quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Josafat


(Uma história para crianças…..ou não!)

Chamava-se Josafat e era o mais novo dos três camelos que partiram do Oriente levando os Magos até Belém. Estava excitado e ao mesmo tempo curioso. Era a primeira vez que se metia (ou metiam-no) numa aventura tão extraordinária. Pensava como é que os seus amos, uns verdadeiros sábios, tão atentos à Ciência, sempre de binóculos na mão, mapas e outras coisas que tais… se tinham deixado guiar por uma estrela.
-Era diferente das outras, maior, e caminhava pelo céu como se indicasse um caminho. Depois as Escrituras falavam no nascimento de um Rei e num sinal pouco vulgar que daria conta do acontecimento… - explicavam os mais velhos!
Josafat abriu muito os olhos e batia com as fartas pestanas a ver se entendera bem:
-Um Rei? De que país? Jerusalém tem o Rei Herodes… de onde poderá ser?
- Como é que tu sabes todas essas coisas?
- Oiço tudo e muito bem…
A noite caía sobre eles. Uma noite gélida mas com um céu brilhante mais claro que o dia.
Josafat encolheu-se um pouco… O manto do Mago não o cobria totalmente e ele sentia frio. Durante o dia fora a tempestade de areia e aquele calor infernal que parecia assá-los a todos.
De repente Baltasar gritou:
-Olhem!
A estrela tinha parado no firmamento e incidia raios fortes sobre a terra.
- Deve ser aqui - dizia Melchior.
Josafat pensava que os Magos deviam estar doidos… Ali, como? Não era um Rei que tinha nascido? Onde estava o palácio?
Num minuto, a estrela desceu tanto que quase esmagou um pobre pardieiro que parecia conter ouro que faiscava.
-Aproximemo-nos mais… Vocês ficam aqui mais afastados - informou Gaspar.
Descendo dos camelos dirigiram-se com as suas ofertas para o novo Rei, entrando na pequena gruta.
Josafat, curioso, avançou mais um pouco e o que viu espantou-o: um Rei… mas é apenas um Menino! Não entendo nada… E aquela jovem, tão jovem, será a sua Mãe? E aquele velho que remexe a palha com muito cuidado… quem será?
Josafat esticou o pescoço e, tropeçando numa pedra, ficou quase à entrada da gruta e o que viu fê-lo bater com mais força as largas pestanas.
Os sábios com a cabeça encostada ao chão diziam louvores enquanto faziam as suas ofertas: Ouro, incenso e mirra, apresentados em cofres valiosos. O Menino com os bracitos estendidos olhava-os com uma certa curiosidade mas… não se ria!
Josafat queria ver mais. De um pulo esparramou-se diante do Menino, mesmo em frente dos seus amos. Pensou, é agora que eu vou ser despedido!
Mas, espanto dos espantos: O menino ria às gargalhadas e estendendo as mãozitas passou-as pela cabeça de Josafat que se sentia o mais feliz dos camelos.
Olhando para os amos pensou que eles não entendiam nada de crianças… Para que quereria aquele Menino os disparatados presentes?
Afinal aquele menino era igual a todas as crianças do mundo: gostava de brincadeiras, de se rir e de sentir amor à sua volta!


Não! Josafat pensava que, quando voltasse para o Oriente, a sua vida já não seria a mesma…
Tinha conhecido um Rei que não ligava às riquezas e que se divertia com as tropelias de um camelo… Nunca o esqueceria e era a palavra de Josafat.

111 comentários:

  1. Lindo!!! Muito lindo este seu texto, minha querida amiga... Comovente, mesmo.
    Beijos e uma linda noite para você.

    ResponderEliminar
  2. Querida amiga, essa é uma história que nunca envelhece, embora já se passassem 2000 anos, ela continua sempre atual. Lindo demais. Beijocas

    ResponderEliminar
  3. Graça,
    A sua capacidade narrativa é realmente muito interessante.
    Parabéns por este belo conto!

    Beijo :)

    ResponderEliminar
  4. Querida Graça
    Uma história para crianças...... ou não.
    A adulta e a criança em mim, adoraram.
    E deu-me uma ideia, pois tenho um camelo no meu presépio e sempre o coloco atrás dos reis, então vou agora mesmo colocá-lo junto ao menino, para que Ele se ria e quem sabe estenda as mãozitas para acariciar o camelo, que agora em nome.

