terça-feira, 6 de julho de 2010

Desencanto


Por vezes, assalta -me o desencanto!
A esperança que me animava esfarrapa-se entre os espinhos do caminho… Quereria continuar a acreditar que o dia hoje poderia ter sido melhor que o de ontem… Mas encontro alguma secura no meu coração! Onde foi que perdi a poesia e a ternura pelas manhãs cheias de azul?
Sei que desde sempre sou peregrina mas era muito mais fácil quando o caminho se fazia com companheiros. Sinto a tentação de esquecer esta condição e abandonar as sandálias e o burel.
Precisava de chorar… mas não há oásis no deserto onde entrei. Uma chuva de lágrimas lavar-me-ia o olhar e talvez vislumbrasse o sol do futuro que olho com desconfiança.
Terá chegado até mim a famigerada crise de que tanto se fala? Ou será apenas uma nuvem demasiado carregada e escura que me rouba a serenidade?
Vejo os valores morais em que acreditava a ruírem um a um com demasiado estrondo. E não me chega pela televisão e pelos jornais toda esta derrocada. Está demasiado perto!
Sinto a falta de generosidade, de compreensão, da companhia não só da palavra mas também da presença! Analiso a minha vida (ultimamente muito…) e sinto que dei muito! Amei a vida, amei os outros e só depois, pensei em mim! Não me arrependo! Mas talvez a andorinha que eu fui tenha quebrado uma asa em qualquer lugar da minha longa travessia…


Há um cansaço que eu não posso esconder… não sou tão valente como supunha!
Porquê ter medo das nossas fraquezas e dizermos aos outros que às vezes também duvidamos do sentido da nossa caminhada? Sou mais afoita ou fui num outro tempo que se afasta cada vez mais de mim?
Portas fechadas, estradas em curva, inversões de marcha, recuos… talvez me tenham azedado!
Mas como? Se eu tinha sempre na manga novos sonhos para erguer quando os outros ruíssem de vez? Terei esgotado toda a minha magia?
É urgente que eu encontre gente feita do mesmo barro que eu, sulcada pelo mesmo arado que nos gastou e gerou, que venha de duras invernias e de sóis que não puderam aquecer o seu desencanto…
Pedra caída… mas ainda assim caminheira! Esperarei que nestas rotas infindáveis, haja homens que na brisa que passa… deixem ficar o fresco lenitivo duma serena palavra de ânimo.
Chegar ao fim… é já um renovar de fé!



Preciso de uma PAUSA… para reencontrar o sabor dos dias!
Esboçar futuros em rascunhos… que agora andam na inquietação das perguntas!
Parar… para pensar sem pressas… Talvez o cansaço, o stress, a vontade de desistir… sejam apenas sinais de recomeçar com mais força… Há mistérios nas coisas que não entendemos e enchemo-nos de “porquês” e “como” desnecessariamente… Vou crescer com a impaciência… paciente das flores… Ao ritmo das pulsações! Há uma honestidade e lealdade para com os outros… e, neste momento, não me apetece nada! Mesmo nada!
Falta-me o oxigénio para as palavras e estar aqui, sem elas, não faz sentido!
Vou à procura das raízes dos meus sonhos… na solenidade de cada instante vivido à distância… que nunca se esgota!
Cabem muitos caminhos dentro da nossa vida sempre breve mas, em todos há mensagens!
Sei que não me esquecerão… como eu não esqueço cada uma das vossas visitas… aliás, a porta da palhota, está apenas no trinco! Há mangas madurinhas e frescas que chegaram de Coalane, há pouco, num imenso “tarrago”… Castanha de caju tão apetitosa para acompanhar uma água de coco… para matar a sede… Talvez nos confundamos aqui com imensas palavras e com a saudade que forra as paredes da palhota e talvez voltemos todos ao princípio de nós e atrever-nos-emos a ser verdadeiramente nós… acreditando que a amizade pode ser assim… quase perfeita…
Vemo-nos… um dia destes! Beijos!

Graça



94 comentários:

  1. Que tua pausa, traga a serenidade que tanto buscas.
    Vemo-nos...um dia destes!
    Saudades
    Zizi

    ResponderEliminar
  2. Querida Graça,

    Vim deixar-te o meu melhor abraço, o mais apertado diante desse texto cheio de verdade e emoção.

    Quantas vezes eu não me senti assim...

    Quantas vezes ainda não me sentirei assim...

    Você é valente que eu sei, logo logo, renasce, ressurge, renova-se.

    Todos precisamos das nossas pequenas pausas, é um perde-se para se encontrar.

    Estarei aqui na sua volta, e se precisar.

    beijos

    ResponderEliminar
  3. Deixas-me o coração embargado. Que o "dia destes" em que tu vais voltar seja amanhã, porque o teu estado de espírito só pode ser uma nuvem do dia azul que se vai desfazer no horizonte e na espuma das praias do nosso Índico. Fico à tua espera, com a enorme admiração que é inevitável depois de te ler nos teus textos. Um beijinho.

