domingo, 20 de maio de 2012

A Menina Que Queria Escrever Um Livro




Deslumbrada, a menina descobriu que aqueles sinais pequeninos se chamavam letras e que, juntando-as, construía um batalhão de palavras sem fim! Seria assim que as pessoas grandes escreviam histórias para os meninos lerem?




Um dia, o pai trouxe-lhe um livro com fadas e florestas encantadas, muito colorido, em forma de castelo! Abriu a porta com cuidado e… lá estavam elas as pequeninas letras ainda misteriosas mas prontas a serem decifradas por quem deveras quisesse! E a menina queria!
Olhou as imagens devagarinho como quem chupa um rebuçado e reparou que havia palavras que se repetiam em todas as páginas, iguaizinhas, prontas a serem acordadas para construírem a história. Repetiu aquele desfolhar do livro, dias a fio!
Um dia, pela noitinha, disse aos pais: já sei ler!
- Como? – Perguntaram os pais admirados.
A menina foi buscar o livro mágico, poisou-o no seu colo e abrindo-o, leu devagar:
- Era uma vez… - E a sua vozita enchia de magia a pequena sala. Os pais encantados admiravam o jeito que a filha tinha, pronunciando cada palavra como se a acariciasse.
A menina fechou o livro devagar, muito devagar.
- Acabou? – Perguntaram de novo os pais.
- Não, continua aqui… - E com a mãozita apontava a cabeça.
- Aí? E porquê?
- Porque eu quero escrever um livro!
- Um livro? E de quê?
- De tudo… para os meninos e para as pessoas crescidas!
Os pais entenderam que seria mais do que um livro, era aquela vontade que a pequenita tinha de conhecer o mundo que levava a sua fantasia até horizontes inacessíveis, embalada em ilusões talvez enganadoras.
Mas não eram sonhos passageiros. 
A menina começou a contar histórias aos seus amigos que, fazendo uma roda à sua volta, ficavam boquiabertos ao ouvi-la. Na pequena praceta de areia solta que haviam adoptado como sua, as crianças brincavam sem medo. A menina era líder.





Descalços, jogando ao berlinde, sacolas atiradas para o chão, mãos sujas de tanto empurrar as bolinhas de muitas cores e as orelhas moucas ao chamamento das mães. “Meninos, venham lanchar”. E o chamamento esmorecia de cansaço.
Já os candeeiros da rua se acendiam e eles ainda escutavam a voz da menina contando histórias sem parar.
-Conta mais, conta mais!
E só voltavam a casa quando da varandinha da frente, surgia a padeira, uma mulher alta, corpulenta com um enorme vozeirão e que com as mãos na cintura, gritava:
- Anda Maria, vem jantar imediatamente. Os teus colegas não têm casa?
Todos tinham medo da padeira mas ela conseguia aquilo que as mães vinham tentando há horas: tirar os filhos da rua.
A menina voltava para casa a pensar em novas histórias para o dia seguinte e quando as não podia contar passou a escrevê-las e não havia papel que lhe chegasse.
A menina cresceu e os pequenos sinais, tão familiares, deixaram de ser misteriosos e descobriu então, como com todos eles podia dizer tudo o que quisesse. Encheu páginas de diários onde escrevia os seus sonhos infantis e, mais tarde, os de adolescente!





Daí passou para os jornais e para as revistas mais conhecidas… Fez reportagens, entrevistas, escreveu crónicas e até teve direito a uma Coluna Editorial no periódico mais conhecido.
Mas havia sinais que ela queria outro caminho… Amadurecera e começara a separar de forma mais nítida e concisa as metas e os projectos. Foi recolhendo e observando tudo o que a cercava. Ouvia dizer muitas vezes: Gosto do que escreves! Mas não lhe bastavam os elogios.
Sabia que queria ir mais longe, muito mais longe…
Queria escrever um livro onde contasse todos os tesouros que trazia dentro de si. Podia passar muito tempo até o conseguir fazer mas pensava que, afinal, as verdades nunca mudam de pele. 
Mas o tempo encarrega-se, não raras vezes, de mudar o cenário e, um dia, num rumor baixinho que foi subindo de volume, ouviu dizer que aquela já não era a sua terra. Como não era a sua terra? Não nascera e vivera sempre ali? Foi difícil aceitar a ideia e teve de a amassar permanentemente como se faz ao pão. Enrolou os sonhos e a alma e partiu para o outro lado do mundo com os pássaros que nunca aprenderam a voar. Fechou portas e janelas e guardou na profundeza de um lago adormecido, tudo o que trouxera consigo. 
O tempo passou com a promessa de outros novos tempos. 
Mas a vida contrariou tudo aquilo que a menina sonhara e no ancoradouro da mesma, recebeu nos seus braços a perda dos seus grandes amores. Dizem que em todas as lágrimas há sempre uma esperança e a menina acreditou que seria assim. Mas a contabilidade dos dias é difícil de se fazer e a imaginação atraiçoa qualquer sonho que se possa ter.





