segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Fiquei Comigo


Hoje fiquei comigo. Hoje fiquei com a minha alma e os meus pensamentos. Por vezes, gosto de ficar assim – abrindo e fechando as portas e janelas das minhas certezas ou incertezas, das minhas recordações espalhadas pela estrada que já caminhei. Como se faz no computador: clicando aqui e acolá à procura de coisas. Hoje dir-se-ia a pesquisar… Mas não! O que hoje fiz foi reconstruir um tempo que já passou pela ampulheta. Antigamente, a areia levava o seu tempo a escorrer mas, à medida que os grãozinhos vão sendo menos, ela esgueira-se que nem uma enguia nas mãos do pescador. Por isso, hoje fiquei comigo, relembrando tempos de menina, companheiros e amigos da minha infância e juventude, os velhos lugares dos acontecimentos, a Casa, a Escola, o Colégio, as professoras, as ruas, as praias… E não se pense que é tempo perdido. Quem assim julga, engana-se! Todas a vezes que recuo é para avançar sempre. Nestes passeios que dou comigo faço uma espécie de contabilidade. Levo pois uma pequena balança e vou colocando nos pratos as alegrias e desilusões. É também um modo de me conhecer melhor. Analisar as minhas reacções e capacidades perante ondas diferentes do tempo.


Antigamente não havia os GPS e talvez fosse mais difícil avançar por caminhos desconhecidos e perigosos. Mas constato que isso não é verdade. Talvez fosse da limpidez do firmamento, da vontade de avançar, de descobrir ou da harmonia entre os meus pensamentos e atitudes, não sei… A verdade é que houve um tempo que foi muito mais fácil de percorrer. Vivo então uma espécie de encantamento neste encontro comigo e com a vida. É como se andasse de comboio e saísse numa estação qualquer… ao acaso!


93 comentários:

  1. Olá Graça

    Um "vasculhar" do nosso interior...a maior viagem que fazemos a sós pelo jardim da vida...

    Bjs.

    ResponderEliminar
  2. Querida Graça,

    concordo plenamente com você.Retornar as lembranças nunca é perda de tempo. É visitá-las na memória ,buscar o que realmente somos para avançarmos avançarmos cada vez mais nesta nossa travessia da vida.

    Gostei imensamente do post,

    Grata por esta partilha,

    beijinhos

    Gisele

    ResponderEliminar
  3. Adorei a postagem! E confesso!...nunca fiz isso mais vou fazer, penso que é uma "alto-análise" e com certeza deve haver momentos difíceis nesse processo, mais é assim que nos transformamos ou pelo menos tentamos não é? Uma ótima semana para você Graça, mil beijos, Virginia.

    ResponderEliminar
  4. Boa noite Graça,
    viajar nas nossas vivências e recordações, nunca é uma perda de tempo, e, faz-nos tão bem!

    Beijinhos,
    Ana Martins
    Ave Sem Asas

    ResponderEliminar
  5. Graça querida,tbém gosto muito de ficar comigo...Tenho meus períodos sabáticos, onde me encontro e reencontro e saio cada vez melhor.Sempre achei que recordar é viver um pouco mais."Paz interior, amigos leais, nossas músicas, livros, fantasias,desilusões e recomeços,tudo isso vale ser incluído na nossa biografia.".
    Um abraço para vc e o Nuno,do tamanho da distância que nos separa.
    Sempre Emilinha

    ResponderEliminar
  6. Graça,
    Saudade de vc!
    Puxa esse texto é lindo!
    As vezes precisamos de um tempo só nosso pra poder fazer uma viagem no tempo....recarregar a bateria e voltar revigorado.
    Bjs no coração (*_*)
    Que sua semana seja maravilhosa.

    ResponderEliminar
  7. E são maravilhosos esses passeios que fazemos dentro de neos mesmas, buscando momentos, revivendo sentimentos, revendo amores perdidos ou contidos, pois deles saimos sempre revigorados, mais cientes de quem somos.
    Lindo texto, Graça.
    Beijos e uma boa semana

    ResponderEliminar
  8. Olá, Graça querida!
    Está muito lindo por aqui.
    Eu também gosto de ficar comigo de vez em quando: é ótimo, amiga!
    Beijocas, muitas!

