segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Quentes e... Boas!

O tempo começou pouco a pouco a arrefecer e, como que a anunciar o inverno, apareceram as primeiras castanhas. O pregão – quentes e boas! – era um sugestivo convite para, com uns cêntimos ou um euro, se adquirir um cartuchinho feito com páginas de jornal, em que umas tantas castanhas assadas faziam as delícias de velhos e novos.
Na esquina da grande avenida na cidade, uma carrocinha de castanhas fumegava como se fosse uma chaminé.
Era um postal muito significativo e habitual de um Outono que caminhava bem depressa para o frio do inverno.

- Que engraçado, não vejo ninguém, Nuno - Dizia Lina, desejosa de comer castanhas assadas que lhe pedia sofregamente a sua gravidez já muito adiantada…
Nuno parou o carro mesmo junto às maravilhosas castanhas e saiu para as comprar. Alguém havia de aparecer mas, qual não foi o seu espanto quando viu um garotito com um grande gorro que fazia canudos com folhas de jornais, onde colocaria depois as castanhas para os eventuais clientes.

- Quem é o dono da carrocinha? - Perguntou Nuno.
- Sou eu! - Respondeu o palmo de gente com muito orgulho.
- Tu? Que idade é que tens?
- Nove, senhor. – Disse o rapazito muito empertigado. - A minha mãe está no hospital à espera de vez para ser operada mas o negócio não pode parar, claro!
- Evidente... – Sorriu Nuno. - E a escola? Tens faltado?

- Falei com a professora e ela entendeu o meu problema. – Afirmou ciente da sua responsabilidade.
- E o teu pai não podia agora ocupar o teu lugar?
- Não tenho pai – Disse quase num murmúrio.
Momento de intensa emoção para Nuno que ia ser pai dentro em breve.
- Diz-me como te chamas e em que hospital está a tua mãe.
O pequenito achou a pergunta descabida…
Dali só queriam as castanhas… Qual a razão de tanta pergunta? Mas achou que o senhor era simpático e interessado.
- Chamo-me Pedro e indicou o nome do hospital onde a mãe esperava por um milagre.
- Sabes Pedro, eu sou médico, e por coincidência ou não (talvez seja a mão de Deus) trabalho nesse hospital e vou por a tua mãe capaz de voltar para o seu trabalho, para tu continuares a estudar.
Pedro comoveu-se perante um futuro que, minutos antes, lhe parecia tão distante.
Pegou em dois pacotinhos de castanhas, deu um ao Nuno e debruçado na janela do carro, entregou outro a Lina que tinha os olhos marejados pensando no filho que trazia no ventre.
- Quando nasce? – Perguntou Pedro com carinho.
- Dentro de um mês. – Disse Lina limpando as lágrimas.
- Quanto é Pedro? - E já Nuno abria a carteira…
O garoto levantou a mãozita e o rosto suavizou-se num imenso sorriso.
- É oferta da casa! – E riram os três, naquelas gotas de felicidade que diariamente caiem nas nossas vidas mas que é preciso estar atento para as não perdermos.
O tempo passou e num domingo frio e cinzento, a carrocinha das castanhas continuava na esquina da grande avenida.
Por de trás dela, uma mulher e uma criança faziam pacotinhos com folhas de jornais para colocar as suas castanhas…

De repente, um carro parou mesmo junto a estas figuras.
- Dois pacotes de castanhas. – Pediu uma voz de dentro do carro…
- Ah, senhor doutor que alegria em vê-lo e tanto que tenho para lhe agradecer.
-A mim? Acredite que não. Há um ser superior que toma conta das nossas vidas. A esse sim, é que deve agradecer.
O garoto aproximou-se e beijou a mão poisada na porta do carro e disse com as lágrimas a escorrer pelas faces frias pelo vento gélido que passava:
- Obrigado senhor doutor…
Nuno saiu e deu-lhe um abraço.
- Já sei que voltaste para a escola e estamos muito contentes. És um herói.
Pedro meteu a cabecita pela janela do carro e olhou Lina e o bebé que dormia docemente ao colo da mãe.
- Como se chama? – Perguntou.
- Pedro, só podia ser Pedro.

