quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Amar o Nosso Marido


Amar o nosso marido é aceitar que ele seja diferente de nós; sabê-lo já é muito bom, mas poderíamos ser tentadas a fazer esforços para que ele se torne como nós, e isso seria então levá-lo a falhar na sua missão.
Aceitar o nosso marido tal como ele é, com a sua psicologia de homem, é ter confiança nele, e isto é importante, pois assim como não se pode educar uma criança sem confiança, também não se pode construir um lar seguro e estável sem ela. De contrário, a suspeita, a dúvida e depois o ciúme, virão instalar-se no nosso coração.
Façamos o esforço de sermos transparentes um ao outro; não deixemos que passe nunca um dia sem explicar uma pequena coisa que seja, guardada em nós. Aquilo que hoje é um pormenor, pode transformar-se amanhã numa montanha.
Somos o complemento um do outro, não devemos portanto querer tornar-nos iguais em tudo. Há mulheres que “apagam” por completo o marido e este, para não ter maçadas, para viver em paz, deixa-se levar.


Mas mesmo se tivermos um marido pouco enérgico, o nosso dever é ajudá-lo a desenvolver a sua personalidade tanto em casa como no seu trabalho.
Amar o nosso marido é querê-lo diferente de nós.
Amar alguém é amá-lo como ele é e não como gostaríamos que ele fosse e, é sobretudo, desejar que esse alguém se torne melhor.
Amar o nosso marido querendo que ele seja diferente de nós, é ajudá-lo a realizar a sua própria missão; é querer que ele se corrija dos seus defeitos, não porque isso seja mais cómodo e agradável para nós, mas porque nos aproxima mais um do outro.
Se não temos um programa de vida em conjunto e se ainda o não fizemos, nunca é tarde para começar.

109 comentários:

  1. Muito bem,bom post!
    eu cá por mim estou bem assim?!lol!

    ResponderEliminar
  2. Muito certo amiga, devemos eliminar as suspeita para eliminar o ciume. Amor em primeiro lugar. Beijos

    ResponderEliminar
  3. Graça
    Queria um marido que se amoldasse a mim, quando descobri que não era boa ideia, pois outro ser igual a mim não daria certo. Daí descobri que nos completávamos. Um aprendia com o outro.
    Até tirei o pronome possessivo "meu" do marido que pra não me tornar dona dele, pois, por vêzes não somos donos nem de nós mesmos.
    Antes de amar há que se respeitar.

    Beijinhos
    Zizi

    ResponderEliminar
  4. Es verdad Graça,

    no se puede anular la personalidad del otro...

    Me gustó leerte.

    Saludos argentinos,

    Sergio.

    ResponderEliminar
  5. Eu ainda não tenho marido, rs... mas tenho alguém comigo, e sim, devemos eliminar as coisas ruins e viver nas coisas boas.

    Quando há amor verdadeiro agimos naturalmente...

    Beijos, linda

    ResponderEliminar
  6. Sábias palavras!
    E com a experiência de um casamento de quarenta e quatro anos, que terminou quando a vida dele terminou, só posso concordar e assinar em baixo.
    Beijos

    ResponderEliminar
  7. Casamento é relação falida quando um dos dois pensou estar se unindo ao indivíduo que idealizou, - que estava apenas em sua cabeça. Casar exige muito da razão. Saber até onde vai a própria capacidade de renúncia para tornar possível a convivência com o outro. Entretanto, pode-se viver uma vida inteira sem conhecer a si mesmo. Nunca duas pessoas serão uma só. Poeticamente é uma imagem linda, mas acreditar nela é como pisar nas nuvens, - outra bela metáfora. Como seres humanos, altamente suscetíveis às garras da emoção, muitos se casam sem se dar conta de que estão apenas "pagando para ver". Felizmente, há, sim, casais formados por pessoas que conseguem exercitar a consciência e manter uma relação equilibrada, - conseguem lidar com os problemas que vão surgindo procurando respeitar a individualidade do outro e a sua própria.

    Gostei muito dessa sua reflexão, Graça.

    Bjs, querida amiga. Inté!

    ResponderEliminar
  8. Graça, um conselho de MUITA SABEDORIA! quem dera todos, ao se casarem, tivessem esse conhecimento, acredito eu que os casamentos durariam bem mais.

    Cada ser é um, não devemos fazer do outro uma sombra de nós. Pq...se o outro ficar "do jeito que a gente acha que tem que ficar", fica sem graça (quem amamos um dia some, fica apenas uma sombra manipulada)
    bjs e bom dia

    ResponderEliminar
  9. Vim retribuir sua visita em meu blog. Estou admirando cada palavra desses textos maravilhosos que voce oferece, para deleite de todos quantos aqui visitam, e ficam - especialmente eu.

