quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Soneto

Soneto


Se procuro cantar-te nas estrelas
É porque tenho sede do infinito.
Se quero que as tristezas sejam belas
É porque, assim, o mundo é mais bonito.

Procuro não ter pesos no olhar
Nem pôr pregos nas asas da loucura.
Sem saber se o desejo de te amar
É destino, ilusão ou sepultura.

Até que a noite apague o entardecer
E o silêncio dilua o meu cansaço,
Procuro o amanhecer do teu olhar.

E descanso a angústia de saber
Que no carinho longo de um abraço
Se adia o dever de recordar.


José de Almeida
In “Palavras de Outono”


Quadro de Malangatana, pintor moçambicano falecido a 5 de janeiro de 2011 em Matosinhos.

98 comentários:

  1. Graça querida
    Amanhã, dia de Reis, se me permitires, postarei tua história do Josafat.
    Caso não permitas é só me dizer.
    Quero te agradecer o mimo que chegou na véspera do Natal e enfeitou o meu cantinho junto ao meu São Francisco.
    Com carinho, beijinhos
    Zizi

    ResponderEliminar
  2. Que bom!!!
    Grata por permitir que o Josafat passei pelo Bloguinho.
    Mais beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. Ai amiga, sempre gostei de sonetos e os escrevi sem saber que eram. Esse seu é lindo,com sonoridade gostosa dando vontade de cantar. Escolha perfeita de palavras com sentimentos.Amei!
    Montão de bjs e abraços

    ResponderEliminar
  4. Fizeste uma escolha poética de grande qualidade. O soneto é soberbo.
    Obrigado pela partilha, querida amiga.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  5. Malangatana
    Não sei porque e de que morreu
    que sei eu?
    Talvez de tristeza...
    como posso ter a certeza?

    (rima triste, esta minha...)

    ResponderEliminar
  6. Lindo soneto! e ficamos sem mais um grande artista...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Tudo tem um fim, por vezes triste.
    O sorriso mais franco, a beleza e as cores da alegria de viver, o pintor, o Homem.
    Tive a oportunidade que na altura perdi, de expor minhas máscaras quiocas em exposição colectiva na galeria LP de S. Pedro de Sintra com esta grande homem e artista, o que muito me honraria. Mas o que mais me desgostou foi por motivos de saúde na altura, não ter podido privar umas horas mais com ele, porque cada momento era marcante.
    Sinto muito e me deixa triste como acima disse. Fica um legado impressionante em museus e colecções particulares, a perda essa é indescritível.
    Kandando carinhoso.

    ResponderEliminar
  8. Olá, menina Gracita!
    Passei primeiramente para dizer que te desejo que o ano de 2011 te sorria muito!
    A escolha do soneto é maravilhosa!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Graça, amada!
    Que beleza de soneto...que intensidade em cada palavra... A tela belíssima!!!
    Beijuuss n.c.

    ResponderEliminar
  10. Oi Graça

    Que belo soneto. Amei!

    Grande perda neste dia, infelizmente.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderEliminar
  11. Graça,
    Acabei de receber o meu "miminho", mas veja só, quem mo trouxe não foi o Pedro, quando abri a porta foi Josafat quem se apresentou. Disse-me que Pedro estando atrasado para retornar à caravela, pois ainda tinha que descobrir a "santa terrinha", confiou-lhe a encomenda.
    Josafat foi breve, pois ainda teria que alcançar os Reis Magos que o esperavam no caminho da Estrela de Belém. Amanhã eles vão encontrar a Santa Família.
    Obrigada. Adorei o mimo, tão singelo e delicado.
    E chegando aqui no teu blog, encontro essas jóias de soneto e tela. Só lamento a morte do artista.
    Beijocas.

