareceu com quem?
    Procurem por toda a parte

    Digam que sou um homem sem orgulho
    Um homem que aceita tudo
    Que me importa?
    Eu quero a estrela da manhã

    Três dias e três noites
    Fui assassino e suicida
    Ladrão, pulha, falsário

    Virgem mal-sexuada
    Atribuladora dos aflitos
    Girafa de duas cabeças
    Pecai por todos pecai com todos

    Pecai com os malandros
    Pecai com os sargentos
    Pecai com os fuzileiros navais
    Pecai de todas as maneiras

    Com os gregos e com os troianos
    Com o padre e com o sacristão
    Com o leproso de Pouso Alto

    Depois comigo

    Te esperarei com mafuás novenas cavalhadas comerei terra
    [e direi coisas de uma ternura tão simples
    Que tu desfalecerás

    Procurem por toda parte
    Pura ou degradada até a última baixeza
    Eu quero a estrela da manhã
    Manuel Bandeira

    Ousei fazer uma interlocução entre os dois poetas. E sem muitas outras palavras. Esperava um tanto de poesia, e fiquei tão satisfeito, que resolvi conversar através delas. Felicidades, como sempre, e beijos, claro. Haja bem.

    ResponderEliminar
  6. Olá minha querida.
    Lindo! Muito obrigada pela partilha!
    Para encomendar as agendas basta enviar-me um email:
    mceu.fernandes@netcabo.pt.
    Bjs e obrigada.
    M. Céu

    ResponderEliminar
  7. Graça querida,

    Chegou Dezembro e com ele a boa nova se refaz.
    Que todos possam ser tocados pela bela mensagem que esta estrela traz.

    Um beijo

    ResponderEliminar
  8. Hoje é dia para dizer aleluia!
    Porquê? Perguntarás. Tão só porque, ao cabo de algum (longo) tempo de tentativas infrutíferas, consegui abrir o teu blogue e chegar à caixa de comentários!
    Disseste, num teu último comentário na minha humilde cubata, que gostavas de lá ir, mas triste estavas por eu não responder, aparecer!
    Bem o quis fazer, acredita. Não sei, porém, porque carga de água, não o consegui, até agora. Espero que este comentário entre.
    Sabes, há coisas internéticas, ou blogosféricas (sei cá, ou lá!) que não dão para perceber. Em algumas vezes que aqui quis entrar até o meu antivirus disparou! A dizer-me, creio, que o teu blogue era um virus!
    Quanto à estrela, bem, há um ano escrevi sobre ela no meu blogue, não como Régio, claro!
    Um grande abraço, Amiga Graça.
    Vamos ver se a partir daqui os blogues se entendem.
    Para além do abraço, BJS.

    ResponderEliminar
  9. Linda e Admirável Amiga Sublime:
    Essa estrelinha só podia ser concebida pelo seu encanto e ternura de dádiva e apreço a todos nós que a seguimos e seguiremos sempre.
    Linda, é a essa estrela de ternura, a sua!
    Deixei-lhe um comentário no meu blogue ao seu comentário nele expresso.
    Diz:
    Linda Amiga Graça Pereira:
    Silencio-me de veneração e encanto por tudo o que expressou.
    É, pura e simplesmente admirável. Fabulosa. M A R A V I L H O S A, entende?
    Sem palavras mais pela ternura e encanto de si.
    Com humildade e uma vénia principesca ao seu precioso sentir sublime e amigo.
    Felicito-a pela beleza de sentimentos que irradia por onde passa e fascina.
    Comovido...IMENSO, por tão nobres palavras de sonho.
    MUITO OBRIGADO sentido!

    pena

    O seu valor é de ouro puro.
    Podia-se escrever uma história da sua capacidade divinal de escrita fabulosa.
    Não chegariam. Não teriam fim, pelo seu talento e beleza literária de sonho.
    Abraço amigo de respeito pelo extraordinário Ser Humano gigante e fantástico que é.
    Sensibilizado por tudo o que faz e diz.

    pena

    Bem-Haja, amiga admirável. Genial.
    Ímpar.
    Fico pasmo sempre que faz algo de maravilha que me deslumbra, que encanta os céus muito azuis só pertença Dele e de si.
    Parabéns.
    Silencio-me, venerando-a e à sua ternura sem fim.

    ResponderEliminar
  10. Olá Graça

    Que essa estrela amanheça para todos!