    Com carinho.
    Helena

    ResponderEliminar
  10. Muita sabedoria nas tuas palavras.
    Não se deixar apagar ou apagar o companheiro...

    Beijo grande

    :)

    ResponderEliminar
  11. Amiga subscrevo totalmente este seu texto.Conheço o meu marido há 46 anos e este
    ano, faremos se Deus quiser, 44 anos de casados.
    Sempre fomos diferentes em quase tudo, (e somos)
    no entanto temos feito a caminhada juntos e fui
    sempre sincera para com ele(e muita vez havia
    quem me dissesse que não deveria ser tão trans-
    parente.) mas sempre achei que devia ser, porque
    ele tinha que me respeitar como "outra pessoa,
    diferente dele" e umas vezes mais, outras menos,
    ele foi compreendendo.Obviamente que tem tantos
    anos nem sempre fiz tudo bem, mas posso olhá-lo
    nos olhos sem medos.
    Gostei deste seu texto.
    Beijinho
    Irene

    ResponderEliminar
  12. Bela lição de vida... Casamento requer cumplicidade, confiança, admiração. Mesmo pelo que parece difícil...
    Saudades daqui. Saudades de você.


    beijo

    ResponderEliminar
  13. Amiga,

    Já comecei essa aprendizagem há mais de 43 anos e continuo a perceber que o conheço melhor a ele do que ele me conhece a mim.

    Não me arrependo. Casámos por amor e assim será...

    ResponderEliminar
  14. ``.palmas
    y yemas
    yemas y palmas
    yemas llevas
    almas al
    tacto tuyo...



    un fuerte abrazo GRACA :



    j.r.s.

    ResponderEliminar
  15. Graça,
    As suas palavras revelam sabedoria. Assim haja quem as pratique, que as recompensas da vida dependem sempre daquilo que investirmos nela.

    Beijo :)

    ResponderEliminar
  16. Muito acertados todos estes pensamentos.
    A seguir ao amor que deve unir um casal, para que a ligação possa perdurar é indispensável o respeito. Ao respeitarmos o marido aceitamo-lo como é; ninguém pode modificar ninguém (depois de adultos, é claro).
    Foi essa filosofia de vida que me fez completar 50 anos de casada (já 51) e continuar a sentir-me muito feliz.
    Este teu belo texto, amiga, deveria ser lido por muitas pessoas.

    Continuação de boa semana. Beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Gostei de ler este post, revela muita sabedoria da parte do seu autor.
    Oxalá todos pensassem e agissem desse modo.

    ResponderEliminar
  18. Querida Gracinha, todos iguais mas todos diferentes cada ser humano é igual a si mesmo, para um casal ser feliz não temos de estar sempre a reprovar o que o outro fez de errado, temos de dar a possibilidade dessa pessoa ver por si próprio o que é melhor para os dois.
    eu assino por baixo tudo o que a minha amiga diz aqui, e acima de tudo todos os dias eu digo ao meu eu te amo e outras vezes pergunto já disse hoje que te amo.
    Mas tudo isto tem sido aprendido com o passar dos anos, beijinhos de luz e muita paz

    ResponderEliminar
  19. Oi Graça
    Para mim os segredos de um relacionamento saudável, são: amor, confiança, respeito e transparência. Sem esses elementos nada poderá dar certo.
    Bjux

    ResponderEliminar
  20. Olá Graça

    Quando se ama tem que haver respeito mútuo, "encaixarmo-nos" na maneira de ser um do outro, dando-lhe liberdade.
    Tem que haver um equilibrio entre o"estar juntos" e "fazer juntos".

    Bjs.

    ResponderEliminar
  21. Você está absolutamente certo, você escreve muito bem, muito obrigado pela sua visita ao meu blog.
    Que bom que gostou da viagem para a Grécia.
    Saudações
    Magda

    ResponderEliminar
  22. Sábias palavras!
    Quem dera fosse sempre assim...
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  23. Olá, querida
    Bem espiritual essa sua tomada de consciência: Progrma de vida a dois... Discernir para acrescer!!!
    Bjs de paz

    ResponderEliminar
  24. É isso mesmo Graça!
    As vezes fico querendo que meu marido mude, mas a essência dele será sempre a mesma e eu o amo profundamente do jeito que ele é.
    Xerosss

    ResponderEliminar
  25. Graça, amada!
    Escrevestes com a maturidade de quem vive...bem sabes que - quando jovens - fazemos essa tentativa insana de moldagem... e muitos por insistirem acabam se separando.
    Beijuuss n.c.