    ResponderEliminar
  12. Amiga lindo soneto e uma pintura maravilhosa.
    Aproveito para desejar um excelente ano 2011, que seja um ano de realizações pessoais e profissionais, sonhos realizados, alegrias constantes, saúde, paz e amor.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  13. Um soneto de rara beleza.
    As palavras parecem sorrir de um sonho que se faz acontecer.

    ResponderEliminar
  14. A "sede de infinito" move montanhas...

    Um beijo

    ResponderEliminar
  15. Olá Graça

    Um soneto SOBERBO.
    Obrigada pela partilha.

    Partiu o Homem...ficou a Obra.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  16. Bonito soneto...e tela belíssima....
    Menos um artista para nos presentear...
    Beijo

    ResponderEliminar
  17. Profundo e mágico soneto! Obrigada amiga por compartilhar! Carinhos pra ti... Bjsss

    ResponderEliminar
  18. Na vida tudo passa e nós passamos também no caso de Malangatana ele vai ficar pelo seu legado.
    que possa encontrar a luz
    beijinhos

    ResponderEliminar
  19. Belo soneto...a imagem é super viva e linda.

    abraços
    de luz e paz

    ResponderEliminar
  20. Lindo soneto, uma boa escolha e a tela é forte e interessante. Artista não morre só vira a esquina.
    beijos

    ResponderEliminar
  21. Adorei o soneto, querida!

    Eu não conhecia essas palavras... É maravilhoso conhecer novas letras e absorver novas palavras...

    Amei....

    Beijos linda!!!^^

    ResponderEliminar
  22. Lindo! Um grande beijinho e feliz dia de Reis também para si!

    (um) beijo de mulata

    ResponderEliminar
  23. Querida Graça, saudades literárias, rsrsrs.
    Minha amiga das letras...
    Eu desejo de coração Feliz Ano Novo com muita saúde, paz, amor e grandiosas realizações juntamente com seus familiares.
    Que seu dia de Reis seja maravilhoso!!!
    Adorei sua postagem, parabéns e aplausos!
    Beijos no coração.
    Com apreço,
    Cely.

    ResponderEliminar
  24. Graça querida!

    Vim te visitar e deixar...
    Um Abraço*

    Um abraço faz milagres...
    Aquece a alma e o coração!
    Não custa nada!
    É só ter um pouquinho de boa vontade
    e distribuir de montão!
    Quando você abraça alguém
    seu coração entrega um pouco de amor!
    Quem recebe fica feliz
    e quem abraça tem um dia encantador!
    Transforme o seu dia,
    transforme o dia de alguém!
    Abrace com carinho e alegria!
    Você vai ficar feliz também!

    Sinta-se num abraço!
    Sônia Silvino's Blogs
    Vários temas & um só coração!

    *Minha autoria

    ResponderEliminar
  25. Vi ontem a reportagem sobre ele, devia ser um grande pintor.

    Bjooo e Bom-Anooo...!

    ResponderEliminar
  26. Querida amiga!

    Ficou o universo das Artes muito menos colorido!
    Este mês de Janeiro tem que ser enfrentado com um sorriso constante, não fingido, que não o é! Nunca o será! Mas que pode muito bem ser um sorriso dorido, mesmo que seja provocado pela lembrança mais doce do mundo e surja acompanhado de uma lágrima!
    Querida amiga, o meu pai faleceu há 6 anos, a 13 de Janeiro após ter completado 80 anos a 2 do mesmo mês.
    Parece que me conheces melhor que a minha própria irmã.
    Obrigada!

    Nunca a escolha do teu poema teve tanto a ver com o que sinto "Se procuro cantar-te nas estrelas
    É porque tenho sede do infinito.
    Se quero que as tristezas sejam belas
    É porque, assim, o mundo é mais bonito."

    Bem hajas.

