domingo, 6 de maio de 2012

Dia da Mãe






O portento de uma memória sem fim 
no retorno da saudade luminosa, 
perdida entre o conto e a magia, 
entre o hoje, o amanhã e o para sempre.
Simplesmente, a realidade de uma, 
uma simples palavra, desejo, vontade, amor, 
entre anjos, glória e dor. 
Olhos perdidos no firmamento, 
buscando estrelas do passado, 
cometas do presente, 
razões para encolher o sofrimento que 
sempre e a cada momento, 
fugaz, distante, 
parece crescer no pensamento, teu.
Mas são as estrelas cadentes que buscas a cada dia, 
escondida na miséria enobrecida 
de um sonho em que os olhos se fecham 
e a mente se abre para a verdadeira razão de ser.
Cantiga de amor trauteias; 
vives e fascinas; 
e, acordando, suavemente, 
traz teu corpo e alma para a luz, 
para a verdade.
Entretanha-te a noção rara e real de que o mundo te foge... 
deixa-o fugir!
Aqueles que te magoam não te interessam; 
os que interessam, 
mantém-nos perdidamente enamorados por tudo aquilo que és 
e não pela ilusão de uma miragem que, 
constantemente, 
se distancia e causa dor, fere a sorte, fere a paz.
Deita-te, dorme, 
e levada pelas asas do sono percorre a magia 
que se esconde daqueles que, acordados, nada sabem, 
perdidos na ignorância em que cabem…
E vê nesse sonho verdadeiro que és mulher sendo somente, 
és amiga eternamente, 
és paz de forma diferente, 
és inimiga ausente, 
és pátria, és família e religião também, 
és magia negra luminosa… és mãe!

- Nuno Machado



54 comentários:

  1. Que linda poesia,Graça!! Belíssima homengem!!Parabéns às mamães de Portugal!!beijos,chica

    ResponderEliminar
  2. Quem sai aos seus não degenera....
    Linda poesia em tua homenagem.
    Comparado ao amor de uma mãe, só o amor de um filho eternamente grato.
    Minha querida Graça que teus dias sejam sempre cobertos por esse amor. Aqui no Brasil comemoraremos do dia das mães no próximo domingo, mas interessante... ganhei lindas flores do marido ontem e hoje meus filhos me encheram de mimos. Acho que minha ida à Portugal contagiou a todos e estamos no mesmo ritmo da terra.
    Beijinhos pra ti e todas as mães deste nosso mundo. Que Deus as glorifique!

    ResponderEliminar
  3. Olá Graça,

    É só para deixar um grande abraço.
    Gostei muito deste poema.

    ResponderEliminar
  4. Bela e merecida homenagem!

    Um beijo especial neste dia das Mães!

    ResponderEliminar
  5. Que lindo poema amiga. Sabe de uma coisa. Ontem queria encontrar um poema sobre o dia da mãe para o "A mulher e a poesia" Engraçado que encontrei poemas lindíssimos todos feitos por homens. Como eu queria feito por uma poetisa, levei horas na pesquisa e não encontrei nem meia dúzia. Em compensação achei poemas lindíssimos dedicados ao pai. Parece que os filhos exaltam mais as mães e as filhas os pais. A julgar pelos resultados da minha pesquisa claro.
    Feliz dia Graça

    ResponderEliminar
  6. "Pode secar-se, num coração de mulher, a seiva de todos os amores; nunca se extinguirá a do amor materno."


    Beijo .

    ResponderEliminar
  7. FELIZ DIA DAS MÃES

    As mães são ruas para a eternidade...mesmo depois da morte do corpo vão continuar no coração de quem as amou...na memória de todos os momentos de ternura...uma doce presença e um suave colo para quem tem a sorte de as ter e uma eterna saudade das que já partiram, mas que viverão para sempre em nós.

    Minha querida...um beijinho carinhoso
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  8. Redondo como um ninho, um colo de mãe.

    Um beijinho

    Lídia

    ResponderEliminar
  9. Dia Das Mães chegando e as lembranças e homenagens já estão a todo vapar. Parabéns amiga. Lindo...

    Hoje é domingo e estou passando para deixar o meu abraço e a minha alegria a você.
    Que Deus te ilumine a semana que se aproxima.
    Nossa amizade é mais ou menos assim...