    ResponderEliminar
  4. Nesta altura do ano todos precisamos de descansar.
    Até os mais resistentes se queixam e preparam-se para umas férias.
    Este é o tempo de renovar as nossas forças descansando e renovando-nos interiormente.
    Espero que volte cheia de "genica"

    ResponderEliminar
  5. Já sinto a tua falta,mas a vida prega-nos destas partidas.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  6. Graça, espero, esperamos, que o descanso seja prenúncio de um novo renascer. Porque escrever como a Graça escreve, é um acto de vida.
    E descanse, reinvente-se, e volte sempe que a vontade de teclar bata mais forte.
    Um abraço de amizade.

    ResponderEliminar
  7. Sim querida, faz uma pausa.
    Absorve todas as palavras, todos os pensamentos, todas as emoções, todas as recordações, e abraça tudo com essa força, essa energia que emanas de dentro do teu ser.

    Quando voltares, virás com muito mais energia.
    Nessa altura vai ao meu espaço que tenho lá um mimo para ti.

    Be:)os,
    Lumena

    ResponderEliminar
  8. Todos precisam de pausa.
    Fique bem e estarei por aqui.
    Xeros!

    ResponderEliminar
  9. Querida,
    Vá com Deus, a gente te espera por aqui!!! Volte logo! Bjss

    ResponderEliminar
  10. "Por vezes, assalta -me o desencanto!"
    É como me sinto agora, desencantada! Volta depressa Graça. Fico à espera, à porta da palhota.

    Um beijo

    Até já!

    ResponderEliminar
  11. Tudo, na vida, tem o seu tempo...
    Uma pausa, é um tempo, sempre necessário, para digerir emoções e reflectir.
    Aguardamos o teu retorno com energia renovada e brilho pessoal.
    Bj
    J

    ResponderEliminar
  12. Esse teu desencanto, sinto-o eu também muitas vezes; um desencanto que às vezes não sei explicar, mas que em outras vezes encontro-o explicado mo comportamento daqueles que me rodeiam; amigos que afinal não passavam de simples conhecidos, homens que mais parecem animais, sorrisos que escasseiam, pessoas que parecem fantasmas a passarem por nós. O encanto das pequenas coisas, dos sorrisos, dos olás, dos pequenos papos à porta de casa, desapareceu; há um desencanto nos rostos das pessoas...penso que anda tudo desencantado e que ninguém tem ânimo para alterar as coisas. Normal esse teu desencanto...acontece com todos uma vez ou outra; espero que não seja longo, pois precisamos pelo menos dos pequenos encantos que são estes encontros diários nos blogs. Para mim é um encanto que não consigo dispensar, todos os dias à noite, antes de me deitar. Boa noite amiga e até breve.
    Emília

    ResponderEliminar
  13. Querida amiga Graça,sinto o teu desencanto, e até dá para ver que estás um bocadinho triste desta vez,vai de férias uns dias, para renovar energias, e depois volta, que eu fico aguardando
    que abras o trinco da tua palhota, sabes que a blogosfera sem ti perderia o encanto, e eu ficava mais sozinho, sem receber o teu carinho.

    um grande beijinho
    José.

    ResponderEliminar
  14. Como esquecer vc Graça?
    Pessoa doce, culta e tão carinhosa!
    Cresci no desencanto de um país que impunha uma realidade tão cruel que buscar o encanto era sempre necessário. Não sabiamos o que era viver fora da crise e hoje vejo que minha filha cresce num país melhor.
    O estado de desencanto faz parte da vida e como tudo tb passa.
    Vou ficar te aguardando e sei que logo, logo o encanto volta pq que ele esta todinho em vc.
    Bjs querida.

    ResponderEliminar
  15. Oi Graça,
    É natural que se sinta assim, faz parte da vida. E a vida, muitas vezes, precisa de pausas. E também sei, que és forte e serena o bastante para poder renascer e retornar na glória de um novo dia, de um novo começo.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  16. Boa noite amiga!

    Nao vou entrar em muitos detalhes, porque eu mesmo ja me senti assim algumas vezes e sei que acabamos sempre por regressar aqui. Isto, apesar dos desencantos ocasionais, faz-nos bem.

    Uma beijoca e ate outro dia

    ResponderEliminar
  17. Graça,só vc sabe a necessidade de parar um pouco.
    Descanse um pouco,curta sua casa, sua vida, este blindo país e o Nuno, mas não se esqueça de nós.
    Foi o pior presente que ganhei,pois hoje é o dia do meu aniversário.
    Meu abraço solidário e saudoso.
    Sempre Emilinha

    ResponderEliminar
  18. "Palavras gentis podem ser curtas e fáceis de falar, mas os seus ecos são efetivamente infinitos."

    (Madre Teresa de Calcutá)

    Bons sonhos e beijos meus!! M@ria

    ResponderEliminar
  19. Espero que reencontre o que procura ou mesmo que encontre coisas melhores, as vezes é necessário a distancia para poder enxergar melhor.
    Sentirei saudades.
    beijos

    ResponderEliminar
  20. QUERIDA GRAÇA!