    Seguiremos juntas. Estreitaremos mais os laços, porque pessoas como tu são raras, puras e belas e é com elas que eu quero estar.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  27. Queria comentar este Soneto
    Com palavras que eu sei dizer
    Mas escrevendo nada prometo
    Do que aqui possa escrever

    Eu queria escrever bonito
    No meu livro que não é novo
    Mas não sou um erudito
    Sou um simples homem do povo

    Que se sente muito feliz
    De ser exactamente como é
    Embora vivendo num país
    Que não liga nenhuma ao Zé

    Hoje estou pouco inspirado
    Não sei bem o que se passa
    Mas quero aqui dizer obrigado
    À minha querida amiga Graça

    Beijo,
    José.

    ResponderEliminar
  28. Malangatana não morreu,mudou apenas de lugar...

    Beijo minha querida amiga.

    ResponderEliminar
  29. Graça

    Que soneto lindo e que perda triste o pintor que eu não conhecia - tela magnífica.

    bjos
    Anne

    ResponderEliminar
  30. meu blog voltou com tudo acompanhe durante a semana noticiário cultural. Espero que goste. Me siga. Abraços boa semana.

    informativofolhetimcultural.blogspot.com

    ResponderEliminar
  31. Bonito soneto dum autor que só agora começo a conhecer, e uma imagem que me faz recuar às minhas origens, agora com saudade.
    Abraço do Zé

    ResponderEliminar
  32. Mi querida amiga Gracia, es una hermosura de soneto,
    me ha encantado, bello bellisimo, te felicito poetisa.
    Tengo que decirte que las musas han llegado con el año nuevo repletas de una gran inspiracón, lindo poema.


    :*Si intenta cantar en las estrellas
    Es porque estoy sediento de infinito.
    Si desea que el blues son hermosas
    Es porque, bueno, el mundo es más hermoso*.

    Precioso amiga mía desde el principio hasta el final,
    mil gracias por compartir tan lindas letras siempre es un un placer venir a tu casita virtual con las puertas abiertas al mundo y poder entrar y disfrutar de tan exquisitas escritura,
    desde España te dejo besos y abrazos grandote siempre tu amiga Lola.

    ResponderEliminar
  33. Olá, Graça!

    Talento de poeta, o de na tristeza encontrar beleza, o de conseguir abraçar quem está longe,e o de adiar o recordar...recordando.

    É muito doce o que dizes, ainda que dito com um travo amargo de tristeza.E é muito lindo, também.

    Beijinhos.
    Vitor

    ResponderEliminar
  34. Um maravilhoso poema acompanhada de uma obra soberba do grande Malangatana

    ResponderEliminar
  35. contamo-nos nas estrelas

    o dever, é de aqui estar e gostar!

    um beijo

    manuela

    ResponderEliminar
  36. Uma tela dum grande pintor, infelizmente desaparecido... mas, a sua obra perdurará.
    Desejo-te um excelente ano Graça, com tudo de bom...
    Beijinho,
    Chris

    ResponderEliminar
  37. Obrigada pela visita minha querida adorei a resposta, beijinhos de muita luz e muita paz.

    ResponderEliminar
  38. Entristece a perda dum ser humano, mas se é um artista são duas as perdas.
    Que descanse em paz e que siga a sua obra onde esteja...

    Um grande abraço

    ResponderEliminar
  39. Graça,

    Um belo soneto e uma linda homenagem ao artista que regressou a "casa"...à casa de todos nós.

    Desejo-te um 2011 com muita saude e paz.

    beijinhos

    canduxa

    ResponderEliminar
  40. Esse Soneto é muito lindo, Graça... Apintra tb.
    Seu Blog está lindooooooo com esse fundo de estrelas !
    Eu fiquei feliz por vc ter assistido meu vídeo, obrigada !!!!

    Beijo, amiga

    ResponderEliminar
  41. Um belo soneto muito bem acompanhado por essa beleza de tela.

    bjs

    ResponderEliminar
  42. Olá Gracinha, tudo bem?
    Malangatana partiu mas a sua passagem ficará para sempre. Adoro a sua pintura que tão bem retrata a simplicidade do povo africano. Desculpa não comentar mais vezes mas a minha "NET" está terrivel. Hoje demorei 12 minutos para escrever este comentário, mas tinha de o fazer. B~jº grande. Gostei do soneto. Obrigado pela partilha.