    Poema do amigo aprendiz
    Quero ser o teu amigo. Nem demais e nem de menos.
    Nem tão longe e nem tão perto.
    Na medida mais precisa que eu puder.
    Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida,
    Da maneira mais discreta que eu souber.
    Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar.
    Sem forçar tua vontade.
    Sem falar, quando for hora de calar.
    E sem calar, quando for hora de falar.
    Nem ausente, nem presente por demais.
    Simplesmente, calmamente, ser-te paz.
    É bonito ser amigo, mas confesso é tão difícil aprender!
    E por isso eu te suplico paciência.
    Vou encher este teu rosto de lembranças,
    Dá-me tempo, de acertar nossas distâncias...
    Pe. Zezinho SCJ.
    Com muito Carinho,
    Sandra


    A música é simplesmente linda.

    ResponderEliminar
  10. Graça minha querida

    O que dizer mais além desse lindo verso
    postado em teu recanto.
    Dizer que ser mãe é ser maria
    brilhando em luz no firmamento
    é paz, é vida, é contento
    estejam elas presente, ou somente
    em pensamento...


    Deixando um doce e terno abraço
    no teu coração, parabenizando-te
    por este dia e por todos de então...

    Felicdades

    Bjinhus

    Livinha

    ResponderEliminar
  11. Graça minha querida
    Lindo o poema do Nuno!

    Desejo que tena tido um feliz dia junto daqueles que mais ama.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  12. Querida amiga, neste dia especial para nós, deixo um grande beijinho.
    Lindo o poema!

    ResponderEliminar
  13. Graça, boa noite!
    Voltaste num dia especial, se bem que Dia da Mãe, para mim é todos os dias!

    Não tens que te preocupar com a tua ausência no 4º aniversário do meu blog, eu entendo perfeitamente, acontece a todos!

    Feliz Dia!

    Lindo o poema, gostei muito!

    Beijinho,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  14. Que lindo Graça! Parabéns Nuno! Estamos as duas de parabéns neste nosso dia!! Um grande beijinho para a mãe e o filho poeta!!:))

    ResponderEliminar
  15. Amiga perdão pelo atraso.
    Desejo de coração um feliz dia das mães
    estive fora no dia de hoje deixei de visitar minhas amigas de Portugal pelo seu Dia.
    Mais aqui estou para deixar muito carinho.
    Beijos no coração.
    Evanir.

    ResponderEliminar
  16. Graça, lindo poema!Parabéns a todas mamães!!
    Bjss
    Amara

    ResponderEliminar
  17. Deste tema já ambos falámos, Graça. E da ternura de minha Mãe, tanta gente dizia o mesmo que a Graça disse mesmo sem a conhecerem.

    Acolhidos no céu de um Deus tao superior às ideias que d'Ele fazemos, meus Pais e seus deixaram flores a exalar o perfume da doação. É o que vejo em mim e julgo ver em si.

    E sobre esta música de fundo que tem,ouvi-a tanta vez...

    Um beijo agradecido por saber ler as almas...

    ResponderEliminar
  18. Graça, em primeiro lugar que bom que voltou! Também me ausentei, olha que incrível coincidência,pois até o momento de comentar no seu post anterior, não previa que eu também faria uma pausa. Graças a DEUS voltamos melhor, isso é muito importante.

    Belíssimo poema, tão profundo e nobre quanto o amor de uma mãe. A minha já se foi há muitos anos, o tempo amenizou a dor, agora somente a eterna saudade como companhia, mas uma saudade boa. Parabéns a todas mamães. Fica com DEUS, bom retorno para nós duas, um grande beijo!

    ResponderEliminar
  19. Bem vinda querida amiga Graça!
    Especialmente neste dia que é tão nosso, tão Mulher e tão grandioso.

    Não te sabia de volta. Passei pela saudade e por isso te deixo um abraço e beijinhos.

    ResponderEliminar
  20. Olá Graça Amiga!!!
    Fico tão contente, feliz por o seu filho ter "conseguido" com que voltasse novamente. Já tinha saudades das suas tão ternas palavras... apesar de compreender também a necessidade da "pausa"...
    Grande Homem!!!
    E mais não preciso dizer :))
    Beijinhos doces

    ResponderEliminar
  21. não sei quem chegou
    se o filho, se a Mãe, mas é bonito

    um beijo a cada um!