Um dia olhou-se atentamente naquele espelho por onde passava todos os dias sem se ver e descobriu que havia rugas que, em tempos, não tinham estado ali. Quanto tempo tinha passado embrulhando as horas e os meses, perdendo a noção da dimensão do seu caminho?
Que fizera dos seus sonhos?
Alguém sugeriu à menina que criasse um blogue em substituição do livro que ainda queria escrever. Seria a maneira mais segura de agarrar o passado. A massa era a mesma: havia leitores, comentários e não se pagava à Editora... Mas descobriu que não era a mesma coisa, tinha perdido terreno e a frustração era agora uma presença constante e amarga.
Começou então um diálogo entre a persistência e a validade da frase que um dia, em pequenita, dissera aos pais: quero escrever um livro! Resignação? Ficar pelas imitações? Até estas têm um preço. Precisava de coragem, aquela que faz mover o mundo e oferece asas aos sonhos. Olhou o caminho andado… tanto! Olhou o caminho que lhe restava… pouco!
Ainda iria a tempo? Não queria mais a sua alma naufragada nos rochedos da dúvida.
A menina pensou, agarrou nos pingos que lhe sobravam de entusiasmo e, numa noite quente a lembrar a sua terra, olhou o céu e viu duas estrelas muito juntinhas com uma luz muito brilhante e sem querer, como algo que subia do mais fundo do seu coração, disse:
- Eu vou escrever um livro!

- Graça Pereira


Queridos Amigos,
Vou estar ausente ou, pelo menos, não tão presente neste espaço. Vou escrever um livro ou antes… acabá-lo e preciso de tempo. Uma coisa vos confesso desde já: não sei se o editarei mas tenho a certeza que o vou escrever. Como diz uma amiga minha: o resto… logo se verá!

Um beijo a cada um.



58 comentários:

  1. Querida Graça, quando comecei a ler a história eu soube logo, que essa menina eras tu. Nunca é tarde e faz o favor de vestir essa menina de esperança, pois o livro precisa tanto dela. O resto do conteúdo, tem-lo no regaço dos sonhos, pois conseguiste apanhá-lo ao longo da vida. Uma coisa é certa. Esse livro escrito hoje, tem um outro sabor. Força que não se vive só de sonhos. Eles são a nossa maior verdade. Beijos aos montes com muito carinho

    ResponderEliminar
  2. Querida amiga Graça!
    Quando iniciei a leitura já percebi que tu eras esta menina!Amiga cheiguei as lágrimas ao lêr este texto.Tu escreves muito bem!!!!Não perca mais tempo,escreva logo este livro!!Eu quero comprar um exemplar e te digo mais,seu livro será um sucesso!!!!
    Bjossss

    ResponderEliminar
  3. Força Graça. O livro está escrito só falta traduzi-lo para palavras. Grande Abraço

    ResponderEliminar
  4. Querida amiga, linda tua história como todas as que escreves. Desejo-te muito sucesso em teu livro, com certeza deve ser espetacular. Boa sorte. Tenha uma semana muito feliz. Beijocas

    ResponderEliminar
  5. Força minha querida,aguardo ansiosamente que o acabes de escrever.

    Beijo meu.

    ResponderEliminar
  6. Caramba até que enfim!
    Já não era sem tempo minha querida. Força eu vou torcer por ti e, vou querer esse livro comigo autografado por ti e, ter o prazer de te conhecer pessoalmente, tal como conheci com muita emoção o nosso amigo Rogério Pereira e o A. Tapadinhas nos lançamentos de seus livros.
    Te aguardo, até já.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bravo! Assim, é que se toma uma importante decisão.
      Termine de escrever seu livro, lance-o que, com certeza,
      pelo bela amostra que se tem nesse seu espaço, será um SUCESSO!