33 comentários:

  1. Que ternura de texto!
    Ainda há anjos na terra!
    Emocionei-me.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. Que linda história Gracinha, ainda bem que estas coisas são contadas, gostei muito, beijo

    ResponderEliminar
  3. Graça, que conto lindo e emocioante! Fiquei de lágrima no canto do olho.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Graça, que encanto te ler!Ótima leitura e momentos aqui te lendo! bjs, ótima semana,chica

    ResponderEliminar
  5. Que bom Vê-la por cá, Graça. Já estava com saudades, embora eu também tenha andado muito ausente. A vida deu-me um daqueles " bofetões " e tive de vir com urgência para o Brasil de onde só voltarei em Janeiro. Fiquei encantada e comovida com esta linda história que nos leva a acreditar no ser humano m a olhar mais para as coisas boas do que para as más. O ser humano é LINDO e é para esse que temos de olhar com admiração. Beijinhos, Graça e obrigada por este momento fantástico.
    Emília

    ResponderEliminar
  6. Uma história comovente e muito bem contada.
    Beijo, Graça

    ResponderEliminar
  7. Que linda história. Graça
    Até me emocionei Adoro ler o que escreves e confesso, deixa-me sempre com o meu astral em cima

    Obrigada e continua

    Um beijinho grande e nunca deixes de nós deliciar com as tuas histórias

    ResponderEliminar
  8. Não sei se sonhei
    Nem sei se li esta história aqui.
    Comovi-me e chorei
    Porque recordei outros casos assim.
    Porque ainda existem crianças em mim.

    Beijinhos Graça.

    ResponderEliminar
  9. Mais uma linda e emocionante história, bem ao estilo da Graça!
    Confesso que tinha saudades desta "palhota", há ausências forçadas mas...o importante é voltar.
    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Belo texto:)""" beijinhos da Leonor Miranda Barata

    ResponderEliminar
  11. ...quentinhas!
    Como gostava de escutar este apregoar das castanha pelo nosso Porto fora. Além de cliente assíduo. É que gosto muito de castanhas!
    Gostei muito deste escrito teu, tem alma.
    Abraços de vida, querida amiga

    ResponderEliminar
  12. Estive a ver e ler algumas coisas no seu blog que achei muito interessante,e espero voltar mais algumas vezes,deu para ver a sua dedicação e sempre a prendemos ao ler blogs como o seu.
    Gostei de tudo o que vi e li.
    Vim também desejar muita paz,saúde e grandes vitórias.
    São os votos do Peregrino E Servo.
    Abraço.
    http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  13. Olá Graça bom dia.
    Andando fora daqui à algum tempo eis que aqui volto com muito carinho e amizade para dizer presente que não esqueci este teu belo espaço com posts muito belos onde este é mais um que nos leva ao lugar das quentinhas e boas com um sabor muito especial.
    Belo post que nunca é de esquecer este tempo em que as castanhas são como um monumento de prazer para a nossa boca onde junto com o quente que elas emanam em nós é uma delícia.
    Quero desejar-te um Santo Natal e um Próspero Ano Novo na companhia de todos aqueles que te rodeiam.
    Bjos,muita saúde paz e alegria em tua vida.

    ResponderEliminar
  14. Também aqui ao seu espaço, venho desejar-lhe um Santo Natal, com tranquilidade e paz...

    Um beijinho amigo

    ResponderEliminar
  15. Olá amiga. Feliz Natal e uma Ano Novo cheio de grandes realizações. Grande abraço.

    ResponderEliminar
  16. Que o espírito natalino traga aos nossos corações a
    fé inabalável dos que acreditam em um novo tempo de paz e amor..
    Um Feliz Natal repleto de harmonia.
    Celebrar o Natal é.
    crer na força do amor é isto que transforma o homem e o mundo.
    Que a mensagem de fé e esperança do
    Natal renove nossas forças para continuarmos
    lutando no Ano Novo que se anuncia.
    Deus abençoe abundantemente sua vida e de sua família.
    Obrigada pelo seu carinho.
    Beijos no seu coração.
    Evanir.