    ResponderEliminar
  9. Olá Graça bom dia:

    Quantas e quantas vezes isto passa por mim.

    Como recordar é viver, isto vive-se em nós quando se puxa cá de dentro daquilo que já passou, é como estar presente ainda nesse tempo em que tudo era simples mas também difícil, apesar de tudo, avançou-se no tempo, nesse tempo já passado que, agora no presente, é uma marca que fica para sempre onde como um sonho se transforma por vezes em nova realidade apesar de passada.

    Abrir as portas da recordação, é como um estímulo bem grande ao nosso íntimo na vivência actual.

    Belo texto que aqui deixaste onde a memória jamáis pode apagar.

    Bjos, bom início de semana, felicidades.

    ResponderEliminar
  10. olá Graça.
    é bom, parar de vez em quanto, e ver o que passou, rever, analizar, lembrar, tudo isso nos ajuda a entender melhor as situações, que vivemos, relembrar, nos mostra, onde acertamos e inde erramos, para tirar da situação um novo aprendizado, pois olhando com mais calma, as coisas, as vemos de forma diferente.

    beijo de luz

    ResponderEliminar
  11. Querida amiga, as vezes temos que fazer essas "viagens interiores"., para exorcizar alguns fantasmas e relembramos de momentos muitos felizes. Tenha uma linda semana. Beijocas

    ResponderEliminar
  12. ...estes encontros conosco mesmo
    são saudáveis oportunidades
    de nos reciclar para o novo
    em cada manhã.

    bom dia, linda!

    bjbjbj

    ResponderEliminar
  13. Oiiiiii Graça, lindo demais seu texto.
    De fato, percorrer nosso interior é coisa difícil pois nem sempre conhecemos os segredos e não nos damos conta das atalhos e dos labirintos.
    Mas sempre vale a tentativa, o exercício de conhecer-se pode nos dar condições de direção, de rota enfim...porque normalmente vivemos "perdidos" sem querer confessar.

    Obrigada por compartilhar, amei.
    Beijos no coração e boa semana.

    Neide Teixeira

    ResponderEliminar
  14. Bom dia Graça
    Fez uma linda viagem e também não saiu ao acaso numa qualquer estação.
    Saiu aqui e nesta paragem que cada um de nós deverá fazer de quando em vez. Saiu com toda a bagagem que conseguiu carregar ao longo dos anos e de outras viagens.
    Saiu com a alegria dos amigos e o amor próprio por ter conseguido chegar no meio de tantas encruzilhadas e paragens sem sentido nem caminhos definidos.
    Parabéns Graça.
    Desejos que a nova paragem seja ainda melhor e mais reconfortante e que encontre muitos amigos para lhe darem apoio.

    ResponderEliminar
  15. Graça, linda a imagem, retrata exactamente a estrada da vida: os escolhos, as curvas e contra-curvas, um constante circular, talvez no fim uma recta...
    É verdade, o recordar, o olhar para trás, não é apenas saudosismo, é sim uma reflexão, no sentido de não repetir os caminhos onde nos perdemos na vida.
    Beijo, querida Graça, de muito carinho... sempre!
    Carlos

    ResponderEliminar
  16. Olá Graça
    Todos temos a necessidade de tirarmos um tempo conosco mesmos. Nesses momentos de silêncio e isolamento, podemos nos conhecer melhor e dessa forma crescermos um pouco mais.
    Beijos

    ResponderEliminar
  17. Olá querida Graça!

    Também fiquei só comigo
    hoje aqui no meu cantinho
    mas vim aqui ter contigo
    para não ficar sozinho

    fiquei recordando o passado
    tempos da minha meninice
    e agora com mais idade
    caminhando para a velhice

    Mas isso não me entristece
    nem tampouco estar sozinho
    porque agora tenho GPS
    que me ensina o caminho

    Nas curvas desta estrada
    e nas areias do deserto
    não me preocupe com nada
    ele leva-me ao sitio certo

    Beijinho grande,
    José.