      Beijos,
      da Lúcia

      Eliminar
  7. Nunca é tarde para se "viver" um sonho.
    Penso que esta escrita tem tudo para ultrapassar as fronteiras de um blogue e merece ser divulgada para além dele.Por isso... "mãos à obra".

    Desejo muito sucesso.

    Um beijo

    ResponderEliminar
  8. Desde que te leio que espero essa noticia, força venha ele.
    Bjs

    ResponderEliminar
  9. Fico felicíssima !!!!!!
    Sabes que sempre to disse e achava estranho que não o tivesses ainda feito.
    Chegou a hora. At last!!!!
    Fico na lista de espera.
    Quero muito ler o teu PRIMEIRO livro.

    Beijinhos e não te esqueças de cumprir a promessa.

    ResponderEliminar
  10. Graça que maravilha, assim como tudo aqui.
    Olha, te desejo toda inspiração para o livro.
    Tudo de bom.

    Xeros

    ResponderEliminar
  11. Que maravilha de texto!
    Graça, com certeza seu livro será um sucesso!!!
    Estamos aguardando.
    Beijos
    Amara

    ResponderEliminar
  12. Graça, boa noite!
    E tal como disse à sua amiga, digo-o a si: Força e mãos à obra que talento não lhe falta!

    Beijinho,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  13. Eu, sou uma das "crianças" que sentada no chão te ouvia com avidez e fui depois uma leitora assídua de tudo quanto escreveste nos jornais sob o nome de "Maria"...belissimo o teu trabalho de jornalista! O livro, era consequência lógica e mais esperada por todos nós. Demorou...mas estamos ansiosos! Força, minha querida; os teus "ouvintes" esperam pelo momento.
    Beijo
    Teresa(Quelimane)

    ResponderEliminar
  14. Este teu texto está maravilhoso. A tua predisposição para escreveres um livro deixa-me fascinada. Avança, Graça, eu vou querer um exemplar. Demores o tempo que demorares, sei que nos vais presentear com o embalo das tuas palavras.

    Fico à espera.

    Um GRANDE beijo

    Laura

    ResponderEliminar
  15. Olá querida.
    Mais um texto maravilhoso! :)
    Passei para desejar uma boa semana e deixar um beijinho,
    M. Céu

    ResponderEliminar
  16. Olá Amiga Graça!
    Você vem contrariar esta frase "Sonhos em vão, sonhos idos, sonhos perdidos"... Força Amiga, tem o meu apoio a 100%.
    beijinhos

    ResponderEliminar


  17. Hoy quiero regalarte un cofre lleno de abrazos, para cuando te invada la melancolía lo habrás y descubras el afectuoso sentimiento que en su interior te estará aguardando…

    Porque ayer has sido tú el puerto que albergo mis ilusiones, dibujando nuevos horizontes, iluminados siempre por el constante aprecio de la amistad.

    Hoy como ayer
    Me paseo de tu mano
    Dando las gracias
    Por haberte conocido.

    María del Carmen


    ResponderEliminar
  18. Graça amaaada!
    Ótima decisão. "O que não enfrentamos em nós mesmos acabaremos encontrando como destino!"(Jung)
    Beijuuss vibrando n.a.

    ResponderEliminar
  19. É o desfecho que todos aguardávamos. Fico ansioso. Reserve-me já um exemplar.
    Monhé

    ResponderEliminar
  20. A menina sonhadora, poeta eras tu!

    Desde já, peço-te, reserva-me um exemplar.

    Sempre pensava, porque não o fazias.
    Nada acontece por acaso...e a hora chegou!Força!

    Fico/ficamos todas à tua espera!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  21. Graça
    De alguma maneira eu sabia que eras tu a menina e meus olhos se encheram de lágrimas. O final só veio confirmar o que o meu coração já sabia.
    Vai, minha querida, escreve teu livro, coloca lá todo o teu talento, todo o teu amor, toda a tua vida.
    Eu, aqui te aguardo, na esperança de que, uma vez ou outra, venhas aqui dizer como está o andamento do livro e como tu estas de saúde.
    Sonhos são para ser realizados, mesmo que alguns não sejam possíveis, sempre algum é.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  22. E como sempre é tempo, e como aquela menina escreve lindamente, tenho a certeza de que esse livro vai realizar sonhos e abrir caminho para outros que virão.
    Por ora, ficamos aguardando o livro e o regresso da autora.