    ResponderEliminar
  26. Gracinha, querida!
    Que saudades de ler-te, e vens logo com um texto curto, mas tão rico!
    quando aprendemos que devemos aceitar o outro como ele é, apenas sugerindo pequenas mudanças para seu crescimento, estamos é subindo um degrau em nosso próprio desenvolvimento.
    fica com DEUS, minha linda!
    bjbj

    ResponderEliminar
  27. Os maridos são como o fogo: extinguem-se, se não forem atiçados ...

    Beijo amiga Graça.

    ResponderEliminar
  28. Adorei... :) Amar a diferença... Amar só por amar... Ver a felicidade na felicidade do outro... ;) Beijinho enorme Gracinha

    ResponderEliminar
  29. eu cá por mim acho bem

    bora lá chamar os maridos, para ler este sábio texto!

    Graça

    um grãozinho do bom senso que manifestas, dava para inspirar muita gente!

    um beijo

    manuela

    ResponderEliminar
  30. .

    .

    . amar é sinónimo in.equívoco de aceitar .

    .

    . aqui . ali . em qualquer lugar . onde o amor possa estar .

    .

    . e do amor a amizade é intrínseca e solidifica.se em surdina .

    .

    . ao sermos todos iguais somos todos diferentes . todos.de.tantos .

    .

    . urge a causa.efeito numa relação a dois .

    .

    . e o tempo passa e o amor en.laça . e abraça a graça e nunca a des.graça . e quando amassa . uma cedência . uma chalaça e tudo passa e re.passa . porque amar tem graça . que ao voar esvoaça .

    .

    . um beijo meu .

    .

    . continuação de uma boa semana .

    .

    . paulo .

    .

    .

    ResponderEliminar
  31. Olá amiguinha, obrigada por estares sempre presente!
    Em relação a esta reflexão, não podia estar mais de acordo, vou fazer 39 anos de casada!...
    Os opostos atraiem-se, logo há que deixar que cada uma tenha a sua própria personalidade.
    Algumas cedências de parte a parte e respeito mutuo, é sem dúvida o pilar principal de qualquer relacionamento.
    Jinhos amiga e continuação de boa semana.

    ResponderEliminar
  32. Amiga Graça,

    eu adorei ler isso tudo. Obrigada,

    beijinhos

    Gisele

    ResponderEliminar
  33. GRAÇA

    Tens razão...
    era imperdoável este meu silêncio...


    Aveiro tem na sua Ria uma beleza ímpar.
    não me canso de a fotografar e de a cantar..

    UM BEIJO

    ResponderEliminar
  34. Que bonito Graça!
    E viva a diferença!
    Beijocas.

    ResponderEliminar
  35. Minha Boa Amiga Graça,
    Acredite que ao ler as suas palavras me sensibilisei imenso! É lindo sentir alguém que assim pensa em especial nos dias de hoje em que o egoísmo impera! Claro que a diferença é essencial para que possa haver uma conjunção de valores que complementam o casamento! A igualdade na maioria dos casos acaba com o casamento! DEUS A PROTEJA E AOS SEUS!!!
    Um beijinho muito amigo e solidário.

    ResponderEliminar
  36. GRAÇA... FIQUEI MUITO FELIZ COM SEU "RECADINHO"... VOU TENTAR NÃO SUMIR!
    E VOCÊ COMO SEMPRE COM BELAS POSTAGENS... ADOREI TUA REFLEXÃO...
    (NÃO ESTAVA CONSEGUINDO ENVIAR RECADO PARA VOCÊ... NÃO CARREGA TEU BLOG)
    PAZ E LUZ EM TEU CORAÇÃO
    BJCAS
    GRAÇA

    ResponderEliminar
  37. Oi Graça!
    Gostei muito do seu texto. É exatamente isso que eu prego lá no meu cantinho. Os homens são, por natureza, diferentes das mulheres. Quando este ponto chave ficar bem entendido, os relacionamentos serão muito melhores.
    Também gostei muito daqui e já sou sua seguidora.
    Obrigada pelo seu carinho.
    Bjussss

    ResponderEliminar
  38. Olá Graça! Belo texto amiga. Sábias e verdadeiras palavras. Ciúmes jamais. É confiar ou confiar.

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderEliminar
  39. Texto maravilhoso, a vida a dois é sempre muito difícil e precisa de ajustes constantes.

    Convido vc para conhecer o Sintonia.

    bjus e ótima noite!

    ResponderEliminar
  40. Sábias palavras, Graça! Nem a mulher nem o marido devem querer mudar o outro...
    Beijo!