    Beijinhos e grata por tão linda história.
    Vou dormir como criança.

    ResponderEliminar
  5. Contada por ti é cheia de graça. beijinhos e obrigada por escreveres coisas lindas.

    ResponderEliminar
  6. Graça,
    Que linda história, tão igual e tão diferente...
    Só mesmo você! uma história contada através dos olhos e do coração de um camelo, Josafat.

    Que bom que os mimos já chegaram. Espero que tenha gostado.
    Dulce fez o paninho e o engomou com o maior carinho. Eu montei o cartão pra ela.
    bjs.

    ResponderEliminar
  7. Aplausos! mais aplausos! e muito mais!
    Graça, eu fiz uma brincadeira poética com os meus amigos blogueiros no texto: NÃO ESTOU SÓ! e lógico que você entrou na lista.
    Um beijo no coração!

    ResponderEliminar
  8. Uma história pra mim, adulta e criança que absorve as letrs com a alma...

    Emocionada!!

    Beijos, linda!!^^

    ResponderEliminar
  9. Minha querida

    Um texto lindo de uma história sem tempo, adorei a envolvência das palavras.

    deixo um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  10. Nossa que maravilha...você deveria escrever um livro.

    abraços
    de luz e paz

    ResponderEliminar
  11. Sempre me surpreendes com os teus textos, pela humanidade e identificação que consegues entre o que relatas e o leitor.

    E, finalmente, não menos importante, a correcção com que o fazes! Parabéns!

    Beijo,
    António

    ResponderEliminar
  12. Que texto mais belo! Mais uma história de fim de ano para aquecer-nos o coração e colocar-nos a refletir sobre o CRISTO...
    Amei! Vim te dar um bom dia!
    Deixo-te também, beijinhos, Gracita.
    Faz um ano de amizade... que beleza!
    Que muitos ainda se repitam...
    Malu

    ResponderEliminar
  13. .

    . há contos que são encontros ou re.encontros com a mensagem de Deus . na assunção inequívoca da palavra divina . este é um deles e congratulo.A, congratulando.me por isso .

    .

    . é quase natal..., graça .

    .

    . grat.íssimo pela presença no aniversário do #intemporal#, sem a qual, tudo seria efectiva.mente mais pobre .

    .

    . um beijo meu .

    .

    ResponderEliminar
  14. Que delicia, me remete a minha infância, um ladao lúdico com romance!
    bjs
    Lulu & Sol

    ResponderEliminar
  15. Muito lindo Graça,
    Você tem do "dom" de Deus para contar histórias.
    fico feliz de te ler, tuas palavras me soam como se aqui estivestes, cerca de mim, a tomarmos um chá quente gastando conversas da vida.
    Beijo grande
    Um feliz Natal junto aos teu.
    San

    ResponderEliminar
  16. Olá Graça

    Uma história eterna que encanta e encantará adultos e crianças.

    Consegues com a tua escrita cativar. Ansiamos pelo final...e lá chegando dizemos ohhhhhh...acabou!

    Bjs.

    ResponderEliminar
  17. Lindo,vou ter de ler para o meu filhote!
    Gostei.

    ResponderEliminar
  18. Que história de encantar!!! :) beijinho grande Gracinha

    ResponderEliminar
  19. OI Graça
    Lindo conto, muitas vezes no esquecemos que a beleza da vida está nas coisas simples, e que para agradar a Deus não precisamos de grandes ações, basta dar amor.
    Bjux

    ResponderEliminar
  20. Uma delícia de texto, amiga! Adorei.
    Mais uma lição que recebemos dum animal - o conhecimento das crianças, dos seus gostos e desejos. Muito bom.

    Bom resto de feriado. Beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Querida Graça!

    No dia que o menino nasceu
    uma estrela apareceu no céu
    foi lhes ensinando o caminho
    três Reis Magos em seu louvor
    levaram mirra incenso e ouro
    para oferecer ao menino

    O camelo mais novo Josafat
    sorrateiro alçou a pata
    aproximou-se da manjedoura
    ao velo rir daquele jeito
    viu que o menino era perfeito
    fez uma vénia à Nossa Senhora

    Mas Havia o Rei herodes
    o tal homem dos bigódos
    vendo seu futuro ameaçado
    rodeado de assassinos
    mandou matar muitos meninos
    até aos dois anos de idade

    O resto de um bom feriado
    Beijinho grande,
    José.