    Beijos

    ResponderEliminar
  23. Nunca é tarde para que uma promessa se cumpra. Talvez hoje, seu livro seja o que não seria se escrito fora do tempo certo. Tens tua vida a amadurecer cada página... Saramago começou a escrever tão tarde...

    Força, te lerei... e muitos mais... eu sei

    ResponderEliminar
  24. Que bommmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm!
    Vai ser uma maravilha ter você aqui pertinho de mim pra sempre, juntinho dos que eu admiro e amo.
    Um beijo grande

    ResponderEliminar
  25. E faz muito bem amiga. Qualquer altura é boa para realizar um sonho. Eu a lerei com muito gosto.
    Um abraço e muita sorte com as editoras.

    ResponderEliminar
  26. Querida amiga,
    Fiquei emocionada com esta leitura.
    Assim que comecei a ler, imaginei que seria a tua história e o final, é claro, só poderia ser este.
    Adorei saber que, por fim, decidiste escrever teu livro. É este o teu dom, tenha a certeza.
    Vou aguardar com muita alegria...
    Beijocas.

    Obs. Já te disse uma vez que seria uma sua leitora dedicada.

    ResponderEliminar
  27. Graça,
    Voltei para dizer que não encontrei a tua última postagem "Natura intorno a noi: Aria di Primavera".
    Bjs.

    ResponderEliminar
  28. Foi um engano . Era um comentário que tinha feito num blogue e não sei o que fiz...Já apaguei, não te preocupes.
    Beijocas.
    Graça

    ResponderEliminar
  29. Graça[Pessoa] Amiga,
    ...olhou as imagens como quem chupa um rebuçado...
    ... palavras iguaizinhas prontas a serem acordadas...
    ...................
    Um dia olhou-se ao espelho e havia rugas que em tempo não estavam ali... [rugas que são certificados de vida]
    Fico feliz e tenho a certeza que esse livro será uma bela realidade.
    Bj e... muitas felicidades.
    Jorge

    ResponderEliminar
  30. Olá Graça,

    Fico feliz por si!
    Força, os sonhos, pelo menos alguns são para concretizar.

    Abraço grande

    ResponderEliminar
  31. que delicia! Finalmente a realização do sonho...muito sucesso! Fico aqui, torcendo por ti.

    ResponderEliminar
  32. Minha querida

    Sabes que fiquei muito feliz por ti (e pela menina)que não deixou de sonhar.
    E vai ser um sucesso, tenho a certeza.

    Deixo um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  33. Bom dia amiga:

    Dizem que em todas as lágrimas há sempre uma esperança e a menina acreditou que seria assim. Mas a contabilidade dos dias é difícil de se fazer e a imaginação atraiçoa qualquer sonho que se possa ter.
    --------------------------------------------------

    Sábias palavras estas que no pouco dizem muito.

    Eu sempre ouvi dizer (e já desde muito jovem) que O Sonho Comanda a Vida, e desde então, com o passar dos anos, a realidade se concretiza em alguns sonhos idealizados por essa vontade.

    Por qualquer conceito de vida e na luta que travamos com ela no dia a dia, a vontade íntima aliada à persistência duma pessoa, acaba por realizar aquilo que desejamos alcançar mesmo que os tempos sejam difíceis onde o poder que se sente em nós nos dá essa força necessária para alcançar-mos os objectivos esperados.

    Cabe-me dizer-te que, aliado a tua vontade que agora decidiste tomar, eu já em tempos dei um lamiré para esta tua iniciativa que acho muito de louvar porque aqui neste teu Blogue já se tem muita matéria que se possa considerar como um livro em forma de Blogue.

    Acho que o produto final será muito bom porque aqui, logo se pode tirar uma conclusão daquilo que no teu livro se pode encontrar.

    Felicito-te por isso e, já agora uma pequena dica assim como que um apelo de bom amigo te digo.

    Ao escreveres o teu livro, menciona nele um pouco daquilo que são aquelas terras de África que bem conheces assim como eu por lá passei e tenho gravado no coração, pois isso amiga, é como o raiar da aurora em tempo de paz, amor e liberdade no coração de quem por lá passou e jamais se esquecerá daqueles tempos difíceis mas ao mesmo tempo tão bons que o coração bate por eles a toda a hora.

    Tenho andado enfermo já à um tempo que me tem tirado a vontade de postar no meu Blogue mas, com calma e fé no futuro espero que isto se recomponha para voltar a postar como antes o fazia.