    ResponderEliminar
  41. Quanta verdade querida, é por isso que muitos casamentos terminam, pois queremos alguem como nós sendo que a diferença é que faz um casamento sobreviver, dando mais vida, seria entediante se não houvessem as diferenças. Muito rico seu post amiga, rico e sábio. parabéns. Beijos no coração querida.

    ResponderEliminar
  42. Se todos fossemos iguais que graça teria Né e o fogo tem e precisa ser asceso em todo amanhecer.
    Lindo Graça!
    Beijosssss

    ResponderEliminar
  43. Sábias palavras, Graça... Pena que, na maioria das vezes, pelo menos no âmbito das pessoas que conheço, um está sempre querendo transformar o outro à sua imagem em semelhança. Não pode dar certo! Eu estou aqui... divorciada... e feliz! Beijos.

    ResponderEliminar
  44. Minha querida GRACINHA: lembraste-me "A CARTA DE GUIA DOS CASADOS" do nosso iluminista D.FRANCISCO MANUEL DE MELO...
    O problema é quando eles nos subjugam e maltratam, porque , mal formados, pensam ser a mulher propriedade deles...
    Um amor como o que tu viveste, foi uma bênção do céu...Um como o que eu tive ...foi um massacre contínuo...traumatizou-me de tal ordem que eu nunca mais fui capaz de amar...
    Beijinho por seres assim, amiga!
    LISA

    ResponderEliminar
  45. Querida amiga Graça!

    Toda a gente que por aqui passa
    por este magnifico cantinho
    lendo o que a amiga graça
    escreve com tanto carinho

    Este não deixo para depois
    toda gente o deveria ler
    para se aprender a viver
    uma vida vivida a dois

    Querer que alguém seja
    do jeito que a gente quer
    é querer mudar o mundo
    sem que tenha esse poder

    Mas há pessoas assim
    em todos os países
    são infelizes até ao fim
    e fazem os outros infelizes

    Já era um teu admirador
    estou a dizer mais uma vez
    minha admiração ficou maior
    por ver o ser humano que és

    Não é só por estares aqui a
    defender os maridos.
    É por defenderes tanta
    coisa justa

    Um beijinho grande
    Com o meu carinho
    José.

    ResponderEliminar
  46. Minha querida Graça

    Um texto muito profundo e verdadeiro...tem de haver confiança e cada um ser o complemento do outro...não ser igual ao outro.

    Beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  47. Graça, minha querida!
    Geralmente, temos essa tendência de querermos moldar as pessoas ao nosso bel prazer. Isso, com certeza, não deu e nunca dará certo. Maridos, amigos, enfim, pessoas que nos acompanham nessa jornada da vida, são seres livres e que, se de nós se aproximam, o fazem por afinidades.
    Aceitação e diálogo constante e franco é um bom caminho, você acertou em cheio na receita.

    O samba a que você se referiu chama-se Pergunte ao João e era cantado pela nossa grande e saudosa, Clementina de Jesus. Tá vendo? Tu és boa também de samba [risos].
    Carinho enormeeeeeee...Beijos!!!

    ResponderEliminar
  48. Graça,
    Em primeiro lugar obrigada pela visita ao meu blog. Em segundo, quero te dizer que o teu post é muito interessante e gostei de o ler. Sabias palavras.
    abs,

    ResponderEliminar
  49. É isso que penso, Graça e foi sempre o que tentei fazer nestes 35 anos de casada; não é fácil...é uma luta diária para que nos aceitemos um ao outro com as qualidades e defeitos que cada um tem. Lá vamos indo, aos trancos e barrancos,às vezes, mas sempre firmes e decidos a continuar; temos a nítida convicção que somos individuos e pt diferentes, mas interiorizar e paraticar isso é tarefa que requer muita paciência e compreensão; como disse, é uma luta diária que vamos ter de fazer sempre, pois a tendência é para que desejemos que o outro mude; temos que nos convencer que, no essencial, ninguém muda; podemos, com o tempo aprender a conviver com as diferenças do outro e, aquilo que nos aborrecia muito nos primeiros anos de casados com o tempo começa a não ter importância nenhuma; com o tempo aprendemos a lidar com aquilo que nos aborrecia. Penso que hoje os relacionamentos não duram, precisamente porque falta paciência, compreensão e repeito pelas individualidades de cada um. Um beijinho, Graça e parabéns pelo tema

    ResponderEliminar
  50. Belo texto. Assunto complicado. Uma relação entre duas pessoas precisa de muito amor, respeito, cumplicidade e confiança. Parece muito fácil, mas não é né?

    beijos
    Anne

    ResponderEliminar
  51. Querida amiga Graça,

    Acrescentar o quê?