    Desencantos todos nós temos......
    Eu ando há muito tempo desencantada e não tenho varinhas mágicas nem poção alguma para curar esses males....
    Mas a Graça com certeza que vai saber dar a volta e em breve estará aqui connosco.
    Já não posso passar sem as suas palavras que tanto me animam e tanto bem me fazem.
    Bom descanso,boas férias.
    Um abraço daqueles muito apertados.HELENA

    ResponderEliminar
  21. Olá Graça

    Andamos todos desencantados...desiludidos...
    A desconfiança instalou-se!

    Descansa e volta Graça!
    Fazes falta na blogosfera!
    Os teus textos são um bálsamo.

    Boas férias.

    Bjs.

    ResponderEliminar
  22. Bom descanso amiga e volte logo! A vida as vezes nos pede um tempo também. Fazer coisas diferentes pra acrescentar. Fará muita falta viu! Montão de bjs e abraços

    ResponderEliminar
  23. "Chegar ao fim… é já um renovar de fé! (...) Vemo-nos… um dia destes!"

    ResponderEliminar
  24. Já estou sentindo a tua falta, Graça... mas se precisas de uma pausa... que não seja muito longa!!! Estaremos aqui te esperando! Com carinho!
    Lais.

    ResponderEliminar
  25. Graça, para você, do seu patrício Fernando Pessoa:
    "O que há em mim é sobretudo cansaço -
    Não disto nem daquilo,
    Nem sequer de tudo ou de nada:
    Cansaço assim mesmo, ele mesmo,
    Cansaço."

    Abraço, amiga!

    ResponderEliminar
  26. Graça querida!
    Vai lá no Life... Living que como outras tantas vezes parece que temos uma telepatia nos sentires. Dá um tempo nas perguntas. Sossega uma pouco que o bonde da vida voltará e te encontrará renovada.

    Take care cause I care.
    Bjos
    Anne

    ResponderEliminar
  27. Olá Gracinha!!! Então?! Uma mulher assim tem de vencer essas pequenas lutas interiores que nos vão aparecendo sempre na vida! ;)Uma pausa precisamos tds de vez em qd! A vida é assim... Força e animo! :D Um beijinho grande

    ResponderEliminar
  28. Graça

    nós vamos onde queremos ir

    às vezes ao fundo de nós, outras tão mais perto numa viagem cansada à procura das razões do que não é razoável, mas apenas humano

    as pausas, na música, são o silêncio e como diria o Jaime "não há música sem silêncio"

    silencia-te pois

    mas esperando com força as colcheias, as mínimas e as semínimas do teu estar

    como o fermento que torna a farinha em pão
    a semente que um dia dará o fruto

    escreve, escondida se quiseres, mas escreve

    porque as mudanças são sempre tão imperceptíveis que corremos o risco de não darmos por elas e ficarmos mais pobres

    a tua presença inteligente
    meiga
    doce e amiga

    não tem substituto e se não estivesses aí tão longe

    era esta noite que eu te daria todos os abraços que não dei e te contaria mais uma história de um rei muito mago!

    até sempre

    Manuela

    ResponderEliminar
  29. Querida Amiga Graça,
    Hoje fiquei a saber que a sua palhota tem porta e eu que julgava que elas não tinham portas...
    Por outro lado fiquei sabendo que essas mangas e as castanhas de caju lhe deram um choque tal que precisa de uma pausa para descansar! Isso é que são saudades... Como a compreendo pois por vezes também sinto necessidade de parar para pensar, sonhar e retemperar-me para a luta desta vida!
    Faça férias que este calor está a pedir e venha com forças redobradas.
    Um beijinho amigo.

    ResponderEliminar
  30. Graça.
    por vezes nos desencantamos, ,mos desmotivamos...aí precisamos parar, descansar, passear, esvaziar a mente....para depois enchela de novo, com coisas novas e positivas que nos ponham novamente no caminho....nem tudo são rosas na vida mas elas certamente que compensam os espinhos que nos ferem...
    volte logo querida amiga com ou sem super idéias, és sempre bem vinda lá no meu jardim, e creio que em todos os recantos desta blogosfera.

    beijinhos de luz

    Rosan

    ResponderEliminar
  31. Boa noite Graça,
    sinto-a triste e isso me preocupa. Todos nós em alguns momentos da nossa vida sentimos esse desencanto e a necessidade de descansar e meditar.
    Espero e desejo muito honestamente que a Graça em breve já se sinta com força para regressar.

    Até lá fico à espera, e pode ter a certeza que não a esquecerei.

    Beijinhos,
    Ana Martins
    Ave Sem Asas

    ResponderEliminar
  32. Entre desencanto, perde-se a esperança. A um ser que surge, pseudo insegurança. A satisfação, fez-se fugidia, roubando de todo a alegria, deixando a mercê dos desenganos.
    Descanse. Recoste a cabeça, veja outros instantes. Há um lugar que te possa renovar as energias, de acolhendo nos braços feito criança.
    As luzes haverão de ascender, não se entregue a obscuridade.
    Tempos e fases, renovação.
    Somos na travessia seres temerosos, carentes de amor, sentido e sensação, mas trazemos conosco uma força talvez ainda desconhecida, que nos gera vida, para o prosseguimento de então.
    Entre sol e chuva, brisa e trovoadas, acalentemos dentre as páginas já viradas, uma lembrança, que seja uma saída em forma de intuição e entre sopros do vento, uma carona do firmamento, fará que sinta ao teu lado, a força mágica que te carrega nos braços, o incentivo do amor, nos momentos de então...

