segunda-feira, 26 de março de 2012

A Lenda das Andorinhas


Um dia, um bando de salteadores levou para um país longínquo e estranho uma jovem rapariga. No exílio, ela chorava todos os dias atormentada pelas saudades da sua família, do lar, da sua infância e pedia a Nossa Senhora que a fizesse voltar à sua aldeia natal ainda que fosse só para ali morrer…
-Ó meu lar, minha aldeia, quando vos voltarei a ver? - Suspirava a jovem dia e noite, noite e dia.
Nossa Senhora, cheia de pena – ela que também tinha conhecido o exílio no Egipto e sentira saudades da sua casinha em Nazaré – pediu a seu filho, Jesus, que transformasse a rapariguinha numa andorinha com asas fortes e brilhantes. E assim foi!
A nova andorinha bateu as asas em voo certeiro, tomou o rumo à sua terra, indo construir o ninho sob os beirais da casa dos seus pais. Quem diria que o chilrear doce daquela andorinha era a voz da sua filha? Mas desde que ela chegara, e parecia milagre, naquela pobre casa nunca mais faltou o pão e os corações transbordavam de doce paz e alegria.
No Outono, a andorinha teve que regressar e voltou para o exílio, era esse agora o seu destino. Mas as saudades da pobre exilada nunca mais foram tão negras e tristes. Sabia que, com a chegada da primavera, voltaria sempre à terra natal. E fiel à sua saudade, ao amor por tudo quanto deixara, voltava sempre ano após ano.
Quem sabe? Quem sabe se as andorinhas dos nossos beirais não têm o coração de alguém que a vida levou para longe e que a saudade trás outra vez para junto de nós?
Benditas sejam as andorinhas, sagrados sejam os seus ninhos. É a saudade que as faz regressar ao seu lar e trazem-nos, com elas, muita felicidade.
Diz a tradição popular que os lares que elas escolhem para ficar durante a primavera e verão são abençoados por Deus.




89 comentários:

  1. Lindo minha amiga. O ser humano pode rever-se nesta linda e ao mesmo tempo traste historia.
    Desculpa a minha falta de visitas.
    Bjnhoss
    alice

    ResponderEliminar
  2. Lindo! Lindo texto, linda metáfora! Adorei. As imagens estão lindas também.
    Um beijo em teu coração.

    ResponderEliminar
  3. Graça Amiga,
    Esta lenda tocou-me mesmo profundamento. Aguardo que uma andorinha me visite já que não tenho um beiral do telhado para ela poder fazer o seu ninho.
    [Há dias fotografei ninhos de andorinhas, mas não consegui captar nenhuma].
    Beijo,
    Jorge

    ResponderEliminar
  4. Um bonito e muito sensível conto.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  5. Olá Graça, linda a lenda das andorinhas. Já as tive na minha varanda bem uns 18 anos. Um dia tive que subir um escadote, para colocar no ninho uns filhótes que caíram. Chovia se Deus a dava, mas a aflição da mãe andorinha era tanta, que eu fui ver o que se passava. Tinham caído. Adorei amiga beijos com carinho

    ResponderEliminar
  6. Olá!Boa tarde!
    Linda "lenda"!
    ...aguardarei uma andorinha , visitar meu beiral...porque estou com saudades...
    Obrigado pelo carinho da visita!
    Sim! Sua sensibilidade captou: sou um feliz que faz poesias tristes...
    esta é a minha dualidade!
    Boa semana!
    Beijos

    ResponderEliminar
  7. Uma lenda que me tocou profundamente! Gostava de ter andorinhas no beiral da minha casa mas, com as caleiras não dá....
    Bjs

    ResponderEliminar
  8. LINDO ESTE SEU CONTO, Graça.

    Agora que chegou a Primavera é vê-las voar por cima dass arvores e dos telhados.....Na minha varanda tenho sempre vários ninhos....
    Gosto de ver a mãe trazer de comer às suas crias, mas depois começam a voar e não voltam mais....