    Soberba escolha para "abrir" o mês que se inicia.

    Bjs.

    ResponderEliminar
  11. Uma estrela e uma esperança viva no tempo.
    José Régio fala-nos de uma Estrela de vida e amor.
    É um poema de uma beleza sempre actual.

    ResponderEliminar
  12. OI, Graça querida
    Que bom ver a espera do Natal em seu Blog com esse lindo poema!!!
    Vou fazer referência a ele no meu no Domingo,tá?
    Bjs de paz

    ResponderEliminar
  13. Olá Graça
    O Natal é um momento de multiplos sentimentos. Alegria, tristeza, fé, solidariedade, amor. Que todos saibamos vivê-lo plenamente.
    Bjux

    ResponderEliminar
  14. Belo e magestoso poema em que José Regio fala de astronomos e de estrelas pungentes de amor e de esperança

    ResponderEliminar
  15. Vamos comemorarmos juntos na Interação de amigos a festa de aniver de uma grande amiga??
    Vou te esperar por lá.
    Venha brindar, brincar com mais uma amigo na Interação.
    é muito bom poder compartilhar com os amigos do coração uma festa entre amigos.
    Seja bem vinda.
    A Interação de amigos agradece a sua companhia.
    VAMOS BRINDAR!!!
    Carinhosamente,
    Sandra

    ResponderEliminar
  16. Belíssimo poema Graça...

    abraços
    de luz e paz

    ResponderEliminar
  17. Lindo Graça!!!"O silêncio responde'.Eu tbém sempre me pergunto,"de onde veio aquela estrela, seguida pelos pastores e os reis magos,para anunciar a chegada do filho de Deus.
    Que a sua luz possa iluminar o caminho de todos nós, e que brilhe com muita intensidade em nossos corações,não só no Natal,mas durante o ano todo.
    Estou com saudades,mas como devo viajar logo no início de janeiro,volto em fevereiro para lhe fazer companhia.
    Beijos
    Sempre Emilinha

    ResponderEliminar
  18. Lindo Poema, Graça ! Que imagens encantadoras !

    Beijo

    ResponderEliminar
  19. Que lindo Graça!
    Que haja sempre uma estrela a brilhar no céu dos nossos corações.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  20. Que as estrelas brilhem nesse lindo céu!!!

    beijos linda!!^^

    ResponderEliminar
  21. Belo poema.
    José Régio é um poeta que precisava ser mais conhecido.
    Um poema dele que eu gosto muito é o Cântico Negro.

    bjs

    ResponderEliminar
  22. Uma estrela que brilha no coração de alguns.
    Lindo poema.
    beijos

    ResponderEliminar
  23. Que essa estrela esteja em todos os lares do mundo.

    É dezembro, é Natal, É JESUS!

    Obrigada pela sua companhia.

    beijooo.

    ResponderEliminar
  24. Graça, vc posta tanta coisa bonita aqui... dá gosto de ler.
    E esse post é especial, tem a magia de resgatar o verdadeiro sentimento de natal, a chegada da estrela natalina.

    lindo!

    um bom dia pra vc

    ResponderEliminar
  25. Amiga Graça, com a proximidade do Natal os nossos corações se aproximam, os povos do mundo todo, de uma forma ou de outra se interagem para reverenciar o Deus Menino. È um momento mágico de muita fé, amor ao próximo, bondade, amizade, de paz e amor. Os poemas de Natal me tocam, me emocionam me transportam para aquela época, é muito lindo. Beijos. Sandra.

    ResponderEliminar
  26. Olá, Graça!

    Lindo poema este, a inaugurar o mês do Natal!

    Acreditar para além daquilo que os olhos vêem e do que a razão consegue explicar, ajuda muito na passagem por esta vida - para alguns às vezes nada fácil de entender, e de viver.Suponho que isso será um dom, de que nem todos serão dotados.
    Que viva o espírito de Natal, naquilo que ele tem de genuíno e bom!

    Beijinhos.
    Vitor

    ResponderEliminar
  27. Muito singela tua mensagem minha querida.
    As estrelas são personagens que além de liderar uma beleza sem fim no céu traz para a gente esperanças inúmeras de vida e explendor.
    Parabéns,adorei.
    beijokas mil.