    Senti nas tuas palavras, um pouco do que fui, um pouco do que perdi, o muito que hoje sou.

    Fica bem minha amiga.

    Bjs
    Livinha

    ResponderEliminar
  33. Graça querida...

    Eu também às vezes me sinto exatamente como você descreveu...nestes momentos o melhor mesmo é fazer uma pausa e fazer também carinho para a alma da gente...e aí, depois...tudo passa e fica bem de novo!
    Um beijo

    ResponderEliminar
  34. Olá querida.
    Quantas vezes me sinto assim e mesmo assim tento continuar a minha caminhada. Sinto que não há muita coisa que me emocione, que me maravilhe, que me surpreenda, mas agarro-me às pequenas coisas: a um breve sorriso de uma criança inocente, às boas lembranças, etc.. Por vezes a vida parece-nos demasiado insignificante até olharmos para alguém que, na sua insignificância, nos ensina a olhar para a vida de uma forma grandiosa.
    O meu lema é: uma dia de cada vez!
    Um grande beijinho e muita força!
    M. Céu

    ResponderEliminar
  35. Que esta pausa te sirva para recarregares as baterias com muita energia positiva e esperança num futuro melhor que só acontecerá pelo esforço de muitos de nós.
    Até breve
    Cumps

    José Lopes

    ResponderEliminar
  36. Então agora que mal entrei aqui, é que resolves fazer uma pausa?! Ai ai, ai ai...

    Bóra lá a descansar, mas só por um tempinho... Olha que tens montes de gente à tua espera...

    Veijios e diverte-te que a vida não é só net...

    ResponderEliminar
  37. Torço sinceramente para que você alcance tudo que deseja. Vez em quando precisamos mesmo de um tempo só para nós.

    Ô Graça, deixo meu abraço apertado, meu beijo, meu muito obrigada pelo carinho que sempre me dedica.

    Muita saúde, paz e amor para você, minha amiga.

    Já estou com saudades. Inté!

    ResponderEliminar
  38. Minhas linda, saudaaaaades.
    To passando rapidinho só pra dar um "oi" e deixar um beijinho, volto com mais calma pra apreciar seu texto.

    bjssss

    ResponderEliminar
  39. Graça,
    Chego num momento delicado, mas nada é em vão.
    Li um poema seu postado no blog "A Arte de Viver", achei-o lindo, e vim conhecer a fonte: sou agora seu seguidor.

    Abraços do Camarada de Letras, cá do Brasil.

    ResponderEliminar
  40. Sim, por vezes precisamos fazer uma pausa!
    Então que essa pausa traga bálsamo ao teu coração;o)

    ***
    Beijinhos e até breve*******

    ResponderEliminar
  41. Amiga Graça,nunca as tuas palavras e o que sentes pareciam minhas,sinto o mesmo que tu e veijo o mesmo,tenho medo do futuro...que nos esterá reservado.....mas uma coisa é serta não vou baixar os braços e acho que tu tambem não vais ...vais buscar tudo que precisas na palhota, mas não demores a voltar, nós necessitamos dos teus poemas da tuas palavras de diser as coisas como minguem...nunca me tinha manifestado como agora porque não tenho o dom da escrita com tu, mas achei que agora estávas a precisar de um ombro amigo que sente as coisas como tu.
    Graça se quiseres desabafar e tiveres necessidade manda-me um mail e a tua amiga ai estará para te ajudar a voltares com forças para aguentares as coisas mas e boas que nos esperam
    estou ao teu dispor se quizeres
    Volta rapidinho......
    Vou ter muitas saudades das tuas visitas e de vir ler os teus poemas
    Um beijinho do tamanho do MUNDO
    Fico tua espera
    Graça

    ResponderEliminar
  42. Querida Graça.Vejo que vim em má altura,tanto desencanto neste post.Não serás só tu que sentes assim.A vida está complicada ou somos nós que a fazemos não sei,os valores se estão a perder!Não tenho sido muito presente,como tenho estado de férias,pego pouco no computador,e como a net é portátil?
    Espero que venhas mais reconfortada,e por vezes precisamos de tempo para reflectir.
    Beijinho de amizade Bfs

    ResponderEliminar
  43. Graça, muitas vezes precisamos de ‘um tempo’ para podermos colocar nossas coisas nos devidos lugares. E precisamos nos afastar de algumas coisas para buscarmos soluções, pois nosso tempo é curto para tantas exigências. Uma pausa na Internet se faz necessário. E não conte o tempo. Quando estiver tudo mais equilibrado, teus amigos estarão novamente contigo, lendo teus ótimos textos e vendo que a ‘Graça’ está de volta, melhor do que antes.

    Mas entendendo este teu afastamento, só quero te dizer que este teu texto foi o melhor que li em teu blog. Um texto muito verdadeiro, com sentimentos que mexem com os nossos, rebordados por palavras bem tocantes. Um texto que não narra nenhuma história, apenas mostra a alma desnuda do ser humano.