    ResponderEliminar
  22. Se ser criança é sentir-me maravilhado com esta linda história, então deixem me ser criança.

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  23. Querida amiga Graça!

    E assim deveria ser comemorado o Natal, em família apreciando as coisas simples que são as mais ricas.
    Menos consumismo e mais amor pelo próximo.
    Uma história que em qualquer idade é boa de ler e reler até aprender...

    Kandandos meus

    ResponderEliminar
  24. QueridaGraça...que prazer enorme em vir te visitar, amei. Sempre que venho aqui sou mais rica poque encontro tesouros aqui, nas entrelinhas de seus textos, inevitavelmente.

    Posso colocar no meu blog??? kkk
    Linda e tão verdadeioraesta históia afinal, o Rei é mesmo um menino que não se importa com coisas mas com "seres viventes", pessoas, animais e tudo o que Ele mesmo criou junto ao Pai.

    Beijos no seu coração...amo você, amiga.

    ResponderEliminar
  25. Perdão pelos erros, estou com a vista muito cansada hoje e só percebi os erros depois de postar...glaucoma.

    ResponderEliminar
  26. Graça minha querida.
    O estar nas coisas simples, é o que de pronto nos engrandece, nos aquece, nas realezas do sentimento.
    Amor que não se compra, formoso, transparente,
    luzes que clareiam a vida, comprometimentos de almas que se agigantam...

    Como sempre mais um texto que não tem como nos apressarmos na leitura, cada letra, cada virgula, nos embriaga e a gente desejando que a leitura não se acabe nunca.

    Parabéns!

    Bjs

    Livinha

    ResponderEliminar
  27. Muito, mas mesmo muito interessante conto para esta época natalícia.
    Cumps

    ResponderEliminar
  28. Querida Graça!

    Não podias ter escrito conto mais belo!
    Belíssimo e com o teu cunho único que sempre revela uma sensibilidade especial.

    Voltarei para reler este e o anterior.
    Hoje já é muito tarde.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  29. Não tenho cadernos.
    Tudo o que escrevo,
    escrevo nas paredes do meu quarto.
    Se é para estar presa,
    que seja entre quatro poemas...

    ¬ Rita Apoena ¬

    Bom dia.......Beijos de coração prá coração..........M@ria

    ResponderEliminar
  30. Olá Graça!
    Está tudo bem. O meu blog tem estado parado sim, o de poesia, pensamentos e pintura mas o Diário do Gatinho Eros não. Se estás a entrar pelo cantinho Romântico é natural que vejas o blog parado. O Cantinho Romântico é apenas um apêndice do blog mãe. Até temos mais um gatinho...rs.
    O endereço original é http://erosomeugato2009.blogspot.com

    Temos estranhado até não apareceres lá.
    Beijinhos grandes! Ronrons do Eros e do Laranjinha!

    ResponderEliminar
  31. Graça
    Que lindo! Minha contadora de histórias preferida! Adulta, quero nunca me perder da criança em mim...

    beijos
    Anne

    ResponderEliminar
  32. Oi Graça!

    Leio seus originais comentários lá no nosso amigo José e os admiro muito.
    Tens muita sensibilidade e sagacidade.
    Sinta-se a vontade para quando desejar visitar o som do coração,a minha casa.rs

    Parabéns! Grande abraço de IT ♥

    ResponderEliminar
  33. Oh! Que lindo, Graça.

    Tem a magia da palavra que as crianças entendem, tem a alegria e a valiosa lição do desprendimento das coisas materiais,tão importante nos dias que correm.
    Tem tudo o que qualquer texto para crianças deve ter e por isso, peço-to emprestado para lhe dar bom uso, junto dos miúdos. Posso?

    Um beijo

    ResponderEliminar
  34. Josafat
    tinha a sabedoria de um menino

    o menino, era como todos os meninos, diferente!

    trocando os papéis...fico por aqui a ouvir histórias...

    um beijo, Graça!

    manuela

    ResponderEliminar
  35. Oi Graça querida, passe mais vezes sim lá pelas minhas casas!!! Sempre encontrará matérias novas.