    ResponderEliminar
  43. Graça,

    Obrigado por escolheres um poema meu. Sabes, o infinito tem duas cores feitas de distância: o azul do céu sem nuvens e o vermelho do pôr do sol. Como vês. o Malangatana sempre teve sede do infinito e trouxe-o para a tela.

    Abraço,

    JAP

    ResponderEliminar
  44. Graça, meu anjo querido!
    Só agora consigo um pouco de tempo para sentar-me aqui e ler-te com o prazer de sempre. Estive com mil afazeres nesse final e começo de ano. Perdoe-me a demora em visitar-te! Gosto demais de ti e não deixaria de vir aqui não fora essa agitação das Festas.
    Esse soneto transcende...belo, belo, belo.
    O quadro está demais!
    Um deslumbrante 2011, amiga do meu coração!!!

    ResponderEliminar
  45. OI, Graça
    Passo,com calma,pra desejar-lhe um Novo Ano cheio de paz e prosperidade em todos os sentidos...
    Cheguei ontem de viagem...
    As minhas férias foram deliciosas... Junto à família tudo é bom demais!!!
    Tanto poema como Tela de muito bom gosto.
    Bjs com gostinho de início de ano

    ResponderEliminar
  46. Olá minha querida.
    Para lhe enviar as informações sobre as agendas vou precisar do seu email, que não encontro no blog.
    Envie-me por favor para:
    mceu.fernandes@netcabo.pt
    Bjs e um 2011 estupendo!
    M. Céu

    ResponderEliminar
  47. Oi Graça, passando para lhe desejar um Feliz Ano Novo!!! Beijos!

    ResponderEliminar
  48. Olá, Graça
    Este soneto de José de Almeida é muito bonito, assim como o quadro de Malangatana que, desde o passado dia 5, se encontra numa outra dimensão.
    Merecida homenagem lhe prestas.

    Bom fim de semana. Beijinhos

    ResponderEliminar
  49. O que é bom dura para sempre, beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  50. .

    . hoje, a palavra é pertença do silêncio .

    .

    . em memória do grande pintor Malangatana .

    .

    . todo ele i.mortal .

    .

    . um beijo .

    .

    ResponderEliminar
  51. Tal como tu, também tenho no meu blogue uma homenagem a Malangatana.

    Lembrei-me de ti quando o fiz!

    Beijo,
    António

    ResponderEliminar
  52. Olá, passando para desejar um feliz ano novo,bjss

    ResponderEliminar
  53. Querida Graça, andamos muito em sintonia, tu com este soneto a falar de estrelas e infinitos e eu com um, que vou inserir no meu blog, a poetisar um 'amor estelar'. Ambos vivemos sede de infinitos.
    Beijo, de muito afecto, querida.
    Carlos

    ResponderEliminar
  54. Um poema gostoso,,,suave que nos faz viajar nas possibilidades dos sonhos...beijos de bom final de semana pra ti querida.

    ResponderEliminar
  55. Adorei o poema,pequeno mas de um significado grandioso.
    Obrigado pelo carinho do seu comentário,gostei demais da conta rs.
    Mudou o visual do blog,ficou lindo!!!
    Parabéns.
    Beijos amada.

    ResponderEliminar
  56. Lindo soneto!
    Que descanse em Paz Malangatana!

    ResponderEliminar
  57. Um SONETO magnifico para este começo de Ano.
    Beijo
    Ligia

    ResponderEliminar
  58. Querida Graça, Um belo soneto e uma sentida homenagem a Malangatana.

    Um beijo

    Boa semana

    ResponderEliminar
  59. que lindo Gracinha!!! que soneto mais lindo!!!
    bejos
    lila

    ResponderEliminar
  60. Graça
    Estrela da blogosfera
    Infinito e despojado
    Amor
    Distribui a quem a cerca
    ------------------
    Um abençoado final de semana, amiga!!!