    Grande beijo, cuide-se.
    Tais Luso

    ResponderEliminar
  44. Amiga, desanimar jamais!
    Sempre existe uma luz no fundo do túnel. E "a esperança é a última que morre".
    Esses momentos logo passarão e só teras alegrias!
    Beijinhos
    Ceiça

    ResponderEliminar
  45. Fico a aguardar que a nuvem passe depressa, adoro os teus escritos amiga, já sinto a falta e só agora me apercebi da ausencia!
    Um beijo muito grande e volta depressa.

    ResponderEliminar
  46. Amiga, eu te compreendo!
    Meu coração ficou cinzento e triste, mas se necessitas tanto dessa pausa, siga essa voz interior. Só te lembro que tens aqui uma Amizade com um A maiúsculo, com um A de Amor aos verdadeiros e bons amigos.
    Vá, mas volte, Graça! Você é uma das presenças mais importantes e autênticas que por aqui já passaram. Te aguardaremos a cada dia, a cada momento.
    Guilherme, Fafá, meu esposo e toda a minha família te enviamos um terno abraço!
    [Fiquei melancólica agora, por essa, eu não esperava]

    ResponderEliminar
  47. Graça, que tristeza! Chego aqui e não te encontro. Mas como já sou de casa- embora tenha estado ausente por motivos outros , além da minha viagem, me deliciei com a mangas e a água de coco. Confesso que faltou sentir a sua presença, sua linda aura e sua energia ímpar. Mas compreendo o que você sente. E como... Essas pausas se fazem necessárias a todos os artistas. E você é uma artista completa em tudo o que você faz. Aproveite o "break", descanse, e tenho certeza que voltará na toda. Seus amigos estão aguardando. Não se demore, viu?

    Um beijo e fique bem.

    ResponderEliminar
  48. Querida Graça
    Primeiro, fiquei surpreendida... é que não te conheço de hoje e sei do teu amor pelas palavras escritas... Só mesmo um motivo de saúde. Cuida-te (porque tu tens a mania de não pensar em ti..) e volta logo!
    Senão, meto-me no comboio e vou aí,espevitar-te!
    Beijo minha querida.
    Teresa (Quelimane)

    ResponderEliminar
  49. Deus trabalha na oscuridade...

    Cariños

    Jorge A Lastra

    ResponderEliminar
  50. Como te entendo, minha amiga!
    Há dias em que o desencanto é tão grande que nada apetece, nada nos agrada, nada nos atrai.
    Em dias assim aspiramos a estar a sós e verter todas as lágrimas que estão entaladas na garganta.
    Uma pausa pode ser muito benéfica.
    Concede-ta, (re)energiza-te, exterioriza para o vento tudo o que te atormenta a alma... e volta completamente recomposta. Estarão todos à tua espera, tenho a certeza.

    Por agora desejo-te bom fim de semana. Beijinhos amigos

    ResponderEliminar
  51. UI...AMIGA
    Como te entendo!

    Ando há meses com esse desencanto na minha alma...ui, se ando!!!
    E achava estranho outras pessoas não se queixarem do mesmo...
    Nada apetece, nada nos agrada...tudo é enfadonho.

    Depois tiveste o problema de saúde...estás melhorzinha? Espero que sim.

    Mas...será que sou diferente dos outros?
    Nunca falo em pausa dos blogues...
    Não sei...porque será???

    Quem sabe para ti uma pausa pode ser muito benéfica.
    Ficarei à tua espera, já cheia de saudades, acredita.
    Beijos.
    As melhoras.

    ResponderEliminar
  52. Querida amiga,
    Excelente final de semana pra voce,
    Boas energias,
    Mari

    ResponderEliminar
  53. Querida Graça, todos nós já sentimos essa necessidade.
    Descanse.
    Tenha um bom fim de semana
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  54. "E que a minha loucura seja perdoada. Porque metade de mim é amor, e a outra metade... também."

    Oswaldo Montenegro


    Beijos & Flores no seu Domingo ... M@ria

    ResponderEliminar
  55. CONTA SEMPRE COMIGO COMO PARTE DO TEU 'LORENIN'.
    QUANTAS VEZES A DÚVIDA O DESÂNIMO OS MEDOS E TODOS OS 'FANTASMAS' QUE ATORMENTAM O HOMEM DESDE SEMPRE NOS PERTURBAM, AMARFANHAM! ATÉ CRISTO QUESTIONOU O PAI: "PORQUE ME ABANDONASTE?". ERA A CONDIÇÃO HUMANA A FRAQUEJAR.
    POR VEZES TEMOS E DEVEMOS PARAR PARA PODER PROSSEGUIR. LOGO VIRÁ A SERENIDADE E A PAZ QUE TE DARÁ DE NOVO O ÂNIMO.
    UM BEIJINHO ESPECIAL DO MUNHAMADE

    ResponderEliminar
  56. Querida amiga Gracia aqui estoy hago un alto en mis vacaciones para visitarte y leer tan importante spot que dice mucha verdad, yo me encuentro en esos momentos que necesitaba un descanso para reflexionar.
    Me ha encantado tu escrito amiga mia, te felicito por el y te dejo besos y abrazos de tu amiga Lola.
    Muy feliz verano amiga.