    Beijão bem de longe do Zé Carlos

    ResponderEliminar
  36. Estava com saudades...li a história, linda para contar à minha neta no próximo Natal, e deixo-te um grande beijinho.
    Obrigado pelos comentários deixados na minha casinha...vou tentar regressar em breve.
    mais um beijinho

    ResponderEliminar
  37. Graça, minha querida
    Que contadora de histórias tu és...
    Simplesmente encantadora, esta Josafat!
    Grande abraço, amiga!

    ResponderEliminar
  38. BONITA HISTÓRIA de amore e encanto.......e nos ensina, tanto, tanto.....tanto!
    ORIGADA GRAÇA,
    HELENA

    ResponderEliminar
  39. Querida Graça, uma história para todos, porque é uma história encantadora.
    Beijinhos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  40. Graça, amada!
    Que lindeza... que delicadeza...minha metade criança se encantou e minha metade adulta aplaudiu.
    Beijuuss n.c.

    ResponderEliminar
  41. Graça,

    As coisas que tu sabes!!! :)))

    Beijos!
    AL

    ResponderEliminar
  42. Amiga Graça, que forma extraordinária de contar uma história intemporal. Uma delicia de leitura!
    Bom fim de semana
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  43. Mas que história tão linda! E que camelo esperto! Dá-nos aqui uma verdadeira lição. Quantas vezes não andamos preocupados a comprar um presente para uma criança, presente caro, às vezes de ouro que só vai agradar aos pais? à criança muitas vezes nem lhe dirigimos o olhar. Criança quer atenção, brincadeira, brinquedos simples que a divirtam. E o que quererá o menino cujo aniversário será a 25 de Dezembro? Todo este deperdício, este luxo em iluminações, todas estas festanças que em nome dele se fazem?Claro que não! Belo conto e parabéns! Um beijinho
    Emília

    ResponderEliminar
  44. Lindo Graça.
    Espetacular o conto.
    Perfeito para os pequeninos mesmo.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderEliminar
  45. Oi Graça, agradeço pelos votos de Natal e Ano Novo. Que o teu Natal seja de Paz e Alegrias e que o Novo Ano seja promissor! Tudo de bom! Esta semana estou em São Paulo, a maior e mais rica cidade do Brasil, vim visitar a Bienal de Artes de São Paulo, passear um tanto e também rever amigos. Abraços, Lais.

    ResponderEliminar
  46. ...hermoso
    viaje
    luz cielo
    estrellas
    y la fe
    bajo su sol
    ardiendo...



    UN ABRAZO
    GRACA.

    tu amigo :


    j.r.s.

    ResponderEliminar
  47. Amiga
    à meia noite terminou o prazo da entrega dos contos de Natal.
    A partir de amanhã começarei a colocar os textos no meu blog. Como houve 9 participações, colocarei 3 textos por dia, ou seja... no sábado colocpo 3, no domingo mais três e na 2ª os três restantes.
    Depois poderão votar até ao dia 16 (10 pontos para o texto que mais gostarem, 6 pontos para o seguinte e finalmente 2 para a vossa 3ª escolha ).
    No dia 17 será anunciado o vencedor e os restantes classificados.
    Por favor avalia.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  48. Legal seu conto Graça.
    É interessante notar que o nascimento de Cristo já naquela época, estava ligado a valores artificiais e comerciais e por isso o Natal seja tão explorado comercialmente. Mas, uma criança não precisa de ouro, ela precisa de uma familia, de atenção e carinho e uma lembrança simples que simbolize confraternização.

    bjs

    ResponderEliminar
  49. Sublime e Notável Amiga de sonho:
    Um delicioso texto escrito de forma doce e terna. Fabulosa! Só do seu inequívoco e real talento.
    "...se tinham deixado guiar por uma estrela.
    -Era diferente das outras, maior, e caminhava pelo céu como se indicasse um caminho. Depois as Escrituras falavam no nascimento de um Rei e num sinal pouco vulgar que daria conta do acontecimento… - explicavam os mais velhos!
    Josafat abriu muito os olhos e batia com as fartas pestanas a ver se entendera bem:
    -Um Rei? De que país? Jerusalém tem o Rei Herodes… de onde poderá ser?..."

    Uma passagem fantástica com a sua assinatura de ouro puro.
    Fiquei deslumbrado e maravilhado.
    Escreve divinalmente.
    Abraço amigo à pessoa de excelência que é e sigifica para todos nós.
    É preciosa. Com respeito e estima gigantes.
    Sempre, mas SEMPRE, a admirá-la

    pena

    Bem-Haja, "inexistente no Planeta Terra" escritora de sonho.
    Veio em alguma nave espacial. É tão perfeita e linda?
    Parabéns renovados.
    Adorei.
    É extraordinária.