    Se não houvesse diferenças entre ambos não seria um casamento!
    Ninguém deve anular ninguém, nem tampouco moldá-lo a sua imagem de possível perfeição.
    Há um ser único em casa um de nós, ele precisa de espaço, de ser livre para crescer e não se sentir aprisionado.
    Só ama quem sabe respeitar e apreciar as diferenças naturais de casa um. Só assim há casamento.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  52. Oi
    Achei uma verdadeira declaração
    de amor.
    Beijos...
    Lúcia

    ResponderEliminar
  53. Graça,

    Partilha e cumplicidade são os pilares fundamentais de uma relação!...

    Beijos,
    AL

    ResponderEliminar
  54. Sim, é necessário ter consciência que a mulher é diferente do homem.
    E seria erro pensar que se pode mudar o parceiro sem pagar o preço forte.
    Como poder continuar a admirar alguém sem carácter e que se deixa impor uma maneira de ser?
    E sem admiração não há amor, não é?

    ***
    Bisous et belle fin de semaine mon amie****

    ResponderEliminar
  55. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  56. Querida Graça,

    Um assunto bem interessante e complicado para muitos.
    Ora, como todos somos iguais e todos somos diferentes é por isso que quando aceitamos a diferença e continuamos de mãos dadas com o nosso marido ou companheiro é sinal que aprendemos a amar incondicionalmente....esse é um grande objectivo de alma.
    Acredito que todo o ser humano tem um longo caminho a percorrer para evoluir e que muitas vezes é feito individualmente....seria muito bom se pudesse ser feito em comum, porque um casamento feito de amor e paixão poderia transformar-se numa união plena de felicidade,respeito, partilha, paz e harmonia....chamo a isso um casamento em que ambos amam incondicionalmente.

    Um grande abraço

    canduxa

    ResponderEliminar
  57. Sábias palavras, Graça.
    Só quem ama verdadeiramente sabe respeitar o outro como ele é.

    bjs

    ResponderEliminar
  58. Boa noite Graça,
    se não se aceita a pessoa amada como ela é, então isso não é amor.

    Gostei muito do seu texto.

    Beijinho,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  59. Graça, passei aquí e te deixo um abraço do meu Brasil. Parabéns pelo seu belo Blog.
    Queria seu e-mail se possível.
    Envi-me para chicodeassis.ator@gmail.com
    Chico de Assis.

    ResponderEliminar
  60. Oi Graça

    O amor entre um casal deve ser alimentado todos os dias com diálogos, perdão, carinho e compreensão.
    Não podemos nos anular e sim somar.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderEliminar
  61. Oii Graça!!

    Que post lindo.. Cheio de sabedoria!!! =D

    Ainda não sou casada, mas pretendo casar um dia.. então, esse post me valeu muito!! Já aprendi um montãooo!! hehe'

    Amei.

    Obrigada pela visita ao meu blog, amei receber o seu carinho. Seja bem vinda seeempre!!

    *--*

    Bjinhooos

    ResponderEliminar
  62. Graça,

    Tudo isso se resume a carinho. E o carinho faz do dia, uma doce canção de sonhos.

    BeijooO*

    ResponderEliminar
  63. As pessoas jamais são iguais nessa vida,,,temos que nos adaptar as diferenças...beijos de bom final de semana pra ti.

    ResponderEliminar
  64. Graça

    Minha amiga que saudades de estar aqui a ler esses etxtos e lições de vida que me encantam.

    O viver a dois é compartilhar, dividir, trocar é um completar constante e é isso que nos leva a se sentir bem um com o outro. Vou fazer 35 anos de casada e aoler cada palavras que escrevestes só tenho a assinar embaixo.

    Estou com um blog também na wordpress (www.mamyrene.wordpress.com) com a ajuda da amiga Nà. Ainda falta acertar muita coisa, mas já comecei a postar lá. Espero sua visita.

    Beijos no seu coração

    ResponderEliminar
  65. Olá querida amiga Graça!!!! Esclarecendo sobre a reunificação dos meus blogues, o que acontece é que juntei os meus hobbies num só blogue, ou seja, o artesanato, a culinária e a música com aprendizado de Violão!!! Mantenho em separado o Blogue pessoal, onde vou registando as minhas divagações na maionese, viagens, e tal,,, e também o blogue do Sítio, que é administrado fundamentalmente pela minha querida esposa.
    Esclarecida agora???? Espero que sim, pois apesar de tudo ainda mantenho 2 blogues meus e um da Cris!!!
    beijocas,,, Zé Maria

    ResponderEliminar
  66. Querida amiga para que exista uma relação sólida é realmente necessário haver compreensão, carinho, respeito, aprendermos um com o outro pois ninguém é igual a ninguém e por isso, há que tentar encontrar o equilibrio da relação, e acima de tudo é fundamental haver Amor.
    Tenha um maravilhoso fim de semana
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  67. Oi Graça! Passando para agradecer pela visita e te desejar uma ótima sexta-feira.