    ResponderEliminar
  61. Querida Amiga,
    Bonita homenagem a Malangatana, um pintor universal, um dos moçambicanos mais famosos e um amigo de Portugal.
    Fiquei deveras sensibilizado pelo teu carinho e apoio. A minha passagem de ano foi a melhor possível. Obrigado! Que este 2011 seja pata ti um ano muito feliz com muita sáude para bem dos teus amigos que muito te admiram e estimam.
    Beijo,
    J

    ResponderEliminar
  62. Olá Graça.
    Obrigada por mais um momento mágico e uma linda homenagem.
    Tudo de BOM.
    bjnhos
    alice

    ResponderEliminar
  63. Querida amiga!

    Não chegou até cá :(
    O céu esteve um nadinha mais claro e parou a chuva, mas não vi o sol. Não tive a mesma sorte!
    Contudo, o sol raiou de manhã quando falei com o Pedro ... quando conversei com a minha amiga Zé (a poetisa lá do Rau)... quando obtive um sorriso da Dona Maria que visitei novamente hoje e que está muito perto do fim...
    Por muitas boas razões, uma delas é saber que também tu te preocupas comigo.

    Obrigada.
    Há gente boa neste mundo virtual! Nós sabemos!!!

    O nosso Malangatana continuará a dar cor ao Mundo com a sua obra imortal.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  64. :) Só para deixar um beijinho grande!!! :) Boa semana querida

    ResponderEliminar
  65. Amiga. Estou de volta, depois de um pequeno perído de descanso. Belíssimos poema e pintura. Beijos, ótima semana e um feliz 2011.

    ResponderEliminar
  66. Belíssimo, Graça. Quanto lirismo nesses belos versos! Não conhecia o autor.Vou procurar ler sobre suas obras. Lamentável, a morte de tão talentoso pintor. Adorei a tela.

    Um beijo e obrigada pelo belo post!

    ResponderEliminar
  67. Graça!

    Abraço para retardar a recordacão...linda,linda imagem!!

    Belo poema!

    Um beijo!

    Sonia Regina

    ResponderEliminar
  68. Um soneto para saborear lentamente.
    Beijo
    Teresa(Quelimane)

    ResponderEliminar
  69. Graça,

    Belo o teu soneto, palavras de amor e saudade.
    És uma mulher toda coração, uma mulher forte também e tudo isso transparece nos teus versos.

    Muito linda a tela de Malangatana, a sua arte viverá para além dele.

    Desculpa alguma ausência, foi um Natal e Fim de ano com muita família, andei menos activa por aqui.

    Não sei se já te desejei um Bom ano, se não o fiz faço-o agora. Tudo de bom para ti, com muita saúde, paz e amor.

    Um beijo enorme
    Branca

    ResponderEliminar
  70. Graça,
    Que me importa os versos
    que por aqui desemborcas
    se são teus, algum poeta
    em horas mortas,
    São todos belos de pronto,
    são letras que valsam junto
    e nos convida a dançar...

    Como é maravilhoso te ler
    os teus, os deles seja lá de
    quem for
    é sentimento de vida, são sinais
    do profundo é riqueza a se viver...

    Não me canso de aqui passar minha amiga
    Maravilhosas deixas.

    Bjs

    Livinha

    ResponderEliminar
  71. Que as verdadeiras amizades continuem.
    Que as lágrimas sejam poucas, e compartilhadas.
    Que as alegrias estejam sempre presentes e sejam festejadas por todos.
    Que o carinho esteja presente em um simples "Olá",
    ou em qualquer outra frase mesmo que digitada rapidamente.
    Que os corações estejam sempre abertos para novas amizades,
    novos amores, novas conquistas.
    Que Deus esteja sempre com sua mão estendida
    apontando o caminho correto.
    Que as coisas pequenas como a inveja ou desamor,
    sejam retiradas de nossa vida.
    Que aquele que necessita de ajuda encontre sempre em nós,
    uma animadora palavra amiga.