    Parece-me que elas me trazem algo do Que deixei, lá para as bandas da nossa ÁFRICA.....E QUE bOM É RECORDAR, OBRIGADA AMIGA,
    BJº helena

    ResponderEliminar
  9. Graça,
    lindo conto, linda mensagem!
    Aqui no Brasil já estamos no outono, no entanto ainda estou com um ninho de andorinhas na minha lareira, que fechamos com uma madeira a mais de mês, para que fiquem seguros e o eles estão cantando mais fort agora.
    Obrigada pela visita! Beijos

    ResponderEliminar
  10. Graça minha querida
    Esta lenda tem tanto de beleza como de sensibilidade, mexeu profundamente comigo! Vivo no campo mas ainda não as vi por aqui, mas na cidade onde temos também casa já vimos ontem algumas, mas muito poucas, costumam fazer ninho no beirado das varandas.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  11. Olá Graça

    Terna, sensível,esta belíssima lenda.Desconhecia a lenda. O brigada pela partilha.

    Este ano, ainda não as vi. Adoro-as!

    Beijos.

    ResponderEliminar
  12. Linda a lenda, Graça! Muito obrigada pela partilha, pois não conhecia. Bem que eu queria ver muitas aqui à volta do meu prédio, mas, não vejo. Era sinal que tinham voltado para me trazer notícias de outras paragens que muito amei. Contento-me com um enorme bando de pássaros que ao entardecer enchem uma palmeira à entrada do meu prédio e e nos encantam a todos com o seu chilrear. Já é muito bom! Não se pode querer tudo. Um beijinho, amiga, e uma bela semana
    Emília

    ResponderEliminar
  13. Linda a lenda e muito comovente. É muito bom que pensemos assim, pois isso ajuda a superar as saudades que todos temos. Quem me dera ver ninhos delas aqui no meu prédio, mas infelizmente não tenho visto nenhum; era sinal de que estavam a visitar-me e a trazer-me notícias de outras paragens e de outras gentes de quem estou afastada. Contento-me com um enorme bando de passarinhos que a cada entardecer se refugiam numa palmeira à entrada do meu prédio e que a todos encantam com o seu chilrear. Já é muito bom! Um beijinho, Graça e obrigada por nos dares a conhecer esta lenda. Não conhecia. Uma boa semana
    Emília

    ResponderEliminar
  14. Não conhecia a lenda...muito linda e me fez lembrar do provérbio "Uma andorinha só não faz verão" E é assim, graças aos amigos-andorinhas que tenho rumado a outras estações do meu viver.
    Beijuuss, Graça, n.a.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha Querida Amiga Graça,
      Também desconhecia esta linda lenda mas sempre tive o cuidado de não deixar mexer nos ninhos que fazem em minha casa pois dizem que tal procura por parte das andorinhas nos dá sorte.
      Beijinhos muito amigos e primaveris.

      Eliminar
  15. Que cantinho lindo e delicioso de se estar!.. Parabéns Graça!!!
    Belíssima essa lenda!!!.. Aqui estou a lhe acompanhar!!!

    Beijo grande em seu coração...
    Verinha

    ResponderEliminar
  16. Que as andorinhas sempre façam verão em nossos quintais. Lindo texto abraço

    ResponderEliminar
  17. Que belo conto.Um texto que vem para engrandecer ainda mais o seu cantinho carinhoso e afetuoso.Beijo alegre de leitor.:-BYJOTAN.

    ResponderEliminar
  18. Hermosa narración que nos deja una reflexión. Felicitaciones querida amiga.
    Víctor Manuel Guzmán
    Quito Ecuador

    ResponderEliminar
  19. Ai,Graça.....peço a Deus.....quando eu crescer quero ser como você!
    Bjs

    ResponderEliminar
  20. gosto tanto de andorinhas... são lindas. e não conhecia esta lenda tão bonita. Te agradeço pelo encanto que senti, querida Graça.
    bom dia!

    ResponderEliminar
  21. Buenos dias querida amiga Grace, una leyenda muy linda, esa niña, esa golondrina, ese hogar,
    cada vez que vea una golondrina me acordare de esta historia tan bonita, me ha gustado mucho, gracias por compartir,
    te dejo besos y abrazos grandote tu amiga Lola.

    ResponderEliminar
  22. Uma lenda maravilhosa que não conhecia e que adorei! O visual, as imagens e música a condizer com o tema...estás cada vez melhor ou antes o Zambeziana, progride e avança! Dos melhores blogues por aqui. Parabéns!
    Beijo
    Teresa (Quelimane)

    ResponderEliminar
  23. Quem sabe essas andorinhas nos tragam um voo infinito de paz...beijos de bom dia pra ti amiga.

    ResponderEliminar
  24. Linda lenda e música por aqui!beijos,ótima semana,chica

    ResponderEliminar
  25. que lindo, amei essa lenda, tenha uma linda terça-feira

    ResponderEliminar
  26. Que momento lindo está nos proporcionando, Graça, com este doce lenda, com esta bela música... Obrigada!