    ResponderEliminar
  50. Querida Graça, esta história diz-nos que nas crianças, nos animais, na natureza, está a pureza da vida. Se todos os homens soubessem ler esta simplicidade, de certeza a humanidade seria muito mais feliz.
    Beijo, de muito carinho, querida.
    Carlos

    ResponderEliminar
  51. esta é minha mensagem de natal para todos os blogues que estou a seguir

    Natal...
    É o mês de confraternização Agradecimento pela vida
    Bênçãos ao filho de DEUS
    União, amor, reflexão!

    Que o bom velhinho traga um saco cheinho de paz,
    harmonia, fraternidade
    Que o gesto de ternura se estenda de várias mãos
    Que ao som dos sinos
    O amor exploda em todas as direções!

    FELIZ NATAL!
    UM ANO NOVO DE FÉ E SUCESSO!

    luis Antunes

    ResponderEliminar
  52. Graça, estive adoentada, mas já estou melhor.....
    No meu presépio tem um camelo como este...lindo!
    Vim lhe dizer que "estou de volta", de uma maneira bem simples,online mesmo.
    Seu mimo está pronto desde o dia 8, faltando comprar o do Nuno,pois adoeci e estou sem poder sair, mas logo enviarei....
    Um abração aiga..
    Sempre Emilinha

    ResponderEliminar
  53. Graça,
    Precisava de um continho
    pequenino.
    Vim aqui busca-lo. Não, não o vou levar para um lado
    avinagrado
    vou integra-lo no meu livro, recontado
    como um sonho
    de um soldado
    (mas farei link)

    Obrigado
    (editarei esse sonho na 6ª feira próxima)

    ResponderEliminar
  54. Amiga Graça, esse teu conto lembrou-me F. Pessoa e A. Caeiro em seu Guardador de Rebanhos, para mim, um dos mais lindos poemas que alguém já escreveu sobre Jesus...És uma grande escritora! Beijos,

    ResponderEliminar
  55. Graça, minha amiga, adorei este seu conto...
    Só posso dar-lhe um beijinho e se não contactar
    consigo antes, desejo o melhor Natal possível.
    A certeza da minha amizade e consideração por si.
    Irene

    ResponderEliminar
  56. obrigado muito, Graça! que Deus a bendiga com muitos êxitos. e fé-licidades muitas, no Natal e Ano Novo. saudações cordiais do Brasil. Z.A. Feitosa

    ResponderEliminar
  57. Simples, mas profundo.
    Despretencioso, mas objetivo.
    Posso dizer sem medo de errar: - MARAVILHA.
    Abraços de Luz.

    ResponderEliminar
  58. Fiquei encantada com a narração através da visão do camelo!
    E sim! Uma criança só precisa de bons cuidados e de muito amor;o)

    ***
    Beijinhos amiga e feliz domingo****

    ResponderEliminar
  59. Minha querida
    Graça

    Passando para te deixar um beijinho e desejar um resto de bom domingo.

    Sonhadora

    ResponderEliminar
  60. Um conto inesquecivel,o Menino Deus através da ótica de Josaph o camelo que teve o privilégio de ser afagado docemente por ELE.
    Adorei o blog Graça, abraços

    ResponderEliminar
  61. Olá Graça!

    Simplesmente lindo e significativo!!!

    ...e este rei que não almejava nenhuma riqueza material,só semeava amor e paz foi brutalmente assassinado pelos que não compreendiam a sua linguagem!!

    Um belo Natal para você e todos os seus!

    Um beijo carinhoso!

    Sonia Regina.

    ResponderEliminar
  62. Profundo e belo este seu conto, adorei e fiquei encantado com a narração ela é simplesmente maravilhosa e com um cheirinho á epoca festiva que se aproxima

    ResponderEliminar
  63. Graça, querida
    sempre que venho visitar-te enriqueço um pouco mais minha vida.
    adoro ler-te, contas teus pensamentos de forma tão doce, tão cativante - apaixonante!
    fica com DEUS, minha querida.
    bjs de luz!