    Que a verdade sempre esteja acima de tudo.


    Bjs.

    ResponderEliminar
  72. Fatinha

    Lindos e desejáveis estes votos...na certeza que o mundo seria muito melhor.
    Obrigada
    Graça

    ResponderEliminar
  73. Querida Graça, belas palavras você foi buscar. O soneto é lindo, emocionante.

    Artistas como Malangatana não morrem. Morrer é ser esquecido, - e como esquecer um artista que pulsa, respira, fala ao mundo através de obras tão significativas?...

    Aproveito a visita para agradecer a atenção que sempre dedica aos meus escritos e, principalmente, para desejar a você muita saúde e muitas alegrias neste novo ano.

    Um grande beijo, um abraço apertado, e inté!

    ResponderEliminar
  74. Amiga, singela, sentida e merecida homenagem ao enorme vulto da cultura que nos deixou! A sua obra e a memória da pessoa que os mais próximos guardarão hão-de perpetuá-lo, fazendo jus aos seus méritos!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  75. Será que há tristezas belas? Não sei...as estrelas são belas; será por isso, talvez que olhemos tanto para o céu quando estamos tristes; fixamos o noss olhar lá em cima...de certa maneira, o brilho das estrelas nos conforta. Belo soneto! Pena que nestes dias não tem havido estrelas no céu...fica tudo mais triste. Um beijinho e até breve!
    Emília

    ResponderEliminar
  76. Graça,
    Eu gostei tanto de Josafat que arrumei um jeito de conhecê-lo: fiz com que Pedro passasse a encomenda pra ele, e aí ele veio rapidinho (rsss).
    Bjs.

    ResponderEliminar
  77. O amigo: um ser que a vida não explica
    Que só se vai ao ver outro nascer
    E o espelho de minha alma multiplica...


    Vinicius de Moraes

    Amor & Paz no seu dia...Beijos...M@ria

    ResponderEliminar
  78. Amiga Graça,
    Obrigado por teres-me visitado aquí no ALONE e tb pelo comentário que, então, fizeste.
    Quero, igualmente, te parabenizar pelo Soneto lindissimo que postaste e pelo PRESENTÃO que foi o quadro do Malangatana, recentemente falecido em terras Lusas.
    Excelente Ano pra Ti, também.
    Beijo do
    A,Rui as alone

    ResponderEliminar
  79. Soneto muito lindo e o quadro de Malangantana ainda sobressai mais.
    Monhé

    ResponderEliminar
  80. Poderia dizer isto de uma maneira poética, para ser coerente com o post, mas fica mesmo assim: quando puder passe pelo meu cantinho, que lancei lá um desafio para si;) Beijinhos*

    ResponderEliminar
  81. ...rubí
    del verso
    en tí
    su
    palabra...



    un fuerte abrazo GRACA :

    ResponderEliminar
  82. Olá Graça!!! Lindo soneto, como tudo que leio por aqui!! Amiga obrigada pela força e por suas palavras sempre tão meigas, você é especial, sempre presente!!! Desejo que você tenha um 2011 maravilhoso, cheio de realizações!! Mil beijos, Virginia.

    ResponderEliminar
  83. Preciosa e Afável Amiga:
    "...Até que a noite apague o entardecer
    E o silêncio dilua o meu cansaço,
    Procuro o amanhecer do teu olhar.

    E descanso a angústia de saber
    Que no carinho longo de um abraço
    Se adia o dever de recordar..."

    Que "coisa" mais maravilhosa, pura e linda.
    Magistral e perfeito. Literalmente, "explosivo" de encanto.
    Parabéns. Um poema lindíssimo de ternura sua.
    Abraço amigo ao seu talento, a si e ao que concebe de fascinar.
    Com respeito.
    Sempre a admirá-la

    pena

    Excelente!
    Bem-Haja, notável e extraordinária amiga poetiza de sonho que nunca vira fazer com tanta beleza versos fantásticos.
    Adorei.