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderEliminar
  68. Belissímo texto! tenho um casamento de 29 anos que assenta na base da confiança e respeito mútuo e assim o penso conservar. Como sempre adorei ler-te.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  69. Querida amiga, belíssimo texto, se soubermos respeitar as diferenças com certeza viveremos muito melhor. Tenha um lindo final de semana. Beijocas

    ResponderEliminar
  70. Gracitas, que muitos casais passem por aqui e que leiam este teu texto.
    Muito belo!
    Abraços e beijinhos, amiga querida

    ResponderEliminar
  71. Amiga Graça! Gostei do texto e palavras,eu amo o meu marido como no primeiro dia que o vi e disse...é para mim sempre, e assim tem sido.Um caminho percorrido com amor,amizade e paixão,assim vai continuar até quando Deus quiser.
    Beijinho e bfs

    ResponderEliminar
  72. Lindo Pensamento, Graça. Bom Fim de Semana...

    Beijo

    ResponderEliminar
  73. Boa noite, querida amiga Graça.

    Agradeço-lhe pela honra da sua visita e pela linda poesia sobre o azul e o rosa, que você registrou no meu blog.

    Um grande abraço. Tenha um belo fim de semana.

    ResponderEliminar
  74. ...quanta verdade encontrei aqui
    neste post!

    parabéns, querida!

    bjbjbj

    ResponderEliminar
  75. ...ou seja, ajudar o outro conquistar o melhor que pudemos ser!

    Graça, tuas palavras é tudo que eu sempre pensei e senti... conseguiu descrever de forma muito especial esta junção, convivência, aceitação do outro com a gente.

    O Amor é só é lindo assim, com esta aceitação e cumplicidade.

    Obrigada por teus carinhos, adoro imenso tua presença! e vir aqui sempre me faz muito bem!
    Grande beijo e um fim de semana lindo para si e família.

    ResponderEliminar
  76. Minha querida amiga, quanta sabedoria em este teu escrito! Somente uma pessoa especial e abençoada o escreveria: você!
    Beijinhos e fica feliz
    Ceiça

    ResponderEliminar
  77. Olá, Graça!

    Depreende-se pelo título do texto que o mesmo é dirigido às leitoras, e não aos leitores do blogue. Feita a devida ressalva, ainda assim vou meter a minha colherada.
    Receita para casamentos felizes, é claro que nunca haverá. Haverá, sim algumas regras para lá tentar chegar, e o respeito e aceitação do facto de que cada um de nós tem a sua personalidade será um desses passos, como tu muito bem dizes.

    Tentar fingir sermos o que não somos, ainda que seja para agradar a alguém de quem muito gostemos, será uma forma de violência contra nós mesmos, auto-mutilação, que um dia se tornará insuportável, e a nada de bom conduzirá:Será apenas uma questão de tempo...!
    Gostei de ler; o tema dá pano para muitas mangas ...
    beijinhos; bom fim de semana.
    Vitor

    ResponderEliminar
  78. Olá Graça
    Não poderia ter voltado na melhor altura.
    Vou mais longe e digo que nunca deveremos tentar mudar ninguém , todos temos a nossa personalidade e quando mudamos já não somos o ser para o qual Deus nos criou.
    Tens muito amor para dar e após os tuas prosas com que nos tens encantado,podemos ver a beleza
    da pessoa que tu és!
    Obrigado
    Muitos beijos amigos
    Zé Alves

    ResponderEliminar
  79. Olá Graça, é assim mesmo. O nosso marido é o complemento de nós.
    Não está á frente nem atrás mas sim ao nosso lado e nós ao lado dele, juntos de mãos dadas a caminhar pelas veredas da vida.

    Um beijo Gracinha

    Boa semana

    ResponderEliminar
  80. Olá Graça! Li seu comentário no Diálogos Poéticos. Sim, é tão difícil falar de amor as vezes...
    Ah, interessante esse seu post. Estive aqui pensando enquanto o lia... na realidade, deveríamos aceitar as pessoas como elas são, mas na maioria das vezes nos prendemos em tentar mudá-las... Bem, visite meu blog oficial: www.guardando-palavras.blogspot.com

    Abraços!