    ResponderEliminar
  18. Graça
    Um pulinho no passado revigora, nos dá mais força pra seguirmos em frente.
    Olhamos para trás e vemos que se passamos por tudo que passamos e conseguimos... agora também conseguiremos.
    Eu chamo a isso de "cura-te a ti mesmo".
    Um mergulho dentro de nós pode fazer milagres, que muitos remédios não fazem.
    Beijinhos e uma semana de muita paz contigo mesma.

    ResponderEliminar
  19. De vez em quando sinto necessidade de ficar comigo; fico e gosto, apesar de alguma nostalgia, saudade, alguma lagrimazita até cai. Nós somos o fruto do nosso passado, do que vivemos, do que acertámos, do que erramos; não podemos pt simplesmente ignorá-lo. Aprendemos muito com essa volta atrás...serve para caminharmos com mais certezas, com menos erros, com mais experiência. Um beijinho, amiga e fica bem!
    Emília

    ResponderEliminar
  20. É um estado de complacência e tolerância connosco e com os outros que só se experimenta quando atingimos um certo nível de crescimento interior.

    Um beijo

    ResponderEliminar
  21. Graça, amada!
    Dessa viagem TÔDENTRO...sempre! Engana-se quem acredita ser fácil. Requer uma certa coragem para fazer esse percurso e enxergar-se com olhos atualizados de ser.
    Beijuuss n.c.

    www.toforatodentro.blogspot.com

    ResponderEliminar
  22. E nesse calcorrear pelas ruas do ontem, por vezes surgem-nos imagens perdidas e únicas.

    E o tempo é então nosso e dá-se o reencontro connosco próprios.

    A mim, esses momentos sabem-me a pouco.

    Beijo

    ResponderEliminar
  23. Olá querida Graça.
    Obrigada por este texto onde que soubeste exprimir tudo o que sinto. Só há uma coisa... quando viajo p'lo passado, saio com o coração dorido, porque nada volta mais.Precisava desse teu reencontro e arranjar forças.
    Com muito carinho.
    alice

    ResponderEliminar
  24. Belo texto.
    Nossas memórias, nossas experiências, nos acompanham por essa vida e nos orientam. São nosso GPS que fica mais preciso conforme mais vivemos.
    beijos

    ResponderEliminar
  25. Olá Graça adorei este texto que até tem muito a ver comigo, de vez enquando faço essa contabilidade. Obrigada pelas palavras amigas de encorajamento e talvez um dia destes combine um encontro afinal Gaia é do outro lado e vou algumas vezes ao Cais tomar cafe. Obrigada pelo apoio. Bjo

    ResponderEliminar
  26. E é bom Graça, descer ao interior de nós e às nossa raízes e sabermos quem somos...
    Beijinhos
    Branca

    ResponderEliminar
  27. Graça, amiga, que bom, o tempo só para nós, bem longe dos GPSs, dos telemóveis, das intra e internets, que sossego... apenas os sons inconfundíveis da natureza "natural", mesmo nada humanizada, sem regos sulcados nos campos, sem mesmo nada que tenha sido tocado pelo ser humano, apenas plantas selvagens, minerais, astros e animais irracionais...

    Hummmmmm..... gostosura...

    Veijios

    ResponderEliminar
  28. Lembrar é fácil para quem tem memória,
    esquecer é difícil para quem tem coração.

    (William Shakespeare)

    Uma semana abençoada e Feliz!! M@ria

    ResponderEliminar
  29. Naveguemos docemente
    Sob o clarão do luar;
    suspire o vento nos juncos,
    ponha-se a água a cantar...

    Mihai Eminescu

    Feliz Semana !Beijo-te o coração! M@ria

    ResponderEliminar
  30. Boa noite!

    Gosto de tudo o que escreve. Nunca fiz frete quando lho dizia, mas estes textos mais intimistas mostram uma Graça mais nua, mais profunda...nao sei se me fiz entender.