    ResponderEliminar
  57. Querida Graça,

    há que ter fé e esperança que amanhã será um dia melhor...eu acredito porque se há um ano me dissessem que o meu filho ía conseguir ultrapassar tudo o que teve de fazer e estar em palco a actuar para centenas de pessoas eu diria que estavam loucos...hoje ...ali está ele com toda a descontracção e calma do mundo...venceu!
    Ele inspira-me a viver feliz.
    Beijinhos e volte logo que se sentir capaz

    ResponderEliminar
  58. Vemo-nos um dia destes... Que a tua Pausa seja breve!
    Volta depressa! Espero-te!
    Beijo
    Ligia

    ResponderEliminar
  59. GRAÇA QUERIDA!

    Por onde anda? Espero que esteja mais animada e descansada, mas digo-lhe sinto muito a sua falta!.....feitiços para que se recomponha rapidamente.

    Beijinhos.HELENA

    ResponderEliminar
  60. Ui..Ui..Ui.. Boa amiga.

    Mas que post este que me deixou parado no tempo.

    Claro que uma pausa todos nós na vida sempre fazemos mas, ao ler este teu post dá a impressão que estás derrotada para a vida.

    Não amiga, isso nunca, tanto mais tu que tanto já deste à vida e tanto passaste por momentos de toda a espécie, não te podes sentir uma pedra morta para aquilo que tens ainda pela frente e que a vida te pode dar.

    Sei bem que na vida, temos momentos de desespero e até de falta de ânimo para muita coisa mas, parar é morrer e isso, é coisa que não pode estar embutido no teu ego porque és uma mulher de armas e, quando assim é, nunca poderás renunciar ou desistir de tudo o que te rodeia.

    Espero que entendas esta minha mensagem que aqui te deixo com grande estima e força no teu íntimo para que não desistas da luta interna do teu ser.

    Descansa um pouco mas não desistas porque isso não cabe nas pessoas de alma forte e espírito combativo.

    Olha só para este teu Belo Blogue e vê os tantos amigos que tu conquistaste neste espaço de tempo que começaste nesta comunidade.

    O Desencanto não existe em nós, apenas sim uma refrega de pensamentos nos pode levar a Pausar em momentos mais pessimistas.

    A vida é um todo no tudo que ela nos proporciona e é aí que o comando do nosso íntimo a pode controlar conforme nossos desejos.

    Espero pois boa amiga, que ao regressares, venhas com aquela força íntima que é só tua e nos dá muita alegria e muito carinho como sempre o fizeste até aqui.

    Bjos, muita paz e muita saúde te desejo esperando ter-te aqui o mais breve possível.

    Força Graça - Mais forte que nós, só nós mesmos.

    ResponderEliminar
  61. Não! Esta, não é a Graça que eu conheço..".Rainha da Simpatia da Zambézia" "Maria mais simpática de Moçambique" e tantos outros títulos que fizeram de si, uma das pessoas mais maravilhosas que conheci até hoje!
    Quero pensar que foi de férias e, volta já!!! ACREDITO!
    Monhé

    ResponderEliminar
  62. Volte depressa,já está a fazer falta.Espero que tudo já esteja ultrapassado.

    ResponderEliminar
  63. Amiga Graça!

    Sente-se neste texto tão dorido, nostálgico, que realmente te está a faltar algo.
    Não se sente a nossa Graça, que apesar de saber ser alguém que sofre e vive de memórias de uma felicidade que julga perdida, tinha uma força interior enorme.

    Querida, tu saberás o que é melhor para ti, eu aposto que voltarás mais forte e com outro ânimo.

    Apesar de muito triste, o teu texto é lindo, escrito com toda a transparência e da forma como sempre nos habituaste. Perfeita.

    Gostava de estar aí contigo e poder abraçar-te mesmo...
    Pondera vires até Cerveira, é pertinho!!!
    Beijos querida e ânimo.

    ResponderEliminar
  64. Não importa para onde vamos seguindo,
    entre nós sempre haverá a lembrança
    de um olhar, de um carinho,
    e da integridade de momentos sinceros.

    - Mario Quintana –

    Amor e paz na sua semana...Beijos mil !

    ResponderEliminar
  65. Querida Graça,

    Ainda agora cheguei e já estou cheia de saudades.
    Ler-te foi como ler-me em algumas reflexões por estes dias e por vezes nos momentos mais fortes só peço a Deus ue não me deixe perder o entusiasmo pela vida, onde tantas vezes nos sentimos defraudados.
    A vida exije sempre mais dos mais fortes, dos que se entregam, mas até esses caem exaustos.
    Somos seres humanos e não podemos estar a 100% em todos os lados. Por vezes é preciso parar, ficarmos connosco e descermos ao mais fundo de nós, mesmo que essa seja uma viagem triste. Regressaremos mais tranquilos, como sei que regressarás.
    Esperamos por ti.
    Beijos
    Branca

    ResponderEliminar
  66. Graça

    A verdade é que o cansaço instalou-se... mas não a vontade de viver.
    Esperamos por si,é que de vez em quando também passo por aqui e gosto de ler o que escreve.
    Beijinhos da Utilia

    ResponderEliminar
  67. Agora que te conheci e pude deleitar-me com este teu escrever, que transmite excelentes vibrações, não me resigno à ideia de permanecer cativo duma esperança incerta.
    Faz as coisas dia a dia, como possas, sem que alterem a tua vida mas transmitindo essas sensações que fazes chagar através da palavra, com essa força que só tu lhe sabes imprimir, ao teu estilo.
    Bom, agradeço aquilo de bom que até mim chegou, de ti.