    Beijos e um lindo dia para você.

    ResponderEliminar
  27. Olá amiga. Sentimos saudade não só porque estamos longe, mas porque um dia estivemos perto. Beijos.

    ResponderEliminar
  28. Olá, Graça!

    Bonito voo, este da andorinha saudosa que aqui pousou e fez ninho.
    Não conhecia a lenda, nem sei se será de tua autoria.Mas é muito bonita, e como todas as lendas solta as asas da nossa imaginação.

    Beijinhos; boa semana.
    Vitor

    ResponderEliminar
  29. Oi Graça,
    Que linda a história dessas avezinhas. "Vou te contar: quando chega o outono elas vem pra cá, trazendo a brisa de primavera para nos alegrar também."
    Andorinhas são sempre bem vindas.
    Beijocas.

    ResponderEliminar
  30. Uma linda história que contou. Eu gosto de andorinhas e fico triste
    quando vão embora e muito contente quando elas regressam. Eu as
    tenho no prédio onde moro. De manhã vou sempre à varanda vê-las.
    Espero que esteja bem.
    Beijinho
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  31. Graça.muito bonita a lenda das andorinhas!Acredito tb que elas trazem boas novas quando chegam!Bjs e meu carinho!

    ResponderEliminar
  32. Oi, Graça!
    Que história mais cheia de ternura!
    Sempre gostei das andorinhas, mas a partir de hoje, passarei a vê-las com outros olhos...
    Seu blogue é lindo, vou ficar por aqui!
    Um beijinho bem carinhoso!

    ResponderEliminar
  33. BOA TARDE GRAÇA!!!
    JÁ FAZIA UM BOM TEMPO QUE EU NÃO LIA UMA LENDA TÃO BONITA E EMOCIONANTE. AMEI DE VERDADE!!!
    BEIJOS E FIQUE COM DEUS!!!

    ResponderEliminar
  34. Linda a lenda e a imagem está brutal! Os bicos dos pequenotes parecem flores abrindo para a vida.
    beijinho

    ResponderEliminar
  35. Um encanto essa história, muito emocionante!!
    Uma boa semana.
    Bjs
    Amara

    ResponderEliminar
  36. Um paralelo entre uma história e o regresso das andorinhas todos os anos aos beirais onde deixaram os ninhos.
    A ternura e a sensibilidade do texto comovem-nos. Belo e reflexivo.
    Aqui em casa as andorinhas faziam os ninhos nas traves da alpendre e o meu pai construiu-lhes um poleiro para que descansassem.

    Quando deixamos de ter os bois e fazer a agricultura tradicional as andorinhas desapareceram. Hoje vêem -se poucas e nem sei onde fazem os ninhos. à tardinha pousam nos fios eléctricos e fazem longas conversas entre elas. Este ano ainda não chegaram ou andam mais atarefadas...

    ResponderEliminar
  37. Amiga amada!
    A lenda das andorinhas é encantadora.
    E a minha saudade é imensa.
    Beijocas, querida!!!!

    ResponderEliminar
  38. Que linda lenda, Graça. Essa eu ainda não conhecia.

    Eu tinha fechado o meu blog para comentários porque fui viajar e ia ficar pouco conectada e sem tempo para retribuir as visitas.
    bjs

    ResponderEliminar
  39. as andorinhas sempre me encantaram, desde menina.
    bjos.

    ResponderEliminar
  40. Um bom dia pra ti amiga, cheio de paz, amor e poesia...beijos e beijos.

    ResponderEliminar
  41. Graça,

    é sempre um prazer poder ler as tuas palavras organizadas segundo as regras de um bem escrever.
    Esta lenda é muito bonita e faz-nos olhar as andorinhas ainda com maior admiração.


    Um beijo

    ResponderEliminar
  42. Oi Graça!! Não conhecia esta lenda, mas achei muito boa...tem muita coisa nela para se pensar...agora fiquei imaginando um bocado.

    Por aqui temos algumas referências às andorinhas, na música, em textos e muito no popular...aliás, as que partiram daqui devem estar chegando por aí.

    Falando nisso, estamos na semana dos pássaros? rsrs

    Beijos

    ResponderEliminar
  43. Linda esta lenda, Graça. Não conhecia mas sensibilizou-me.

    Não tenho nenhum ninho no meu beiral, pelo que concluo...