    ResponderEliminar
  22. Num dia tão especial uma visita querida sempre, numa linda poesia, não fossem as mães a maior poesia da natureza.
    Grande abraço
    Boa semana

    ResponderEliminar
  23. Olá, Graça!

    Dia da mãe já foi ontem, mas hoje também é dia de comentar este magnífico texto.E pelo que leio imagino que sejas mãe "babada", com um filho que te dedica tão carinhosos poema.Mais do que amor - se é que tal é possível - eu diria que é de adoração que ele fala.

    Parabéns aos dois.

    Beijinhos.
    Vitor

    ResponderEliminar
  24. Olá amiga! Passando para agradecer as honrosas visitas e informar que estamos de volta, e que continuamos contando com as costumeiras atenção e colaboração.

    Adorei o post. Belo e profundo poema.

    Beijos e uma ótima semana pra ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderEliminar
  25. Lindo, muito lindo!
    Tal mãe, tal filho e música escolhida muito apropriada. Espero que venhas renovada porque eu preciso de te ler.
    Beijo
    Teresa (Quelimane)

    ResponderEliminar
  26. Olá amiga Graça. Lindo e emocionante. Beijos.

    ResponderEliminar
  27. Oi amiga Graça, poesia muito bonita, e mais bonita ainda a homenagem as mães, no proximo domingo, comemoramos o dia das mães, o dia seis foi comemorado aí, vai os meus parabéns duas vezes, desejando sáude e muita paz, para vc e todas as mães.Obrigada pela visita e o comentario gentil, um abraço fraterno. Celina.

    ResponderEliminar
  28. E como hoje vou ao Coliseu ver a Betânia cantando Chico, presente dos meus filhos no dia das mães, deixo aqui uma homenagem a todas as mães, pois as do Brasil comemoram o seu dia no próximo Domingo. Nós já tivemos o nosso dia, mas, como todos os dias são dia das Mães aqui fica para ti, Graça, esta oração e um beijinho muito especial. Obrigada pela partilha de tão belo poema. Adorei! Fica bem, amiga!

    Oração da Mãe Menininha
    Maria Bethânia

    Ai minha mãe
    Minha Mãe Menininha
    Ai minha mãe
    Menininha do Gantoise

    A estrela mais linda, hein? Tá no Gantoise
    E o sol mais brilhante, hein? Tá no Gantoise
    A beleza do mundo, hein? Tá no Gantoise
    E a mão da doçura, hein? Tá no Gantoise

    O consolo da gente, hein? Tá no Gantoise
    E a Oxum mais bonita, hein? Tá no Gantoise
    Olorum quem mandou
    Essa filha de Oxum

    Tomar conta da gente
    E de tudo cuidar
    Olorum quem mandou ô ô

    Ora iê iê ô...

    Ora iê iê ô...

    Emília

    ResponderEliminar
  29. Um lindo poema que traduz homenagem especial e merecida. As mães deveriam ser sempre lembradas e afagadas, em todos os dias do ano.
    Não há férias para quem exerce esse mister.
    Grande beijo!

    ResponderEliminar
  30. Muito lindo minha amiga, na verdade, todos os dias são das mães, seres supremos que tem o dom da vida...beijos de linda tarde pra ti...

    ResponderEliminar
  31. Olá Graça, que tudo permaneça bem contigo!

    Sensível e bela homenagem Graça, mas, cá neste teu espaço sempre encontro belos escritos, parabéns por este dia das mães por este lado do globo, e pela linda imagem e música!

    E grato por tuas visitas e gentil amizade deixo meu desejo que você e todos ao redor tenham sempre um viver deveras intenso de felicidade, abraços e até mais!

    ResponderEliminar
  32. Lindo poema! e ainda mais emocionante sendo do filhote...
    Tal mãe, tal filho.
    Beijocas

    ResponderEliminar
  33. Que todas as máes tenham um dia iluminado, beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  34. Olá Graça,

    Que bom vê-la de volta!

    Linda o poema do Nuno. Uma bela e merecida homenagem às mães.

    PARABÉNS PELO DIA TÃO ESPECIAL!

    Beijo.