    Beijos minha amiga, e uma boa semana

    ResponderEliminar
  31. Querida Graça, amiga!

    Sempre te disse que admiro imenso a tua forma cristalina de escrita.
    Compreende-se aqui que estás/estiveste em retrospecção .
    Deu para sentir alguma nostalgia, o que é absolutamente normal.
    Fiquei, se ainda é possível, a conhecer-te melhor e a gostar ainda mais de ti.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  32. VENHO CARINHOSAMENTE ENTREGAR EM MÃOS O MEU CONVITE DE ANIVER PARA O DIA 22.09.2010
    LOCAL:CURIOSA.
    HORÁRIO:DURANTE TODO O DIA.

    É COM MUITO CARINHO QUE DEIXO O CONVITE A VOCÊ. ESTAR AQUI JUNTINHO DE VOCÊ É TER A CERTEZA QUE A VIDA NÓS DÁ DE PRESENTE, MAIS UM DIA..UM ANO MUITO ESPECIAL: O NOSSO ANIVR.
    CELEBRAR A VIDA É TUDO DE BOM.
    QUERO COMEMORAR CONTIGO ESTA DATA TÃO ESPECIAL.

    VOCÊ SERÁ O MEU MELHOR PRESENTE..
    VENHA SE DIVIRTIR COM A CURIOSA.
    SERÁ UMA LINDA FESTA..
    VAI TER BOLO, CHAMPANHE, DANÇA, SALGADINHOS..MUITA ALEGRIA.

    UM GRANDE ABRAÇO..
    DEUS TE ABENÇOE.
    CARINHOSAMENTE
    SANDRA

    ResponderEliminar
  33. Oi Graça,
    Que belo passeio pelas ruas do passado e na melhor companhia...
    Belíssimo !
    Bjs.

    ResponderEliminar
  34. Graça minha amiga, de fato recordar é viver.
    Nesses momentos a gentesorrir e chora de saudade, de alegria, revive instante, volta ao passado com tamanha força, que a gente se ausenta completamente e dar tanta vida aos pensamentos, que transpira as emoções vividas outra vez.

    Adorei o texto!
    Bjs

    livinha

    ResponderEliminar
  35. Sabe Graça eu compreendo bem este seu texto.
    É um exercício muito saudável e necessário.
    Eu o faço com alguma frequência.
    E gosto muito de estar comigo própria e de
    fazer exactamente como a Graça fez.
    .................
    Também concordo em absoluto com o seu último
    comentário no meu blogue sobre o vídeo.
    Desejo-lhe a si e aos seus visitantes, uma
    óptima semana.
    Bj./Irene

    ResponderEliminar
  36. Querer tem muita força e tu trasmites-me essa força.
    Obrigado minha querida.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  37. Bom dia, Graça.

    Aqui é um começo de manhã, são 7:32 de sol com vento forte, jamais deixo de vir aqui, entro no blog da Manu pois ela sempre vai até mim, acabamos conversando assim como fazemos aqui agora, sempre virei "filar" um lanche aqui claro, um suco, chá e você por favor vá também a minha casa tomar um bom café brasileiro.

    Beijos minha amiga Graça.

    Renata

    ResponderEliminar
  38. Olá!Primeira vez aqui no seu blog! Adorei seu texto e concordo com você. Não há nada melhor do que passar um tempo com nós mesmos, isso faz com que possamos nos conhecer melhor e sobretudo nos relacionarmos melhor com os outros.
    Eu, especialmente, preciso desse tempo pra mim mesma. Seu blog me ajudou muito no dia de hoje, e devo lhe agradecer por isso.
    bjs!

    ResponderEliminar
  39. Essa viagem é inesgotável, dessa fonte jorra a inspiração para os nossos dias. Ao final das contas, tudo que nos resta é conhecer esse caminho, tão lindamente descrito pela imagem que você escolheu, e nele, pelas ribeiras, pelas matas, pelo esquecimento, recolheremos nossas histórias, nossas palavras. Aquelas que nos tornam mais e mais vivos, e de você, como sempre, uma das melhores colheitas se alcança. Beijos.