    ResponderEliminar
  28. Essa Estrela foi vista e seguida...trouxe a boa nova...o mascimento de Jesus...o mascimento da esperança no coração de quem a seguiu. Continuamos a ter estrelas no céu; nem sempre as conseguimos ver...o tempo e as nuvens não nos permitem; mas há noites em que elas brilham, clareiam o céu, mas nós fazemos de conta que não estão lá. Nesta época não faltam luzes a illuminarem as cidades escuras...a tentarem iluminar o coração dos homens; nesta época até conseguem que o homem seja mais humano, mas depois...tudo se apaga e as estrelas do céu lá ficam...sozinhas...sem conseguirem que os nossos corações finalmente se abram para o mundo, para o nosso semelhante...para nós mesmos. Um beijinho, Graça e...gostei muito!Parabéns pelo blog! Está lindo!
    Emília

    ResponderEliminar
  29. Valha-nos José Régio e quem dele se lembra em dias em que as notícias quase nos afogam de raiva e de vergonha.
    Cumps

    ResponderEliminar
  30. Que cheirinho a Natal!...
    Bonito este poema de José Régio.

    Um beijo

    ResponderEliminar
  31. Amiga Graça.Espero que a estrela brilhe sempre no coração dos homens,basta querer.Penso que eles não querem,todos tentamos fazer uma força que dê frutos,mas outras coisas estão por detrás.O poema de Régio é sublime como ele sabia escrever.
    Beijinho e agradeço visita no blog.

    Lisa

    ResponderEliminar
  32. Minha Querida Amiga Graça,
    Belo poema de José Régio muito oportuno nesta epoca que se aproxima.
    Um beijinho muito amigo.

    ResponderEliminar
  33. Graça minha amiga
    Que poema dígno de uma tão bela postagem como a tua.
    Estrela da esperança, que no céu fulgura,
    vidas que delas despontam, quão risos de crianças...

    Magnífica poesia!

    Linda noite pra ti

    Bjs

    livinha

    ResponderEliminar
  34. Graça não recebi a carta ,mas não te priocupes eu vou por que recebi,se depois não a receber tu voltas a mandar só para eu ler
    Beijinhos Graça
    Eu vou dar até amanhã de manhã por causa dos fusos horarios

    ResponderEliminar
  35. Graça, amada!
    TÔFORA nauuuuummmmm!!! TÔDENTRO do Zambeziana sempre... Realmente estive viajando e quando retornei, agora em novembro, fui visitando os amigos que lá deixavam seus comentários... (estou em falta com muitos) Junto a isso filhote meu alça voo solo nesse domingo... então podes imaginar como estou!
    Do poema, lindo, fico com a ESPERANÇA a nos guiar, sempre, pelos caminhos dessa vida que vale a pena de ser vivida!!!
    Beijuuss, minha querida, iluminados n.c.

    ResponderEliminar
  36. As estrelas que nos guiam... Belíssimo poema!

    bjos Graça

    Anne

    ResponderEliminar
  37. Abri de par em par minha janela
    numa noite bela e linda de luar
    e no céu lá estava ela tão bela
    aquela linda estrela a cintilar

    bom fim de semana,
    beijinho grande,
    José.

    ResponderEliminar
  38. mas que graça depoema, ascedeu uma estela dentro do meu coração
    abraços

    ResponderEliminar
  39. Querida amiga Graça

    Estou passando, para deixar um beijo no seu coração e desejar um maravilhoso Final de Semana, junto de sua família.
    Fique com DEUS

    ResponderEliminar
  40. Amiga lindissimo poema. O céu ilumina-se e o nosso coração também com a chegada da Estrela que anuncia o Amor e a Paz.
    Tenha um fim-de-semana cheio de alegria e felicidade.
    “Não existe um caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho.” (Mahatma Gandhi )
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  41. Tão bem escolhido este poema de José Régio!
    Bom fim de semana.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  42. Lindo poema, Graça.Parabéns pela escolha. Que essa estrela ilumine a cidade do Rio de Janeiro e todas as cidades do mundo e traga paz, harmonia,compreensão e respeito ao nosso planeta.
    Um beijo, amiga querida.

    ResponderEliminar
  43. Para mim, Graça, caiu-me uma estrela:

    A queda de uma estrela

    Eu vi uma estrela cair,
    Quase ouvi o seu tchibum no charco.
    O céu estava coalhado de estrelas,
    Mas só uma, frágil, caiu.

    Uma estrela, num átimo, se apagou.
    As rãs coaxaram mais alto,
    Depois, sem explicação, se calaram.
    Um grilo teimoso não parava de cantar.