    ResponderEliminar
  35. Uma escolha muito bonita para festejar o dia das mães. Para mim esse dia é todo dia, pois não há dia que não me lembre da minha mãezinha :) Felizes dias!! Beijus,

    ResponderEliminar
  36. Nuno Machado, poesia linda! E a homenagem, muito especial! Tem Selo Comemorativo pra você lá no blog! Uma quarta-feira abençoada! Abraço carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  37. Hermoso texto, también te sigo
    Un saludo

    ResponderEliminar
  38. Bonito poema dedicado às mães. Para elas as palavras todas inventadas não chegam.
    Um beijinho para si.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  39. DE VOLTA À CASA E AOS CAMPOS MEUS,REGAR VENHO, AMIZADE NOSSA,VIVA A VIDA !

    ResponderEliminar
  40. Uma LInda homenagem para alguém especial. Beijinhos

    ResponderEliminar
  41. graça ja entrei em seu blog várias vezes para ouvir esta sua cançao. que linda... mama está tao vezilhinha.... tanta primavera... que linda graça. obrigado por este momento lindo. o texto é materno. abraços lamarque

    ResponderEliminar
  42. Seu coração tocou o meu, nesta homenagem.
    Gde abraço, em divina amizade.
    Sonia Guzzi

    ResponderEliminar
  43. Mãe onde cabe apenas o amor
    Não lhe faltam guerras e tantos dissabores, mas nela vive uma vida mais forte e mais dura que as duras rochas, superando todas as provas com amor, liberdade, compreensão, dádiva plena...caridade que perdoa.

    ResponderEliminar
  44. Olá Graça,

    É só para deixar um abraço!

    ResponderEliminar
  45. Querida amiga
    Meu Abraço de Paz e bem!

    Mãe do céu da terra e do mar
    Por favor,
    Ensina-nos o teu segredo
    Do Teu Amor
    Para que não tenhamos medo
    De apreender Amar!
    Meu abraço carinhoso para você!

    Se você for mãe Feliz dia das Mães!

    Maria Alice

    ResponderEliminar
  46. Lindo o amor de mãe...grato, o amor de filho. Gostei muito do poema.
    Monhé

    ResponderEliminar
  47. Querida amiga,
    Mãe
    Teus braços sempre se abrem quando teu filho precisa de um abraço.
    Teu coração sabe compreender quando teu filho precisa uma amiga.
    Teus olhos sensíveis se endurecem quando eles precisam uma lição.
    Tua força e teu amor os guiaram pela vida e lhe deram as asas para
    que eles pudessem voar.
    Feliz Dias das Mães. Beijocas

    ResponderEliminar
  48. lindo poema,gracias por compartirlo

    ResponderEliminar
  49. Querida amiga Graça Machado!
    Eu aqui diria quem sai aos seus...E diria ainda com uma mãe assim, deve ser fácil escrever um poema para uma poetisa e mãe que tem um filho poeta.
    Graça também escrevi uns versos para a minha mãe, no dia mãe.

    Dia da mãe


    Mãe querida mãe querida
    A maior flor do meu jardim
    quem me dera ter-te ainda
    aqui bem pertinho de mim

    Agora guardo a saudade
    no meu peito todos os dias
    as lembranças do passado
    e de tudo o que me fazias

    Quando eu era pequenino
    em dias de chuva ou sol
    sempre me davas carinho
    e às vezes me davas colo

    no tempo da vida dura
    quando comigo ralhavas
    teus gestos eram ternura
    e apenas me ameaçavas

    E depois quando cresci
    os conselhos que me davas
    muitas coisas que aprendi
    eras tu que me ensinavas

    Coisas que não irei esquecer
    durante toda a minha vida
    só mesmo quando morrer
    minha querida mãe querida

    Graça peço-te se posso publicar aqueles versos que deixaste no meu blog?Que eu aproveito paras te agradecer.

    Parabéns ao poeta
    Um bom fim de semana,
    Um beijinho grande,
    José.

    ResponderEliminar
  50. Lindíssimo Graça!

    Feliz dia das mães e feliz semana querida!!

    Beijos!!

    ResponderEliminar
  51. Deliciei-me com o seu blogue. Parto daqui mais feliz.
    Procure nunca mais se atrasar no tempo e seja muito feliz. Abraços

    ResponderEliminar