    ResponderEliminar
  40. Graça

    andar de combóio e sair numa estação qualquer!

    foi um sonho que eu tive e que realizei, graças a um gps que já não existe, chamado "inter-rail"...

    e como era bom encontrar um outro céu e outras estrelas e caminhos e carreiros!

    e numa viagem connosco e para nós

    antes de nos soltarmos num tempo de esperança

    existe sempre um inter-rail à nossa espera!

    ...a bilheteira? é só procurar...:))

    um beijo

    manuela

    ResponderEliminar
  41. Olá Graça, querida amiga,

    Interessante a forma como descreves essas viagens pela memória, penso que saudável essa forma de parar um pouco e recordar-mos de que matéria nos fomos construindo ao percorrer o caminho que nos trouxe até aos dias de hoje.

    Bj. e kandands meus.

    ResponderEliminar
  42. Belo texto, belas recordações amiga.

    Obrigada por ter compartilhado comigo a homenagem que fiz ontem para meu filho.

    beijooo.

    ResponderEliminar
  43. Também gosto destes encontros comigo e com a vida, por vezes são nostálgicos, por vezes felizes e encantadores.
    Beijos

    ResponderEliminar
  44. Adorei a intensidade do seu texto, às vezes não precisamos de mais nada, a não ser nós mesmos.

    BeijooO*

    ResponderEliminar
  45. Querida amiga Graça

    Só passei para deixar um beijo.
    Fique com DEUS

    ResponderEliminar
  46. Oie... Adorei seu Texto..
    É sempre bom poder voltar ao tempo e reviver as lembranças.

    tenha uma ótima terça.
    bjssssss

    ResponderEliminar
  47. .

    . e assim se es.corre o tempo pelas franjas dos dias e quanto menos mais ávido e astuto .

    .

    . o presente é este passado que somos e o futuro será sempre o presente na lembrança .

    .

    . entre.li.me por ora nas entre.linhas .

    . hoje . aqui .

    .

    . um beijinho, graça .

    .

    . paulo .

    .

    ResponderEliminar
  48. ...te
    doy
    hojas
    verdes
    llenas
    de oro
    al saludar
    te este
    estio repleto
    de tu
    bello versar...



    muy buena semana Graca
    saludos:







    j.r.s.

    con afecto :

    ResponderEliminar
  49. Querida Graça...

    Desejo que , mais do que simplesmente escrever esse texto, você tenha a dimensão exata da maravilha desse encontro consigo mesma e possa vivê-lo em toda sua plenitude.

    beijo.esse texto falou à minha alma.

    ResponderEliminar
  50. ficar consigo neste mundo de coisa tão tristes às vezes é melhor caminho

    ResponderEliminar
  51. MINHA QUERIDA: fizeste , em prosa, o que costumo fazer em poesia! "Exercício maldito", como lhe chamava MIGUEL TORGA, é este de descermos ao inferno de nós próprios, por "uma escada em caracol", para nos vermos....E aí, vemos o bom e o mau, a justiça e a injustiça, a saude e a doença, o inferno e o paraíso...Adorei ler-te, como sempre, mesmo quando não comento, pq tenho medo de me repetir...
    Obrigada, amiga linda!
    BEIJOS DA
    Mª ELISA

    ResponderEliminar
  52. Querida Graça
    Gosto tanto de te ler! No fim fica sempre um gostinho de "quero mais!".
    Claro que é bom recordar. É (re)viver, ou seja, viver de novo.
    E por vezes sabe muito bem ficar assim, entregues a nós próprias, apenas a... recordar.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  53. Remexer no bau do passado ajuda-nos a avaliar o que ora se nos apresenta para o presente.

    Beijos e ótima quinta-feira pra ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderEliminar
  54. Olá querida Graça, você fez muito bem em tirar esse momento pra você. Com a rotina que vivemos,muitas vezes deixamos passar muita coisa importante que a nossa alma necessita. Só tem memórias que vai deixando lastros pela vida.Tenho certeza que o seus são admiráveis. Amei sua prosa,repleta de lirismo.
    Um beijo

    E.T. Por esses momentos que resolvi reservar aquelas caixinhas.[rs] Adorei seu comentário sobre elas. Obrigada.