    Beijo

    ResponderEliminar
  44. Graça,
    Pedro acabou de chegar no meio de uma chuvarada. Ao me entregar o envelope, disse: "Minha senhora, aqui está a sua encomenda, espero que goste muito dela, pois dei muitas voltas pra chegar até aqui e, quando chego, encontro este temporal."
    A revista é linda, feita com muito capricho, com trabalhos belíssimos e muito bem ilustrada.
    Amei de paixão!
    Obrigada Amiga.
    Beijocas.

    ResponderEliminar
  45. os corações das andorinhas são de alguém, sempre

    por isso gritam ao entardecer e regressam sempre à sua casa


    muito bonito, Graça!

    um beijo

    ResponderEliminar
  46. Já conhecia a lenda e a minha avó sempre dizia isso de que eram abençoadas por Deus os lares onde elas fazioam ninho.
    Quando eu era miuda sempre elas faziam ninho lá no barracão. Agora quando muito vejo uma ou outra passar perto da varanda mas nunca mais um ninho de andorinha.
    Um abraço e tudo de bom para si

    ResponderEliminar
  47. Desde a minha infânca até hoje, que as andorinhas têm um significado especial...

    E, pelos vistos, estou bem acompanhado!

    Muito belas as palavras... e os sentimentos...

    Beijo,
    António

    As tuas palavras deixam-me sempre comovido! Um beijo.

    ResponderEliminar
  48. GRAÇA, MUITO BONITA ESTA LENDA, NOS FAZ SONHAR. UM ABRAÇO AMIGA. TENHO UM SELINHO , PARA OS AMIGOS, EM COMEMORAÇÃO AS DUZENTAS POSTAGENS. ABRAÇOS CELINA.

    ResponderEliminar
  49. Graça,

    Quantas lições podemos tirar dessa sua bela fábula, criada que foi por quem tem a sensibilidade de ver o essencial, que, como dizia Exupéry, é invisível para os olhos.

    Abraços,
    Pedro.

    ResponderEliminar
  50. Querida Graça esta amiga está em falta. Amo as suas postagens são sempre lindíssimas. Agradeço a sua visita a minha Montanha. Beijo.

    ResponderEliminar
  51. Sempre gostei de lendas pela força que elas possuem sobre a cultura de cada povo. Cada qual tem as suas. O brasil, principalmente por conta da época da colonização que confrontava-se com povos indígenas e negros possui uma mais linda que a outra.
    Esta da andorinha eu não conhecia.
    Fiquei tocada.
    Grande abraço minha amiga!!!

    ResponderEliminar
  52. GRAÇA QUERIDA VIM CORRIGIR UM ERRO MEU E DO NETO COMBINAMOS EM FAZER O CELINHO, O CELINHO SAIU MAIS DO LADO DAS POSTAGENS,RSRSRS OBRIGADA DESCULPA A AMIGA TRAPALHONA, ESTÁ AGORA DO LADO CERTO, SE VC TIVER UM BINÓCULO VAI VER MELHOR. GARANTO, O PRÓXIMO VAI SAIR MELHOR. UM ABRAÇO FRATERNO CELINA

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que esas bellas golodrinas nos adornen con la frescura de la primavera,gracias por visitarme,aprecio mucho tu amistad,un abrazo.J.R.

      Eliminar
  53. Olá, Graça!

    Que seja grande o teu ramo, e nele lindas as flores.

    Obrigado; um beijinho
    Vitor

    ResponderEliminar
  54. Adorei ler esta fábula. Tão bom pensar no misterio quando as vemos...

    beijos
    cvb

    ResponderEliminar
  55. Graça
    Linda sua escrita, eu amo pássaros, onde eles estão me sinto feliz. Que eles estejam sempre em nossos lares, em todos lugares nos alegrando com suas cores e cantos. Um Páscoa abençoada para você e toda sua família. Um forte abraço!

    ResponderEliminar
  56. Graça,

    A história (ou estória) é lindíssima, mas retenho isto que me tocou profundamente como sempre fazem tanto dos seus textos:

    "Quem sabe se as andorinhas dos nossos beirais não têm o coração de alguém que a vida levou para longe e que a saudade trás outra vez para junto de nós?"

    Eu acho que o meu coração é a andorinha de meus pais...

    Obrigado.

    ResponderEliminar
  57. Boa tarde Graça!
    Passando para te desejar um bom final de semana!
    Tem coisa nova lá no meu "cantinho"...
    Beijos e fique com DEUS!!!