    ResponderEliminar
  64. ...Quem sou
    Nunca me encontrei na letra de uma canção
    Nunca toquei duas notas seguidas em harmonia
    Mas perdi-me às vezes na ilusão

    Reencontrei-me com o amor
    Amargura mora sempre com a razão
    Um mágico nem sempre acerta
    No seu golpe de mão

    Mas fiz mil tentativas nesta viola
    Nenhuma nota bateu-me certa
    Sou um triste e patético tocador
    Desta...Melodia Incompleta...

    Doce beijo

    ResponderEliminar
  65. Oi
    Só mesmo nesse blog
    pra ler coisas tão linda.
    Desejo pra você uma
    Santo Natal e um super
    Ano Novo.
    Tudo de bom pra você
    e sua família.
    Beijos...
    Lúcia

    ResponderEliminar
  66. Ai Graça, que lindo esse conto.Já dei um "copy" para as minha netinhas. Obrigada por esse momento.
    As crianças costumam dar exemplos de que a beleza da vida está nas coisas mais simples. Pena que não são todos os adultos que pensam como elas.

    Um beijo e boa semana para você.

    ResponderEliminar
  67. Oi Graça,
    A caravela ainda não chegou. Penso que é a mesma que foi daqui que vai retornar(rss). Ou, desta vez, o Pedro resolveu passar primeiro nas Ìndias, para só depois vir pra cá. Deve chegar esta semana.
    Uma beijoca.

    ResponderEliminar
  68. Oi Graça ! Que lindinha essa história ! Adorei...
    Esses dias tentei entrar nos coments. do seu Blog e dava erro... Que bom que consegui hoje...
    Até antes do Natal vou fazer um cartão e colocar nos Blogs pra oferecer de presente... mas aviso.

    Beijo

    Jacque

    ResponderEliminar
  69. Tanti Auguri di Buon Natale anche a te Graca!!!
    Un bacione Grande!
    AranciOnissimA

    ResponderEliminar
  70. Una foto excelente, gracias por compartirla y muchas gracias tu visita, Felices. fiestas... Un abrazo

    ResponderEliminar
  71. eu li o texto, tão bem escrito e confesso que fiquei emocionado... ver Jesus como uma criança, igual as outras crianças, que queria brincar, ser feliz, ser amado...
    uma graça profunda seu texto, que bom ter lido, me fez bem.
    um bom dia e boa semana!

    ResponderEliminar
  72. Amiga Graça!

    Muito obrigado por passar pelo meu Blog que é mantido vivo graças à minha mãe.
    Ela tem estado menos bem, mas mesmo assim teima em ir até lá fazer o que eu não posso por total falta de tempo.

    Preciso muito de ler bons textos em português, estou há 12 anos a falar diariamente alemão e vou fazendo erros que a Mum não perdoa e com razão.
    Sempre que a visito dou com um conto, um texto, uma narrativa inesquecível e duma qualidade excepcional.
    Obrigado uma vez mais.
    Leio com prazer e emoção e porque vivo com mais seres maravilhosos portugueses, a minha companheira e filhas, hoje lemos todos!
    Cabe-me a mim ter o prazer de lhe dizer que a sua história é magnífica.
    Fala-nos de um menino diferente e tão igual a todos os outros, a todos nós, e ainda de um camelo que tinha a clarividência dos "animais" racionais.

    Beijinhos e Bom Natal!
    Pedro Ferreira

    ResponderEliminar
  73. Oi, Graça, você tem um jeito especial para contar histórias! E esse camelinho aí está ótimo...
    Pois é, chegamos no Natal onde nossos corações parecem estar na primavera: é nesta estação que nossas emoções e nossos sentimentos transbordam. E é nesta festa natalina que perdoamos, que amamos mais nossos semelhantes, que somos mais solidários e amigos. Natal é emoção, quem dera sempre fosse assim nos outros dias do ano.
    grande beijo
    tais luso

    ResponderEliminar
  74. Querida, muito querida amiga Graça, que saudade.
    Estou feliz porque deste-me o prazer da tua visita, e relembrou-me que eu também devo visitar os amigos. E que grata satisfação encontar este teu maravilhoso conto, que emociona e cativa. Feliz Natal para você e toda a sua família. Que as bençãos de Deus tragam os melhores prenúncios de um Ano Novo repleto de realizações. Aleluia!

    ResponderEliminar
  75. muito obrigado, feliz natal e otimo ano novo, gradeci muito, seu blog è lindo. gostei.
    Danilo

    ResponderEliminar
  76. Querida amiga Graça!