    ResponderEliminar
  55. Linda esta tua introspecção, a condizer com a tua maneira de ser.
    Beijo
    Teresa(Quelimane)

    ResponderEliminar
  56. Confesso que abro e fecho janelas e portas quase que todos os dias. Estar comigo mesmo é vital para minha sobrevivência e existência. Adorei o seu texto; adorei o seu blog. Estarei sempre por aqui. Obrigado pela sua visita nos cores-e-nomes. Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  57. É verdade, amiga!
    Momentos há em que só nós podemos e devemos resolvê-los ou aceitá-los na solidão de nós mesmos.
    Adoro filosofar contigo, Graça!
    Beijos, minha querida!!!

    ResponderEliminar
  58. Ah! Deixa-te vogar, calmo, ao sabor
    Da vida... não há bem que nos não venha
    Dum mal que o nosso orgulho em vão desdenha!
    Não há bem que não possa ser melhor!

    Florbela Espanca

    Feliz tarde!Beijos perfumados! M@ria

    ResponderEliminar
  59. Parar para avançar! "... ficar assim – abrindo e fechando as portas e janelas das minhas certezas ou incertezas..." - muito feliz forma de descrever essa "paragem"!
    Já tinha saudades das suas palavras nos meus espaços, amiga, obrigado por ter voltado!
    Pensei em si - "Zambeziana" - quando postei textos de Mia Couto "falando" de Moçambique e estranhei não os ter comentado: penso que gostará de os ler: "as águas da terra" 1,2 e 3, em 19, 20 e 26 de Agosto.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  60. "Não, não pergunte nada.
    Pense apenas que,
    se um anjo bateu exatamente à sua porta
    nesta época do ano,
    e se tão exato entrou
    e sentou à sua frente,
    ninguém melhor do que ele saberá,
    com exatidão,
    o que fazer. Então espere!"

    Caio Fernando Abreu

    Boa Noite e beijos perfumados prá ti! M@ria

    ResponderEliminar
  61. Que essas viajens de comboio sejam lindas, lindas!
    E que em qualquer estação onde parares encontres sempre pessoas amigas;o)

    ***
    Beijinhos e um feliz fim de semana*******

    ResponderEliminar
  62. Amiga Graça, veo bien el caracter existencialista de esta reflexión; pero si bien es muy importante aceptar, reconstruir y recorrer el camino andando para que no queda nada en la oscuridad de nuestro ser y podamos decir que: "nada tengo escondido en el fondo de mi alma"; la limpieza del interior es como el lente de un telescopio que por el polvo que tenía no dejaba ver bien las estrellas. La siguiente etapa, una vez limpiado el lente, es el análisis y la vivencia de los "porques": ¿por qué soy yo y no otro? ¿Por qué yo, aquí y ahora? ¿Por qué esto(la realidad donde vivo) es como es? y así de por qué en por qué, expandir la mente hasta el infinito y "tocar" la inarcesible e inconmensurable dimensión de Dios.

    Saludos y mi amistad

    Jorge A Lastra

    ResponderEliminar
  63. Olá, adorei seu texto, adoro ficar comigo, pensar, lembrar é um momento muito agradavel. O livro Nas Montanhas de Buda, é maravilhoso, como tb A Roda da Vida, conta a vida de uma medica lindo , lindo, emocionante todos os dois.

    beijos e obrigada pela visita

    ResponderEliminar
  64. OI, boa noite GRAÇA
    Lindo texto. Um exercício que todos deveriam fazer. O futuro depende do passsado e do presente. Presente é estar vivo nesse e nos outros momentos em que podemos nos dar o carinho de revisitar nossa vida.
    Beijos
    Salete

    ResponderEliminar
  65. Olá,
    Levantemo-nos de manhã para ir às vinhas, vejamos se florescem as vides, se se aparecem as tenras uvas, se já brotam as romãzeiras; ali te darei os meus amores. Cânticos 7:12


    .....oooO.............
    ....(....)....Oooo....
    .....)../. ...(....)..
    .....(_/.......)../...
    .............. (_/....
    ... PASSEI POR .......
    ..... AQUI e deixei..
    ......... flores......
    .........beijos........