    ResponderEliminar
  17. Linda história.
    Graça hoje passo especialmente para desejar um Feliz Natal e um Novo Ano recheado de alegrias, saúde, amor, paz e harmonia tudo embrulhadito em felicidade sem fim.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  18. ────────────────────────────────────────
    ────────────────────────────────────────
    ───────────████──███────────────────────
    ──────────█████─████────────────────────
    ────────███───███───████──███───────────
    ────────███───███───██████████──────────
    ────────███─────███───████──██──────────
    ─────────████───████───███──██──────────
    ──────────███─────██────██──██──────────
    ──────██████████────██──██──██──────────
    ─────████████████───██──██──██──────────
    ────███────────███──██──██──██──────────
    ────███─████───███──██──██──██──────────
    ───████─█████───██──██──██──██──────────
    ───██████───██──────██──────██──────────
    ─████████───██──────██─────███──────────
    ─██────██───██─────────────███──────────
    ─██─────███─██─────────────███──────────
    ─████───██████─────────────███──────────
    ───██───█████──────────────███──────────
    ────███──███───────────────███──────────
    ────███────────────────────███──────────
    ────███───────────────────███───────────
    ─────████────────────────███────────────
    ──────███────────────────███────────────
    ────────███─────────────███─────────────
    ────────████────────────██──────────────
    ──────────███───────────██──────────────
    ──────────████████████████──────────────
    ──────────████████████████──────────────
    ────────────────────────────────────────
    ────────────────────────────────────────
    ¡Buen post!★MaRiBeL★

    ResponderEliminar
  19. Hola querida Graça. Paso a dejarte mi saludo y un fuerte abrazo. Feliz semana, amiga.

    Lola.

    ResponderEliminar
  20. Graça

    Passei para saber que se passa

    eu a esqueci, ou pareceu esquecer
    ou Graça me esqueceu?

    Ou aconteceu, por eu escrever muito pouco aos amigos?

    Razões de saúde, digo eu...e quem acredita em mim...ninguém!

    Então eu digo,
    gostei de a encontrar e de saber, que continua a escrever

    Com saudade de tempos passados (escrevo muito menos, mas continuo a escrever e há pouco saiu um livro meu "Palavras e Caminhos"). Não faço publicidade, nunca fiz e não me interessa fazer...mas continuo a escrever
    até um dia...não sei quando, não conheço meu destino!Felicidades e saúde muita.

    Beijos

    Maria Luísa


    ResponderEliminar
  21. É bem interessante essa estória, a mão de Deus pode repousar em lugares que menos esperamos e ainda nos dar uma grande lição de vida.

    * Saudades de suas postagens!!

    Um abraços,

    ResponderEliminar
  22. Beijinhos Graça , muito bom....

    ────(♥)(♥)(♥)────(♥)(♥)(♥) _
    ──(♥)██████(♥)(♥)██████(♥)
    ─(♥)████████(♥)████████(♥)
    ─(♥)██████████████████(♥)
    ──(♥)████████████████(♥)
    ────(♥)████████████(♥) __
    ──────(♥)████████(♥)
    ────────(♥)████(♥) __
    ─────────(♥)██(♥
    ❤ ❤ ❤

    ResponderEliminar
  23. Olá Graça, passei para saber como está. também estive parada um tempo, mas aos poucos vou voltando. Espero que esteja tudo bem contigo. Reli a história e soube-me tão bem! Beijinhos com carinho

    ResponderEliminar
  24. Páscoa é renascimento, é passagem,
    é mudança e transformação,
    é ser de novo um mesmo ser.
    Que recomeça pela própria libertação,
    fica para trás uma vida cheia de problemas
    e começa agora um novo caminhar,
    cheio de luz, de fortalecimento de
    esperanças renovadas.
    Um arco-íris rasga o céu e parece
    balbuciar que Jesus ressurgiu para nos
    Provar que o amor incondicional existe.

    Feliz Páscoa.

    Marilú

    Feliz Páscoa.

    ResponderEliminar
  25. Como está você, Graça?
    Saudades, beijo!

    ResponderEliminar
  26. saber de ti Graca y mandarte un fuerte abrazo con todo mi afecto . jr.

    ResponderEliminar
  27. Amiga Graça, está tudo bem contigo? Espero que sim. Tenho saudades das tuas histórias. Beijinhos com carinho

    ResponderEliminar
  28. Oi Graça, tudo bem? que lindo texto. Faz tempo que não apareço por aqui e nem em meu blog. Mas agora recomeçarei. bjs

    ResponderEliminar
  29. Faço votos para que estejas bem de saúde.
    Bjs

    ResponderEliminar
  30. Já chegaram novamente as castanhas...
    Beijos.

    ResponderEliminar
  31. Boa noite Graça. Tanto tempo que não passo aqui. Espero que tudo esteja bem contigo.
    Uma ótima semana!
    Um ótimo mês
    Um abraço, e um sorriso!
    Blog da Smareis

    ResponderEliminar