    Ou não mesmo!
    Esta é indubitavelmente uma história para todas as idades.
    Numa singular forma de escrita que sempre te caracteriza, vieste contar-nos a história do camelo, dos reis magos e do menino.
    Gostei imenso da originalidade e da mensagem que implicitamente tão bem deixaste.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  77. Obrigada minha querida :)

    Desejo-lhe um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo...
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  78. Querida Graça,

    Lindo demais!
    Que delícia vir até aqui e ler-te Hoje em especial li e reli!
    Um Grande beijo

    ResponderEliminar
  79. Tenho a certeza q há muitos adultos q precisavam de aprender com muitas das crianças deste Mundo!
    Linda história!!! Lindas as palavras em todo o teu texto.
    Beijinhos minha querida amiga

    ResponderEliminar
  80. lindo , adorei ... e há tanto tempo que não passava por aqui....

    bj
    Festas Felizes!!


    teresa

    ResponderEliminar
  81. Minha senhora desculpe esta minha ousadia mas venho do blog. do nosso amigo em comum e adorei seu poema a amiga escreve divinamente, não podia deixar de vir aqui só para felicita-la.
    Os meus sinceros parabéns

    ResponderEliminar
  82. Querida amiga,

    Venho para agradecer e retribuir os teus votos Natalícios.
    Claro que aproveitei para ler o conto do camelo mais esperto que já conheci e olha que já conheci alguns destacando um que montei e me ia atirando ao chão mas... isso agora não interessa nada. O que verdadeiramente interessa é que estamos uma vez mais a celebrar o nascimento de um menino que não era diferente de todas as outras crianças. Também ela ria, brincava e gostava de amar e ser amado.

    Beijosssss

    ResponderEliminar
  83. O meu lado criança gostou muito dessa história e o meu lado adulto...também!

    Que o riso do Menino ecoe sempre em sua vida.
    bjs

    ResponderEliminar
  84. Ele testemunhou diversas primaveras
    com botões eclodindo em fragrâncias e tonalidades,
    colheu manhãs azuis, diáfanas, suaves,
    envolvido pela brisa perfumada.

    Fátima Guerra

    Beijos & Flores & Poesia...M@ria

    ResponderEliminar
  85. Lindissimo, tocante e perfeito o texto,,,beijos de bom dia pra ti querida.

    ResponderEliminar
  86. Graça, que graça essa roupagem nova dada por sua sua imaginação! Acho que também sou criança porque ameeeeeeeiiiiiiiii!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  87. Era uma criança como nos já fomos e como aquelas que nascem agora. uma bonita historia para contar aos mais novos.
    Boas festas.
    Beijo

    ResponderEliminar
  88. Olá querida Graça.
    Desculpa a minha falta de visitas, coisa que eu não devia fazer porque é sempre uma delicia ler o que escreves.
    Um xi-coração com muito carinho.
    alice

    ResponderEliminar
  89. Uma história para crianças que encanta adultos!
    Bjs

    ResponderEliminar
  90. Olá, Graça!

    História de gente humana com um cheirinho de fábula e muita criatividade e imaginação. O presépio visto pelos olhos de "um camelo", é uma forma nova de tratar o tema, e um convite a olhar a celebração do Natal com outro olhar - o da inocência e ingenuidade duma criança ...
    Está muito bonita e bem construída a história, onde este novo personagem - o camelo - se encaixa lindamente.

    E, já agora, o meu obrigado pelas bonitas e carinhosas palavras que deixou à Dona Ilda, que li com enorme prazer: obrigado!

    Beijinhos.
    Vitor
    http://vitorchuvashortstories.wordpress.com/

    ResponderEliminar
  91. Olá Graça, linda história e é sempre um prazer lêr-te. Beijos com carinho

    ResponderEliminar
  92. Oi vim agradecer sua visitinha calorosa e deixar meu carinho em retribuição!!!! Com respeito e amizade, deixo mil bjsss

    ResponderEliminar
  93. A lua de prata
    no céu se esconde
    As estrelas pingam
    lágrimas de saudade
    A noite grita
    dentro de mim o teu nome