    ResponderEliminar
  66. Olá Graça seus poemas fazem jus ao seu nome,que belos e profundos pensamentos,são sem dúvida uma viajem ao interior da alma,a calmaria dos pensamentos trazem a tona todos os sentimentos.Párabens,vim prá ficar.

    ResponderEliminar
  67. Lindonaaaaaa saudade viu !!! que bom que não esqueceu de mim, mesmo quando estava no meu "esconderijo". Sei bem como é o "ficar comigo", eu não fui nada economica em curtir este momento não é ? amei o texto de hoje, me vi nele.

    ResponderEliminar
  68. Um texto da sua vivência mas que nos serve de reflexão.
    Beijo
    Ligia

    ResponderEliminar
  69. Olá Graça, querida amiga,
    Voltei para deixar meu kandando e agradecer tua companhia. Também desejando que o fim de semana que está aí a bater à porta, seja óptimo e repleto de boa disposição.
    Bj.

    ResponderEliminar
  70. Venho reclamar o meu lugar aqui na sua palhota:P Ele nunca está realmente vazio...o meu olhar paira muitas vezes por aqui mesmo quando não se faz notar:D E obrigada por me receber nesta casa, ao fundo do carreiro mágico:D

    ResponderEliminar
  71. Olá Graça

    Gostei de te encontrar e das tuas palavras.

    Gostei de te ouvir contar as tuas lembranças.

    Gostei do teu modo tão lindo de dizer.

    Gostei que colocasses na balança o positivo da
    tua vida (e vale a pena guardar) e o lado menos
    bom (que vais esquecer).

    Gostei dessa harmonia no teu pensar.

    Gostei, também, de te visitar!

    Beijos,

    M. Luísa

    ResponderEliminar
  72. Querida Graça!

    Venho deixar-te um grande bem hajas e um beijo doce, só até amanhã (^_^)...

    Vou às vindimas, vai ser uma festa como sempre no meu tio António, mas estarei cá ao anoitecer.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  73. Olá Graça,
    Essas viagens interiores, esse reviver, esse voltar atrás, esse (re)visitar é sempre enriquecedor.
    O que é que podiamos ter feito e não fizemos? O que deixámos para trás? O que podemos recuperar? É que é sempre tempo, ainda que um tempo diferente.
    Beijinho e bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  74. Amiga, também eu por vezes gosto de ficar comigo, olhar para trás e relembrar o que fiz e por vezes assaltam-me as dívidas, e penso se deveria ter feito isto ou aquilo de outra maneira. Mas sabe, depois penso, o passado é passado não pode ser alterado e tento olhar para o dia de hoje e aproveitar o melhor que ele têm para me dar.
    Tenha um maravilhoso fim-de-semana
    Bjs do tamanho do infinito
    Maria

    ResponderEliminar
  75. Graça
    saudades de passar por aqui. Eu venho mas n
    ao consigo deixar mensagem e o pc dá sinal estranho e chega a desligar.
    como este pc
    e mais moderno consigo mas tive de pedir "emprestado"
    o blog está lindo mas muito pesado e deixa-me à porta a chorar.. Tenho saudades ,,. Se tiveres mail envia-mo . vou ter brevemente livro novo.
    2ª feira vou ao H.Militar 5ª também tenho a hora do almoço livre portanto...se quiseres podemos tomar um café ou mes mo almoçar. beijo

    ResponderEliminar
  76. Querida Graça, muitas saudades!
    Obrigada por estar comigo lá no meu cantinho. Fizeste-me feliz!
    Teu blog está belo, mui belo.
    Estar sozinha , conviver com nossas certezas, incertezas, lembranças boas e desagradáveis é sempre uma aventura, confrontar-se com nosso rosto. E não ter tristeza, ser uma limpeza, uma parada no tempo. Precisa-se coragem. E tens, E sentimos em ti.
    foi bom para minha alma escutar a tua.
    Ando assim assim, a conversar comigo. E não é ruim.
    Beijos querida amiga!
    Beijos Beijos Beijos

    ResponderEliminar
  77. Na vida como na guerra muitas vezes precisamos recuar para só então avançar. Sem forçar o nosso tempo, que com o outro não há quem possa... Deixo-te um fragmento do meu Alcance.