    ResponderEliminar
  58. Olá amiga graça!
    Passei para te agradecer por tão meigo comentario!!Obrigada por teu carinho!!!
    Amiga,que bela poesia,meus olhos se encheram de lágrimas ao ler esta emocionante história!!!Parabéns!!!
    bjossss

    ResponderEliminar
  59. Uma lenda com muito sentimento e magia... Bonito.

    Abraço

    Runa

    ResponderEliminar
  60. linda alenda pura magia e emocionante sentimento puro amei!!! saudades viu eu sumir mais agora tó voltando as poucos bjs bom fds de paz e alegria.

    ResponderEliminar
  61. Graça

    Assim como as andorinhas, as vezes nos encontramos nessa situação de ir, voltar, saudades... muitas saudades...

    Adorei teu texto!
    bjs
    Anne

    ResponderEliminar
  62. A ANDORINHA tem seu ninho
    Por ele não paga renda
    Seja num qualquer beiral
    Quando vem traz uma "prenda"
    É a doce PRIMAVERA
    de que estávamos à espera
    e às vezes, por má razão
    Umas voltam, outras não.


    Gostei do texto!!!

    Um abraço fraterno


    ARFER

    ResponderEliminar
  63. Olá, boa noite!

    Estou noutro computador,

    porque no meu há uma malvada duma aplicação Texas

    que não deixa comentar.

    Daí a minha forçada ausência.

    Felizmente daqui posso saudá-la!

    Bjsss

    ResponderEliminar
  64. Tal como a saudade do amor destas amizades, me fazem ainda não em muitas boas condições, ir vir para me sentir perto dos amigos que em qualquer circunstância sinto presentes, que a Primavera, a natureza a se renovar e sendo a tua estação preferida, te tragam as maiores felicidades.
    Beijo e kandandos querida amiga... Inté

    ResponderEliminar
  65. .

    .

    . que nos seja prece a mensagem deste texto dócil e sábio .

    .

    . e que possamos ser escolhidos pelas andorinhas . no tom e no dom da consagração . como uma bênção . que pereniza a nossa relação com o altíssimo .

    .

    . graça . minha querida amiga . dócil e também tão sábia . desejo.Lhe um Páscoa feliz e renovada .

    .

    . e deixo.Lhe um beijo envolto num abraço de amizade .

    .

    .

    ResponderEliminar
  66. Bom dia amiga, vim aqui lhe dizer, que tem um selinho e uma brincadeira e seu blog foi contemplado se quiser participar fique a vontade, beijos carinhosos♥

    ResponderEliminar
  67. Minha amiga não conhecia a lenda, é linda.
    Bom domingo e uma semana maravilhosa.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  68. Gosto das andorinhas: voam rápido e em círculos sinuosos... não as consigo fotografar, se não é sobre algum fio...
    Na casa da praia do Corgo gostava de contemplá-las, quando ao fim da tarde assistia aos seus penteados de penas, ali... mesmo na minha frente, mas... quando apanhava a máquina de fotografar... saiam voando.
    Na despedida daquela casa, e daquele sito, escrevi assim:

    DESPEDIDA


    As andorinhas já se foram embora,
    Também vou partir!
    Olhando esse mar que me cativa,
    Com a promessa de voltar;
    Quero-me sentir pegado a esse mar,
    Companheiro na solidão,
    Que me fez vibrar e sonhar,
    Que tanto me dá medo como consolo.
    Que me embalou sendo criança.
    Com o que brinquei depois.
    Alimento de algumas ocasiões.
    Que me arrulhou no amor.
    Corgo, Torreira, Madalena,
    Quiçá por ser o meu mar!?

    Santiago do Corgo, verão de 1996

    Para ti, querida amiga, um grande abraço

    ResponderEliminar
  69. Duarte

    Que lindo poema... Tenho a certeza que, se alguma andorinha te ouvisse, voltaria sempre para o teu lado!
    Obrigada por abrilhantares esta página com uma poesia tão maravilhosa!
    Beijo
    Graça

    ResponderEliminar
  70. Passando para deixar um carinho e desejar um feliz final de Domingo.
    Venho devagar para não me cansar.
    Os amigos sempre estão dentro do coração..