    ResponderEliminar
  81. Mi querida amiga Graça, buenas tardes, estoy totalmente de acuerdo con tu hacertado escrito, cuando elegimos a nuestra pareja para caminar juntos es haceptarlo tal como es, no queramos hacerlo diferente cunvirtiendolo igual que nosotras eso es imposoble porque cada persona tenemos diferente pensar de ser y cada uno tiene su propia personalidad.
    muy lindo tu escrito amiga mia, aprobecho para decirte que estare ausente un tiempito espero que no muy largo, pero tengo algunas cosas que arreglar y tengo que dedicarme a ello, en cuanto vuelva vendre a tu blog para comunicartelo, besos y abrazos de tu amiga Lola.

    ResponderEliminar
  82. Este texto deveria ser lido pela maioria dos casais que estão com problemas de sobrevivência.
    Mesmo aqueles com casamentos duradouros, e que se fazem prolongar devido aos preconceitos em que estão agarrados.
    Tenho conhecimento de casais, que já festejaram os 50º aniversário de união e continuam juntos, por conveniência de ambos.

    Mais, este teu texto, também deveria ser lido pelo casais jovens... que ao minimo contratempo que lhes surja... não dão uma segunda oportunidade e desfazem o que ainda não está consolidado.

    Obrigada, Graça!
    Beijos.

    Maria

    ResponderEliminar
  83. Olá, Graça!
    Oportuna reflexão hoje aqui se propõe, aparentemente destinada às mulheres mas que, sendo homem-marido, acho também servir, de igual modo, para nós: numa relação a dois, seja qual for a "instituição", o respeito mútuo é imprescindível - como dizia, há dias, D. Manuel Clemente noutro contexto, o respeito é mais valioso que a tolerância!
    Beijinho e bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  84. O texto é de uma assertividade espantosa, gosto assim. Viver simplesmente aproveitando o que a vida trás ao nosso encontro, o marido que nos calhou não foi por acaso.Não há acasos, Há ensinamentos da vida. Gosto do meu marido com os defeitos que tem, a perfeição da vida está precisamente na imperfeição. Namasté

    ResponderEliminar
  85. Mostra a sua experiência de vida e é um exemplo para todos. O amor é a construção de uma relação onde entram essas qualidades que se adquirem com o tempo. Minguem nasce ensinado mas se seguirmos esse princípio tão natural, o resultado é AMOR.
    Votos para que continue a caminhar por linhas paralelas.
    Li todos os comentários que vem completar o texto, relatam bem a experiência, outros desejam que o seu relacionamento siga este princípio. Menos bons mas que também servem de exemplos, são os relacionamentos que se desfazem.
    Todos diferentes mas por uma boa causa! Viver condignamente.

    Beijo

    ResponderEliminar
  86. Olá Graça, tinha me esquecido de como esse blog é lindo, consistente e interessante. Agora voltarei mais seguido. Beijo enorme e um belo final de semana.

    ResponderEliminar
  87. Um casal precisa ter cumplicidade, confiança e respeito para alimentar e construir um amor.Quem ama não trai! Lindo seu texto amiga! Montão de bjs e abraços

    ResponderEliminar
  88. Graça

    Eu ainda estou no Brasil.
    Tenho escrito umas coisas, mas é difícil ir ao
    encontro dos amigos, pois tenho estado em vários lugares e quando regresso a SP não tenho tempo.

    Essa criatura triste que encontraste antecipa a
    saudade da partida (em breve).

    Gostei muito de te encontrar e de ler tua análise acerca do marido e como sempre, reproduz a verdade, com a calma e dignidade que
    são apanágio de tua forma de estar no mundo.

    Regresso a Portugal (por uns tempos) a 6 de Fevereiro. Fico grata pela tua lembrança de mim.

    Um abraço,

    M. Luísa

    ResponderEliminar
  89. MARIDÃO AQUI,APOIA E DE DADAS MÃOS SEMPRE ESTAREMOS

    BZUZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ

    VIVA LA VIE

    ResponderEliminar
  90. Querida amiga Graça,

    Gostaria muito que aceitasses um presentinho que está aqui - http://nacasadorau2.wordpress.com/

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  91. Gostei de ler, Graça. Por vezes, esquecemo-mos destas verdades.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  92. Obrigado pelas suas - amáveis - palavras deixadas no meu 'tasco'.
    Se eu vier a criar um novo espaço, aqui virei lançar pregão.

    ;)

    E parabéns ao marido...