    Uma coruja lançou seu grito de caça,
    Fuzilando com os olhos um sapo enorme.
    A lua clareava as árvores,
    Desenhava figuras estranhas no chão.

    Eu pensei na estrela como um peixe
    Verde-prateado brilhando na água.
    O mundo, sem que eu percebesse,
    Ficou menor com a queda dessa estrela.

    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  44. Abre este livro... E encontrarás então
    teu coração, de amor, rindo e cantando,
    cantando e rindo com o meu coração...

    J.G. de Araújo Jorge

    Beijos & Flores........M@ria

    ResponderEliminar
  45. Querida Graça, que esta estrela, esta época de natal, te traga a prenda que todos os dias nós ansiamos: muita paz em nós e no mundo, muito amor, na humanidade e nos nossos corações...
    Beijo de muito carinho, Graça, querida.
    Carlos

    ResponderEliminar
  46. Olá Amiga
    Faltam 6 dias para terminar o concurso "CONTOS DE NATAL" no meu blog.
    Não concorrers?

    Estou à espera.
    Beijinhos
    Isabel

    ResponderEliminar
  47. amanhece a estrela

    que anoitece
    aquela apenas aquela
    faz-nos brilhar os olhos como pérolas
    enquanto o coração tece e se destece

    seja outro o frio e a noite bela

    um beijo, Graça!

    manuela

    ResponderEliminar
  48. Graça querida, lindo este poema de José Régio. Todos os anos ficamos ansiosos pela Boa Estrela, sinal de harmonia, paz e amor.
    Quem sabe se parea o ano... todos os anos renovamos essa esperança, esperança de um mundo melhor.
    Beijos para ti querida amiga e tem uma óptiman semana

    ResponderEliminar
  49. Graça,
    Compartilhar é maravilhoso!que a luz das estrelas brilhem 365 dias nos corações dos homens,trazendo Paz ao mundo!
    Boas energias,
    Mari

    ResponderEliminar
  50. Minha querida Graça

    Que essa estrela espalhe a luz nos nossos corações.
    Muito lindo este poema de José Régio.
    Deixo um beijinho cheio de carinho e agradeço as tuas palavras lindas que sempre me deixas.

    Beijinhos
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  51. Graça, minha querida amiga,
    Acho que os mimos estão sendo transportados por caravelas (rsss). Deve estar em alto mar, esperando a onda passar.
    Será que chegarão antes do Natal?
    Bjs.

    ResponderEliminar
  52. Começaste bem o mês de Dezembro! Afinal, é a estrela o primeiro sinal...Que ela nos guie até Jesus.
    Beijo
    Teresa(Quelimane)

    ResponderEliminar
  53. Obrigada pela partilha de um poema de José Régio.

    Hoje estou "encurralada" num quarto de Hotel no Fundão, furiosa com o estúpido dia que aqui passei. Vim eu fazer mais de 300km para ver lugares que não conheço e o tempo metereológico não ajudou nada...que raiva!!! Nem uma foto consegui fazer, com esta chuva forte e a neblina que se instalou.
    Felizmente trouxe comigo o portátil e cá estou "ligada" ao resto do mundo.
    Boa semana. Beijos

    De uma outra forma vou dizer o que hoje sinto:

    Casas há que habitam o meu subconsciente
    Hoje estavam mesmo à frente
    dos meus olhos
    parei o carro e admirei-as

    Aldeia histórica de Castelo Novo
    ali estavam elas, lindas
    quis captá-las com
    a objectiva da máquina
    os meus segundos olhos
    mas...a chuva não permitiu
    que raiva!!!

    A neblina e a chuva
    são os elementos que "hoje"
    ilustram a paisagem.
    ...
    e, a minha alma chora!

    ResponderEliminar
  54. Querida Graça...

    Acredito que essa "estrela" é o amor universal, divino, único capaz de apaziguar a alma e unir as criaturas. Sob esse prisma, poderia somar o soneto de Bilac ( no singular):

    "Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
    Perdeste o senso!" E eu vos direi, no entanto,
    Que, para ouvi-las muita vez desperto
    E abro as janelas, pálido de espanto...

    E conversamos toda noite, enquanto
    A Via Láctea, como um pálio aberto,
    Cintila. E, ao vir o sol, saudoso e em pranto,
    Inda as procuro pelo céu deserto.