    Lou Witt

    Feliz noite....Beijos meus! M@ria

    ResponderEliminar
  94. Oi Graça !
    Eu estou oferecendo meu cartãozinho de Natal, no meu Blog AGUA DE ROSAS, apareça...
    http://aguaderosas-jacque.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  95. Olá! Estou retribuindo aos poucos amiga, por isso só hoje cheguei aqui. Muito obrigada pelo seu carinho viu! É muito importante pra mim. Espero ano que vem voltar com inspiração e compartilhar com a blogosfera amiga como antes.A história mexeu muito comigo, o olhar de uma criança e sua pureza...Saudades disso. Montão de bjs e abraços

    ResponderEliminar
  96. Amiga linda, amei teu sublime conto! Deus a abençoe muito! Deixo carinhos pra ti... Bjsss

    ResponderEliminar
  97. Que coisa mais rica, Graça!
    Na simplicidade o encanto se torna eterno.

    BeijooO*

    ResponderEliminar
  98. Querida Graça!

    Conta mais um conto... que todos gostamos!

    Beijos
    Ná.

    ResponderEliminar
  99. Olá querida amiga Graça!!!! Maravilhoso esse conto de Natal visto pela perspectiva de um camelo, adoreiiiii! Não, não será só para crianças não, mas também será claro, e para os adultos tem uma lição implícita muito forte, parabéns, até pela sua maravilhosa capacidade narrativa!!!! E um Feliz Natal para si cara amiga!!! Beijoooo, Zé Maria

    ResponderEliminar
  100. Uma história que eu não conhecia. Maravilhoso e de profundo ensinamento. Pensando bem, como as crianças são tratadas hoje, ou educadas?

    Amiga, que o Natal seja de muita luminosidade e que possas ter muita alegria no coração!
    Um beijo

    ResponderEliminar
  101. Querida amiga
    Ontem lembrei-me de ti e do Josafat por causa dum email lindíssimo que recebi, com o título «Os camelos também choram». Uma história enternecedora.
    O meu post de hoje não fala de camelos, mas de alguém muito importante a quem costumam associar-se camelos.
    Penso que deves gostar...

    Que tenhas um Natal cheio de Paz, Amor e Alegria junto de todos que te são queridos.

    Uma boa noite. Beijinhos

    ResponderEliminar
  102. Neste Natal vamos multiplicar amor.
    Que sejamos portadores de paz.
    Que possamos dar afagos, carinho, bálsamos de alívio, força e luz a todos aqueles que necessitam.
    Que possamos germinar o amor entre as pessoas, fazendo-os fortes em meio à tempestade.
    Neste Natal e em todos os dias de nossas vidas, desejo que a Paz e a Harmonia encontrem moradia em todos os corações. E que o Natal seja mais um momento em que as pessoas acreditem que vale a pena viver um Ano Novo.
    Feliz Natal, Feliz 2011.

    ResponderEliminar
  103. GRACINHA: o teu consagrado valor de narrar, maravilha-nos com uma história linda, cheia de sons e gostos de NATAL.
    Que nunca te falte estacapacidade de nos maravilhar, com palavras onde a imaginação nos conduz à realidade.
    BEIJINHOS DE BOAS FESTAS
    Mª ELISA

    ResponderEliminar
  104. Deixo as palavras de Josafat como complemento à sua história. Sempre escolhes temas belos, edificantes e acima de tudo, gostosos de ler. Lá vai:
    «Eu farei o que tu fizeres. O meu povo fará como o teu; a minha cavalaria, como a tua!»

    Beijos.

    ResponderEliminar
  105. Ah! O Natal, com seus cheiros e suas cores...Bonito texto. Feliz Natal, Graça!

    ResponderEliminar
  106. Mi dulce, bella y amable Gracita !
    Te pido mil disculpas por mi demora en contestar, te ruego me perdones.
    El trabajo, los viajes ( anuestra amanda Africa) la familia...no permiten corresponder con todo el amor tu te mereces.

    Desde lo mas pofundo de mi corazon te deseo Feliz Natal, salud y amor para todos a los que amas.
    Mil abrazos con cariño
    Sonia

    ResponderEliminar
  107. Viva o Josafat, Graça.
    Um camelo formidável.
    Parece que ninguém até agora tinha contado a história de um camelo. A gente só se lembra do burro, da vaca. Eu inventei um cachorro num poema. O Josafat cabe muito bem na história.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  108. GRaça e paz te desejo nestas festas de fim de ano. bjss

    ResponderEliminar