    ResponderEliminar
  93. Gosto sempre do que escreves. Sabes disso!!
    Beijo
    Teresa (Quelimane)

    ResponderEliminar
  94. A diferença entre os seres humanos é que nos faz o interesse ... O que temos que fazer é realmente respeitar o seu próximo ... Obrigada pela visita e pelo comentário ... Bjusss .... =)

    ResponderEliminar
  95. Graça,
    Oieee....passando por aqui p/ avisar que tem um selinho lá no blog p/ vc.
    Aproveitando a oportunidade p/ te desejar uma ótima semana.
    Seu blog está lindo, bela mensagem.
    Beijos no coração e abraços na alma (*_*)

    ResponderEliminar
  96. GRAÇA

    deixo o farol que serve para nos guiar.para nos unir e tantas vezes para Amar...


    O FAROL




    Este Farol...

    É diferente...

    É farol...

    Alto e longo...




    Alberga...

    Muitos sonhos...

    Muitas fantasias e...

    Muitas Amizades...




    Farol...

    Que gira...gira...

    Deixa um raio de luz...

    A propagar-se...

    Em todas as direcções...




    E aqui...

    Concretamente...

    Neste farol...

    Eu paro...




    Fico a olhar...

    E a meditar...

    Pois sinto...

    Que aqui...




    Neste farol...

    A cumplicidade...

    Está mesmo presente!...


    LILI LARANJO

    ResponderEliminar
  97. Boa noite, querida amiga Graça.

    Com certeza, o seu marido foi um privilegiado por merecer uma esposa igual a você. Parabéns pelo texto e pela pessoa que você é.

    Que Deus abençoe você, ele e toda a família.

    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  98. Foi privilegiado não; é um privilegiado.

    ResponderEliminar
  99. Amiga Graça!

    Desculpa, mas preciso de saber se tens alguma dificuldade em entrar na casa do rau.
    É que há mais do que uma pessoa que se queixa desse problema e tu própria já estiveste duas vezes no Diverse Texts and Stories e não no Rau.
    Quando puderes diz-me algo.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  100. Querida Graça
    Obrigada pela tua sempre bem-vinda visita e comentários em meu Blog.
    Amar e ser amado(a)é tudo o que se quer e o que de melhor há para sentir e realizar na vida. Quando se trata de um casamento, esse sempre deve proporcionar crescimento pessoal para ambos.
    Beijos

    ResponderEliminar
  101. Amiga,cheguei hoje cedo e vim correndo deixar o meu abraço.Estava com saudades dos(as)amigos(as)A postagem,como sempre,impecável!!
    "Amar não é olhar um para o outro, é olhar juntos na mesma direção."Difícil,mas possível.
    Sempre Emilinha

    ResponderEliminar
  102. psicologia de homem,
    -------
    Os comportamentos estão muito relacionados com o meio onde se foi criado. Quem nasceu e viveu no meio de violência, tem tendencia a ser violento.
    -------
    Que a felicidade ande por aí.
    Manuel

    ResponderEliminar
  103. É verdade, Graça, somos todas pessoas diferentes, algumas, no entanto, mais parecidas com seus parceiros. Mesmo assim há de se respeitar a individualidade, a personalidade de cada um. O respeito, o amor, o carinho e a cumplicidade é que fazem um relacionamento dar certo.

    Muitos relacionamentos acabam pela insegurança, pelo egoísmo, pelo ciúme... Aí dá no que dá. E não tem choro e nem vela. Sorte nossa, é conhecer o parceiro certo e manter o respeito. O respeito ser de ambas as partes.

    Beijos, amiga.
    Tais Luso

    ResponderEliminar
  104. Amar o marido ou amar a esposa deve obedecer a regras da sã convivência, de educação e respeito.
    A mulher faz o homem e o homem faz a mulher.
    Se na vida pré nupcial não se entendem então depois será um pouco pior.
    Quem namora deve estudar outro e ver se tem afinidades que os ajudem na vida futura, porque perfeito ninguém é. Será de todo impossível moldar o outro como se desejaria que ele fosse.

    ResponderEliminar
  105. Amiga vim só deixar-lhe um beijinho e desejar
    um bom fim de semana.
    Irene

    ResponderEliminar
  106. Atençáo, carinho...faz a diferença, beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  107. Concordo plenamente consigo Graça, mas nem tudo é assim tão linear...infelizmente. A minha história de vida recente diz-me que por muito que se ame, por muito carinho, por muito tudo, se a pessoa do outro lado não tiver carácter, nada se constrói. É triste ser assim por vezes

    BE

    ResponderEliminar
  108. Tens toda a razão do Mundo minha amiga, pena que às vezes é tarde demais para ambos acordarem e pensarem assim...
    Bjnhosssssssss
    alice

    ResponderEliminar