    Direis agora: "Tresloucado amigo!
    Que conversas com elas? Que sentido
    Tem o que dizes, quando não estão contigo?"

    E eu vos direi: "Amai para entendê-las!
    Pois só quem ama pode ter ouvido
    Capaz de ouvir e de entender estrelas".

    Beijo grande.

    ResponderEliminar
  55. Gizelda
    Maravilhoso este poema de Olavo Bilac..." pois só quem ama pode ter ouvido/ capaz de ouvir e de entender estrelas".... Realmente é preciso amar para as entender!
    Mil beijos ( estou doente com uma gripe...muito frio por aqui...)
    Graça

    ResponderEliminar
  56. Minha querida que coisa mais linda seu post.
    As imagens são incríveis. Clima bom esse.

    BeijooO*

    ResponderEliminar
  57. "A Melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio
    de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida"

    Um Feliz Natal e um Ano Novo cheio de Paz,
    Amor, Saúde e Amizade.
    Bjs

    ResponderEliminar
  58. Olá Graça! Passando para agradecer a visita, te desejar uma ótima semana e dizer que fizeste uma bela escolha. Adorei o poema, com ênfase para a estrofe abaixo:

    …Amanheceu nos céus aquela estrela.
    E outros, mais loucos ou mais sábios,
    Vindo, lá das lonjuras, atrás dela,
    Abrindo os olhos, cerram bem os lábios.

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderEliminar
  59. Graça, perfeito, lindo, delicioso de ler e refletir!
    Beijosssssssssss

    ResponderEliminar
  60. Gracita, passei para deixar-te um grande beijinho e degustar do poema por ti postado...

    ResponderEliminar
  61. "Eu te recebo de pés descalços: esta é minha humildade e esta nudez de pés é a minha ousadia."

    (Clarice Lispector)

    Tem selinho pra voce......Beijos!! M@ria

    ResponderEliminar
  62. Um poema deslumbrante em um blog belissimo. Estou lhe convidando a visitar o meu blog, e se possivel seguuirmos juntos por eles. Estarei grato esperando por voce lá
    Abraços de verdade

    ResponderEliminar
  63. Gosto da Poesia de José Régio, sóbria e bonita!
    Ligia

    ResponderEliminar
  64. Obrigado amiga pelas suas recomendações. Ti desejo um Feliz natal e um prospero ano novo. Beijos do amigo brasileiro.

    ResponderEliminar
  65. Querida amiga, tenha um lindo final de semana. Beijocas

    ResponderEliminar
  66. Graça minha amiga, que bom este cheirinho a
    Natal neste seu(nosso)blogue, na companhia de
    José Régio. Já agora, desejo para si e para os
    seus o MELHOR NATAL.
    Um beijinho e grata pela sua amizade ao longo
    deste ano.
    Irene

    ResponderEliminar
  67. Querida amiga Graça!

    José Régio traz-nos este ar gostoso de Natal!
    Belíssima escolha.
    Vamos vivendo o espírito de Natal lembrando que ele se faz todos os dias.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  68. Devo confessar que a sua história faz encantar não só as crianças mas também, aqueles que ainda sente dentro de si uma criança.
    Gosto de ler as escritas que vem muitas vezes do coração de pessoas tão sensíveis, e, que com muito carinho e sabedoria nos vão mostrando mesmo sem querer parte das suas almas, obrigado pela parte que me tocou o coração, beijos de luz e paz

    ResponderEliminar
  69. Oi Graça, que mensagem linda!
    Agradeço sua visita na minha cozinha. Volte sempre!!!
    Bjo,
    Verônica

    ResponderEliminar
  70. Graça,

    que o espírito do Natal seja hoje como ontem e em todos os dias permaneça.Que as pessoas não esqueçam de ser simples,honestas e caridosas.

    Belo conto,belas imagens.Feliz Natal e que o Ano Novo seja de PAZ.


    Um beijo,

    Linda Simões

    ResponderEliminar
  71. Graça vim apenas deixar-lhe um beijo e o meu
    agradecimento pela sua amizade ao longo deste 2010. Que tenhamos saúde para continuarmos
    amigas em 2011 - o meu desejo.
    Feliz Natal.
    Irene

    ResponderEliminar
  72. Graça!

    Uma beleza de poema e lindas imagens!

    Desejo que seu Natal seja repleto de luzes que iluminem todo o ano que logo se inicia!

    Meu carinho!

    Sonia Regina.

    ResponderEliminar