    Um grande abraço de boa amizade

    ResponderEliminar
  68. Anónima de Lisboa
    Passo muitas vezes por aqui. Nem sempre comento mas leio com prazer tudo quanto aqui escreve e considero este blog o melhor que tenho visto neste mundo virtual.
    Todos nós temos momentos menos bons. Espero, sinceramente, que esta pausa a traga de novo revigorada para deliciar leitores fiéis que sei já serem muitos.

    ResponderEliminar
  69. Querida Mãe
    Eu sei que com a partida do Pai muita ou alguma da tua alegria foi com ele, mas tu és uma mulher de fé e conheço a tua adoração pela escrita que tenho acompanhado desde sempre por isso, te incentivei neste projecto do teu Blog como ainda na publicação do teu livro que estás a adiar demasiado... Eu estou aqui para te ajudar no que fôr preciso.
    Um pouco de descanso vai fazer-te bem e clarear as ideias e deixa de ser, por algum tempo, o"Bombeiro de serviço" para todos... Valeu?
    Adoro-te Mãe! Beijo!
    Nuno

    ResponderEliminar
  70. Amei tudo por aqui amiga.
    Beijos de luz e vou levando uns selinhos.
    Goretti

    ResponderEliminar
  71. Passo de novo para dar um empurrãozinho nesse entusiasmo.

    Beijos
    Branca

    ResponderEliminar
  72. Minha amiga de longe,
    Com este doce olhar para a vida, es vítima de apertos no peito quando encontras nuvens negras a encobrir teu sol morno e firme . Quem não passa por isso em alguma curva da vida?
    Todos nós em algum entroncamento precisamos ter uma pausa e decidir por onde seguir adiante, sei que tu, em dado momento resgatarás o amor em teu coração, te sentirás plena e fortalecida e voltarás a palhoça nos trazendo teu rico interior poético e partilharemos todos da farta ceia.
    Fica com Deus.
    Beijos
    San

    ResponderEliminar
  73. Oi
    Que menina parece que esqueceu
    de sonhar. Moises
    levou o povo pra terra prometida
    quando tinha 100 anos.
    Vou caminhar com você no seu silêncio.
    Vou esperar que a primavera traga
    você pra bem pertinho da gente
    com o seu perfume.
    Que traga de volta os pássaros, as abelhas
    para colher pela manhã o pólen pra
    fazer o mel pra adoçar a sua vida.
    Beijos...
    Lúcia.

    ResponderEliminar
  74. Graça,

    É na fotografia que não se revela
    que está contida magias e encantos
    que se mostram apenas nos sentidos...

    Tem selinho pra você, pelo carinho
    de tuas visitas em meu jardim...

    Obrigado minha amiga.
    Bjs

    Livinha

    ResponderEliminar
  75. Estou a contar os dias para te ler de novo... Sim, porque sei que voltarás breve,breve!
    Beijos
    Teresa (Quelimane)

    ResponderEliminar
  76. Graça,o vazio que vc deixou está senfdo muito grande.Adorei a msg do Nuno.Que amor de filho vc tem!!
    Descanse bastante,fique bem e volte.
    Um beijo da amiga de sempre
    Emilinha

    ResponderEliminar
  77. BOA NOITE, QUERIDA AMIGA! QUANTAS E QUANTAS VEZES SENTIMOS ESTE DESALENTO, ESTA TRISTEZA QUE CORRÓI A ALMA, O CORAÇÃO, MAS A CERTEZA DE QUE TUDO PASSA, NOS LEVA A CONFIAR QUE A ESPERANÇA SEMPRE, SEMPRE SE RENOVA! GRANDE E AFETUOSO ABRAÇO, DESTA SUA AMIGA BRASILEIRA. Maria Emília

    ResponderEliminar
  78. Minha querida amiga
    Que essa pausa te traga sossego na tua alma e voltes com as forças retemperadas.
    Por vezes temos que parar um pouco para recarregar emoções.

    beijinhos com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  79. Boa noite Graça.

    Este é para você ler tá no meu blog e espero que goste.