    Para ti e para o teu projecto, as maiores felicidade te desejo e que voltes depressa a este espaço que é como um bálsamo para a alma de quem aqui vem e lê toda a maravilha que aqui postas.

    Beijos e muitas felicidade te desejo em tua vida assim como para o teu projecto que por certo será um êxito para todos nós que aqui vimos e saboreamos estas doces palavras aqui deixadas por ti.

    Xau amiga até breve,

    ResponderEliminar
  34. Graça

    que o prazer maior esteja na arte de escrever

    sem pressas
    com o coração
    com a memória dos afetos
    abrindo as gavetas

    tudo o mais virá por acréscimo e o futuro é já aqui


    o melhor para ti!

    um beijo

    ResponderEliminar
  35. Aleluia! Estava a ver que tinha que por pés ao caminho e ir a Gaia!

    Um beijo e venha de lá essa tão aguardada obra :-)

    ResponderEliminar
  36. Olá Graça!!
    Fiquei muito emocionada com seu texto!!
    Estarei aqui, do outro lado do oceano esperando vc dizer "finalizei o meu livro...o título é...publicado pela Editora..."
    A imaginação tem que dar asas aos sonhos!!
    Bjs e dedique-se a este sonho, que agora também é nosso!!!

    ResponderEliminar
  37. Muito feliz e ao mesmo tempo emocionada sei que será um lindo livro e terá muitas alegrias também.
    E maravilhoso amada o meu sai no final de Junho.
    Creio estou torcendo por você é uma emoção sem explicação .
    Beijos boa sorte pra si amiga.

    ResponderEliminar
  38. Graça, amei o texto. E tenho certeza que seu livro, será um sucesso.

    Beijão

    ResponderEliminar
  39. Querida Graça!

    Já nesse tempo a menina
    juntava bem as letrinhas
    da maior à mais pequenina
    ficavam todas bem juntinhas

    E os meninos em seu redor
    ficavam ali junto horas e horas
    é como hoje no computador
    tantos seguidores e seguidoras

    Para ler estas lindas histórias
    da menina que escreve lindamente
    algumas ficam nas nossas memórias
    talvez guardadas para sempre

    Deves partilhar esse teu grande saber
    essas historias não ficarem perdidas
    tenho a certeza que muita gente te vai ler
    histórias reais que por ti foram vividas

    As editoras dão mais primazia
    a quem já tem nome nos mercados
    mas tu escreves bem prosa e poesia
    melhor que alguns escritores afamados

    Desejo toda a sorte do mundo
    minha amiga.

    Beijinhos,
    José.

    ResponderEliminar
  40. Graça minha querida, fiquei emocionadíssima com sua decisão...fizeste bem querida, escreva no seu livro o que vai na alma e no coração...adoro te ler...
    Beijos,
    Valéria

    ResponderEliminar
  41. Há sempre tempo para o que quisermos fazer, Graça. A vida nem sempre nos deixa seguir o percurso que traçamos; troca-nos as voltas tantas vezes, amiga! Mas chega uma hora em que ela nos sussurra que agora a estrada vai ter menos curvas, menos buracos e aí sim...podemos fazer aquilo que sempre planeámos. Chegou a hora, Graça e portanto aproveita-a e escreve o teu livro. Fico muito feliz com a tua decisão, amiga! Boa sorte! Quando puderes faz-nos uma visitinha, certo? Virei cá para saber como vai a tua obra e qual será o titulo. Muitos beijinhos e até sempre!
    Emília

    ResponderEliminar
  42. Oi GRAÇA QUERIDA, VOU SENTIR SAUDADES. MAIS ESVREVE O TEU LIVRO, A IMPORTANCIA DA REALIZAÇÃO DE UM SONHO É MUITO IMPORTANTE, DESEJO-TE SORTE E QUE SEJAS FELIZ. DA AMIGA QUE MUITO TE ADMIRA. CELINA

    ResponderEliminar
  43. Se, como tantos outros/as bloguistas, tiver que pagar para editar um livro para depois ficar com as gavetas do guarda fatos a abarrotar de exemplares que entretanto não conseguiu vender a ninguém, será lamentável.

    As novatas alinham porque precisam de alimentar o ego, agora a senhora... "não havia necessidade".

    Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  44. A vontade permanece, por isso há que seguir em frente e cumprir um sonho de muitos anos. Força!
    Abraço do Zé

    ResponderEliminar
  45. Caro Amigo anónimo

    Eu não pago para editar um livro, pode crer! Se houver alguma Editora que aposte...tudo bem! O livro fica escrito para o meu filho e sua posteridade e ele depois fará o que entender. O que eu não quero é que fiquem esquecidas na bruma do tempo....vidas que foram exemplares.
    Eu posso esperar...já me habituei! O sonho dura há mais de 50 anos...como vê, ginástica não me falta!!
    Não se trata de alimentar o ego, como as novatas...como diz, não preciso! Quem conhece a minha vida,sabe o meu valor e o que eu já realizei na vida e...muitas vezes, sozinha.
    Trata-se de sonhos, entende? E se o meu amigo não os tiver já...então, a vida, pouco lhe pode oferecer. Obrigada pela advertência...

    ResponderEliminar
  46. É isso mesmo Graça, vá à luta, e não deixe de sonhar, eu também tenho muitos, e vou continuar sonhando enquanto estiver por aqui!
    Parabéns pela atitude, vou sentir saudade dos seus textos, mas também sei esperar...
    Bjão,

    ResponderEliminar
  47. Parabéns pela linda postagem. amei a Hisória.
    Me apaixonei pela linda narração.
    Sandra

    ResponderEliminar
  48. Graça não sei se será possível, mas queria muito ter a oportunidade de te conhecer.
    Veja abaixo...
    O dia está chegando..
    É amanhã (27.05). Vamos sair de Jaraguá para Curitiba. Depois para São Paulo e enfim rumo a Lisboa.


    Amiga, vou estar sim em Lisboa no dia 28.05. chegaremos lá as 12h30 horário de lá. A tarde fica livre. Até já informei a Maria do Blog Maria para que possamos nos encontrar. No dia 29. acredito que vamos conhecer Estoril e Cascais, é lá que ela mora. Vamos passar o dia fazendo tur.Esta visita será opcional, mas se o pessoal for estou lá também.
    O hotel que vamos ficar em Lisboa é..MARRIOT LISBOA- AV. DOS COMBATENTES, 45 CEP- 1600-042 TELEFONE (+35) 217235400
    tOMARA QUE CONSEGUIMOS NOS ENCONTRAR.
    Estou indo amanhã ao meio dia para curitiba-depois São Paulo e rumo a Portugal...
    Estou muito feliz em conseguir viajar para lá.

    Em Porto no seguinte Endereço; HOTEL: HOLIDAY INN PORTO GAIA.
    RUA DIOGO MACEDO, 220 CP4400 TELEFONE- (+35) 2237447500

    Carinhosamente,
    Sandra

    ResponderEliminar
  49. E quando estarás no Porto... ou antes Gaia? Não me dizes o dia. Espero que ainda haja possibilidades de me dizeres. Contudo, telefonarei para o Hotel de Gaia sabendo da tua chegada.
    Mil beijos
    Graça

    ResponderEliminar
  50. Só para deixar um abraço e muita força.

    ResponderEliminar
  51. Ah! Super! Un rêve qui va enfin se concrétiser!
    Bravo e boa couragem, Graça!

    ***
    Um beijo grande e um abraço****

    ResponderEliminar
  52. É com estes Amigos que eu conto...os velhos do Restelo devemos sempre banir das nossas vidas...Impedem de avançarmos, de crescermos e, o que é mais grave, de nos tornarmos tão pessimistas como eles.
    Mil beijos
    Graça

    ResponderEliminar
  53. Excelente, Graça!! é bem isso, viver, recomeçar e sempre sonhar...sempre...

    Beijos,

    Rafael

    ResponderEliminar
  54. Quando a escrita toma conta de nós, é para sempre. Que as palavras lhe venham como a brisa de outono:suave e marcante.
    Sucesso nessa trilha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Linda a sua história! Logo percebi que era autobiográfica.

      Sucesso nesse seu retiro ao encontro do sonho, que ele se realize de maneira plena... E volte com novidades pra nos contar.

      Um grande beijo.

      Eliminar
  55. Também eu, desde o início fiquei imaginando que essa menina era você.
    Agora é aguardar ansiosamente para ver esse livro escrito. E também publicado.

    bjs

    ResponderEliminar
  56. Comovi-me com o seu texto. Escreve tão bem. Tem mais é que acaber o livro e dá-lo a ler a toda a gente. Beijinhos

    ResponderEliminar