    ResponderEliminar
  84. Graça,

    É sempre uma alegria visitar o teu blog, onde encontro sempre matérias que escreves com sensibilidade e inteligência.Sem esquecer do talento da poeta, como se vê nesse belo Soneto.

    Abraços,
    Pedro.

    ResponderEliminar
  85. Minha querida e doce amiga

    Hoje passando apenas para te deixar um carinho...um beijinho e agradecer a tua amizade linda.
    Estou melhor e de pé...e com saudades.

    Beijinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  86. Gostei de vir aqui e ler-te,saio feliz!
    Desejo que seus dias,sejam iluminados pela essência Divina,com Boas Energias Sempre!
    Abraços
    Mari

    ResponderEliminar
  87. "O algodão doce
    assustou-a
    a ponto
    de salta do carrousel
    em andamento
    e de torcer o pé."

    Respondo ao teu belo soneto com a mesma delicadeza de sentimentos descrita por Adília Loes em sua Antologia.
    A gentileza gera a gentileza. Parabéns pela escolha e agradeço a partilha. Felicidades sempre. Com meus beijos.

    ResponderEliminar
  88. Desculpe-me:
    "O algodão doce
    assustou-a
    a ponto
    de saltar do carrossel
    em andamento
    e de torcer o pé."

    ResponderEliminar
  89. .

    . re.volto .

    .

    . re.leio .

    .

    . e deixo o beijo de sempre .

    .

    . paulo .

    .

    ResponderEliminar
  90. Minha amiga,

    Xamuar da minha terra!!!

    Peço desculpa porque tenho estado em falta comigo.
    O que posso fazer?
    Também ando em falta com muitas pessoas, mas...de que adianta me revoltar, não posso estar mais presente...quem me dera poder!

    É isso, o tempo não estica.
    Não sei se poderei continuar a dar-vos boas fotografias e posts bonitos, porque:
    Ando muito por baixo, não imaginas a minha vida.
    HOJE o m/marido disse-me assim:
    Prepara-te que um dia destes, acontece-te o mesmo que aconteceu ao C.C., limpo-te o sebo!
    Achas que é fácil viver assim; é uma tortura psicológica diária.
    Vivo debaixo de muitos nervos e em pânico.
    Avisei-o que iria dizê-lo publicamente para que, caso algo me aconteça, saibam aquilo que ele me ameaçava.
    Enfim, Amiga.
    Um conselho meu: aproveita a vida junto de quem te "merece", porque este não me merece, com toda a certeza.
    Beijos meus.

    ResponderEliminar
  91. Querida Amiga Graça,
    Belo soneto e linda recordação do pintor Malangatana recentemente falecido.
    Um beijinho muito amigo.

    ResponderEliminar
  92. Graça que lindo este soneto, tem um selinho no meu blog para ti
    Bjs
    Graça

    ResponderEliminar
  93. GRACINHA: mais que o soneto que estÁ em concordância, adoro a arte de MALANGATANA, os quadros que !"falam" da vida africana, das cores misteriosas dessa ÁFRICA linda ,que não esqueço, desse amor pelas raças, pelas gentes, pelos usos .costumes e tradições, onde começou o MUNDO!
    MALANGATANA morreu...VIVA MALANGATANA!

    Beijo
    Mª ELISA

    ResponderEliminar
  94. Aprecio muito tudo o que escreve e desde já os meus parabéns. A história está muito bem contada e escolheu um quadro de Malangatana muito bonito. Desejo um excelente ano e que continue a publicar coisas bonitas.

    ResponderEliminar
  95. Beijo carinhoso de bom dia pra ti querida....paz e poesia sempre.

    ResponderEliminar