    Agradecer pela sua presença.
    A amizade é um sentimento sublime, puro e verdadeiro, para possuí-la não é preciso ser rico nem pobre, ter posses ou não. A Amizade é um dom, sentimento nobre que une as pessoas, sinal de confiança integra e recíproca, sem ela não há humanidade, sem ela não há o mundo, pois tudo na vida se origina de uma amizade, mas ela exige um item muito importante, ela tem que ser verdadeira, caso contrário, não há amizade.
    Carinhosamente,
    Sandra

    ResponderEliminar
  71. OLÁ, querida

    Estive ausente pela Quaresma...

    Páscoa é:

    "Coragem é a resistência ao medo,
    domínio do medo,
    e não a ausência do medo."
    (Mark Twain )

    SAIR DO PRÓPRIO TÚMULO

    Jesus libertou-me... enviou-me anjos para me soltar das amarras que me prendiam...

    Apóstolo Pedro: “precisamos dar razões que justifiquem a nossa Esperança” (1Ps 3,15).

    FELIZ PÁSCOA PARA TODOS NÓS!!!
    Abraços fraternos de paz

    ResponderEliminar
  72. Bom dia Graça:

    Esta lenda tão bela faz-me regressar aos tempos de menino e moço onde nas Primaveras de todos os anos nos beirais do telhado onde morava lá apareciam as lindas andorinhas fazendo o seu ninho e por lá paravam todo o seu tempo em épocas quentes até à chegada do frio elas depois partiam para outras zonas quentes regressando de novo quando da chegada da Primavera.

    Passava momentos a observa-las voando em círculos pelos ares até regressarem aos seus ninhos.

    Bons momentos que não serão esquecidos e, com este poste maravilhoso, eu recordei esses tempos de menino e moço onde a vida era como que um sonho voando junto com as andorinhas.

    Lindo post amiga que me fez recordar tempos de outrora.

    Belas imagens que em conjunto com as palavras nos levam a momentos de inesquecível juventude vivida.

    Bjos, bom início de semana cheio de boa saúde e felicidades.

    ResponderEliminar
  73. Graça, querida!

    Ah... que alegria revê-la em meu blog.

    Não conhecia esta lenda.
    E a imagem fala por si.

    Estou aqui ouvindo música...
    Seria um fado?

    Beijo no coração

    ResponderEliminar
  74. Sorrio largamente. Obrigada querida Graça.

    Trago um trago doce de amendoas em flor e votos de Páscoa muito Feliz.

    Beijo

    ResponderEliminar
  75. Para TODOS OS MEUS AMIGOS uma santa e doce Páscoa!
    Beijo
    Graça

    ResponderEliminar
  76. Bom, tradições à parte, não gosto muito das andorinhas pois sujam imenso por onde param...
    No entento o post está excelente!
    Abraço

    ResponderEliminar
  77. E quem somos nós para discordar da sabedoria popular? :) Uma Santa Páscoa também para ti! Um grande beijinho

    ResponderEliminar
  78. Incrível esse texto, amiga!
    Existe em minha casa um cômodo construído por meu saudoso pai que é constantemente visitado por pássaros e borboletas e quer saber de uma coisa? Eu acredito mesmo numa Força Maior (DEUS) que, para nos consolar dessas duras perdas, nos oferece a bênção de sermos visitados por esses lindos seres da natureza.
    Chocolate que emagrece, Graça? Ahhh, esses cientistas estão de brincadeira, hahahaha.
    Beijinhos doces no seu coração!!!!

    ResponderEliminar
  79. Belíssima lenda!
    As andorinhas me passam a ideia de mudanças e corporativismo, gosto muito de observá-las.
    Um beijo pra você, Graça.

    ResponderEliminar
  80. Não conhecia esta história...mas as andorinhas são apenas mais um dos motivos que fazem da primavera a minha estação do ano preferida...
    p.s. claro que lhe dou um abraço sempre que quiser/precisar mesmo que apenas virtual...=)
    beijinho*

    ResponderEliminar
  81. Adorei a história das andorinhas! E aqui ainda não chegaram, mas quando chegam, vêm muitas;o)

    ***
    Bisous et à bientôt, Graça****

    ResponderEliminar
  82. Belíssima postagem, parabéns por este espaço de júbilo ...
    Obrigada por nos visitar..

    Você tem razão, homens na cozinha em muito quando gostam do que fazem são melhores que muitas de nós.

    Tenha um final de semana maravilhoso e um inicio de semana ABENÇOADO !!!

    R&M

    ResponderEliminar
  83. adorei cada palavra , algumas andorinhas me encontraram , estou feliz com elas , mas sei que um dia hei de soltá-las para serem livres , pois se forem minhas exatamente , certamente irão voltar...

    ResponderEliminar