    Em um fim de tarde sentado na mais alta rocha perto do mar estava um anjo, contemplando a espuma e o barulho imponente do mar, respirando o ar salgado e sentindo o sabor do mar na boca, sorrindo de estar ali tão absorto e absorvido pela natureza e sua força, podia ir com seus olhos no fundo das águas e ver peixes, estrelas, corais e tudo lhe enchia de paz e admiração. Ao longe ouvia pessoas falando, crianças rindo, idosos suspirando e alguém nostalgicamente e solitário recordava sua juventude, então uma lágrima escorreu e o anjo a segurou e guardou no bolso de sua veste. Caminhando passou despercebido por todos, mas, o senhor o sentiu chegar e com seu olhar de tristeza sorriu para o anjo que estendeu a mão e entregou sua lágrima com um sorriso, o velho homem apenas num sussurro agradeceu. O anjo pacientemente explicou que ele colocasse sua lágrima perto do coração e se foi do mesmo jeito que chegou...
    O homem então com as mãos tremulas, pois sabia que não era um presente qualquer acreditou e sentiu tudo que fez aquela lágrima cair e com um sorriso percebeu que o passado estava no seu lugar guardado, o presente era uma dádiva que ele recebia e o futuro viria de qualquer maneira e ele estando ali ou não havia deixado suas impressões e seu olhar eternizaria na sua alma aquele momento e todos os outros que ele iria viver...

    ResponderEliminar
  80. Preciosa e Deslumbrante Amiga:
    Que acto de desilusão é esse?
    VOCÊ encanta, fascina e maravilha pela sua ternura, beleza e pureza do que faz e é.
    Então?
    A suas palavras são um íman poderoso, atraem sabe?
    Porquê tanto desgosto?
    É linda e maravilhosa. Um Ser Humano soberbo e mágico, entende?
    Estou mesmo aqui ao lado se pretender chorar. Eu também choro, rio, sorrio, emociono-me.
    Sempre vi em si um Ser divinal. Perfeito.
    Vá. Força.
    Todos os que a lêem ficam estarrecidos e incrédulos pela ternura que sai de si.
    Beijinhos amigos mil.
    Com respeito pelos seus sentimentos puros e belos.
    Na maior admiração

    pena

    Bem-Haja, talentosa e sublime amiguinha linda.
    Força!

    ResponderEliminar
  81. Graça, minha amiga, venho só deixar-te um abraço e desejar que estejas a repousar bem.
    Os neurónios precisam de refrigério de vez em quando :)))

    Um bom fim de semana. Beijinhos

    ResponderEliminar
  82. GRACINHA: deixo-te um beijo de saudade, onde quer que estejas
    Mª ELISA

    ResponderEliminar
  83. Parece-me que as mudanças já estão a acontecer!
    As nossas queridas palmeiras... bom sinal, fico à espera!
    Monhé

    ResponderEliminar
  84. Graça!

    estamos onde??

    exactamente onde queremos estar?

    um beijo de saudades pausadas

    Manuela

    ResponderEliminar
  85. Graça,vou de férias,mas espero quando voltar ter um comentário teu no meu blog
    Beijinhos e boas (férias)
    Graça

    ResponderEliminar
  86. Por vezes precisamos de pausas de tempo para nos encontrarmos, mas te garanto que não é fechando as portas, fugindo, que algo vai mudar, também não vai ser as nossas palavras que te vão ajudar, mas vais ser tu que vais ter de encontrar aquele fio perdido no labirinto frio e escuro que te possas encontrar, por vezes existe esse desanimo na caminhada faz parte, é como que para a fé ser testada, pensamos estar perdidas, abandonadas, mas se continuarmos se persistirmos chegamos lá esse tempo é longo por vezes essa falta de luz leva cerca de 10 anos, mas tudo passa e é dentro de nós que descobrimos essa força.
    Que te encontres vou esperar por ti
    beijinos

    ResponderEliminar
  87. "Amigos são flores plantadas ao longo
    do nosso caminho para que saibamos
    encontrar primavera o ano todo."

    (Letícia Thompson)

    Feliz Sábado e beijos na alma...M@ria


    Obs:Tem selinho aqui,um carinho prá voce!Leve-o.

    ResponderEliminar
  88. Minha querida Graça
    Desejo que estejas melhor.

    Deixo um beijinho com carinho.
    Estamos esperando por ti.

    Sonhadora

    ResponderEliminar
  89. Passou ainda pouco tempo mas já deu para sentir a tua falta por estas bandas. Bom descanso e até breve.
    Abraço do Zé

    ResponderEliminar
  90. Graça

    Passei aqui pra deixar-te um abraço gostoso. Espero que esteja menos "cansada". Volte! Sentimos a tua falta.

    Beijos
    Anne

    ResponderEliminar
  91. Querida Graça
    Lendo seu post encontrei-me nas linhas e entrelinhas, nos sentimentos. Todos nós temos um momento em que buscamos por esta pausa. Ela é indispensável e traz bons frutos, sempre. Esteja certa.
    Bjs

    ResponderEliminar
  92. Boa tarde Graça,
    vim deixar um beijinho e desejar que tudo esteja bem.

    Muito bonito o novo layout!

    Ana Martins
    Ave Sem Asas

    ResponderEliminar
  93. Sinto-me tão mal, mesmo "mal" que no google escrevi a palavra que define o meu estado de espírito:desencanto.
    E não é que encontro alguém que descreve exactamente aquilo que eu penso?
    Bem haja Graça! Já não me sinto tão só neste "deserto"!
    Um abraço de gratidão.
    Milú

    ResponderEliminar