    O tempo que está neste verso,
    neste outro não há de estar,
    que o tempo não perde tempo,
    sua natureza é passar…
    (...)
    É acorde dissonante
    este significante
    de tanto significado...

    Graça, teu texto denso, pungente e lindo deixou-me frente a frente comigo. Bjs, amiga. Demorei porque estou enfrentando uma pneumonia e visitando bem devagar. Inté, querida!

    ResponderEliminar
  78. Graça!

    Sair à procura de nós mesmos é uma arte e um encantamento.Procurar pelo caminho percorrido nos faz perceber que viver vale todas as incertezas,todos os tropeços e principalmente todas as alegrias!

    Seus textos sempre me encantam!

    Um beijo carinhoso!

    Sonia Regina.

    ResponderEliminar
  79. Olá Graça! Bom dia passei para te desejar um bom fim de semana,eu vou dar uma voltinha com a família,segunda feira estarei de volta.

    Um beijinho,
    José.

    ResponderEliminar
  80. Graça querida,tenho lido todos os seus comentários deixados em meu espaço,e agradeço o seu carinho e delicadeza.
    Outro dia, passei aqui para trazer "a pétala daquela rosa"que vc pediu, mas acho que o comentário se perdeu no caminho, pois não o vi publicado.Hoje,vim para desejar um bom fim de semana.
    Um abraço amigo.
    Emilinha

    ResponderEliminar
  81. Que seu fim de semana seja repleto de muitas bençãos amiga.

    Obrigada pela sua companhia.

    beijooo.

    ResponderEliminar
  82. Pois eu acho uma excelente opção e de muita coragem.
    Fazer essa viagem interior só nos enriquece.

    Um beijo e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  83. Oi amiga,td bem?saudade de tudo isso aqui....
    Tô voltando,tô voltando...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  84. Olá Graça, maravilhosa esta viagem pelo interior do Ser.
    Identifico-me tanto com este teu texto.

    Beijinhos
    Boa semana

    ResponderEliminar
  85. Penso que fizeste uma boa eleição. Não há nada como estar satisfeitos com nós mesmos.
    Se aquilo que viste é bom, muito melhor, podes considerar-te um ser excepcional e sentir-te muito feliz.
    Só desejo o bem para ti, que sigas sendo feliz.
    Recebe um forte abraço e a minha admiração

    ResponderEliminar
  86. Oi Graça
    Um texto depoimento maravilhoso. Sinto-me assim como você.
    Olhar para o que já vivenciamos sejam as alegrias ou desilusões, recarrega nossa alma para continuar a nossa caminhada.

    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  87. Amiga Graça! Quanta saudade de passar por aqui! Te confesso que sobra-me vontade, mas falta-me tempo! E cá estou eu a ler-te e é como se lesse a mim mesma, nessas procuras intensas que ando a fazer cá por dentro. Mas como dizes muito bem, não é um retrocesso, conhecer-nos por dentro, nos faz seguir sabendo quem somos, com muito mais força e consciência. Obrigada por tua escrita maravilhosa! Beijos saudosos.

    ResponderEliminar
  88. Como pode ser gostoso esse encontro. Muitas vezes sentimos saudade de nós mesmos.

    bjs e obrigada pelo seu carinho.

    ResponderEliminar
  89. Obrigada querida :)
    O teu também continua lindoo...
    Adoro os textos..
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  90. Graça,todos nós precisamos ter um momento para refletir sobre o passado e retomar o presente!Um texto belíssimo!Estou te seguindo de novo,pois meu blog antigo perdeu-se e fiquei feliz que me encontrou,pois gosto muito de vc!Bjs,

    ResponderEliminar