sexta-feira, 6 de novembro de 2009

A Trágica Morte do Velho Leão...


A história que vamos narrar aconteceu na localidade de M........, na Zambézia, há já muitos anos, no tempo em que os leões faziam as suas “excursões” através das povoações para desenfastiarem e variarem de menu... saboreando um pouco de carne humana. Diz-se que o leão só caça as pessoas quando já velho e sem forças para perseguir os bichos, no mato. Então, cansado e esfomeado, pela sombra da noite se aproxima dos povoados e fica de atalaia espreitando o incauto viandante que lhe passe por perto, ou chegando mesmo a entrar nas palhotas, como no caso que vamos narrar. A história é verdadeira (embora pareça um tanto caricata) e, quanto antigo zambeziano – como eu – a não ouviu por lá contar? Não posso no entanto garantir se o assalto do leão tinha por finalidade desenfastiar e variar de menu ou se foi mesmo para matar a fominha que ele fez a sua “excursão” a M..........., bem perto do Posto Administrativo e da única casa comercial ali existente ao tempo desta ocorrência.

Certa noite, - ou madrugada – fortes pancadas soaram na porta da casa do Snr. D............
- Quem é? O que querem a estas horas?!...
- Cença patrro,... cença patrrão.... vem depressa, depressa... Podagoma entrou no palhota de um metiana e qué comê ela... Vem depressa trazê fute p’ra matá ele!
- Mestre D......... não pediu mais explicações, salta da cama, enfia os chinelos, agarra a velha “karapochek” e mesmo em pijama se dirige para o local indicado de arma empunhado..., pronto a fuzilar o atrevido leão comedor de humanos...
- Onde está o leão?
- Ali, patrrão! Ali, olha...
O branco salvador olha naquela direcção e vê... Vê o quê? – Vê o esquelético animal trancado debaixo dos paus que serviam de cama à preta e estava sendo amarrado pelo rabo... por um homem! Como fazer? Disparar a arma? E se mata alguém naquele espaço tão apertado?
No entanto, à queima-roupa puxou o gatilho mas... tchaque, tchaque... a velha espingarda, do tempo da ocupação, não faz fogo. Que fazer! Que chatice... De repente – tinha de ser mesmo de repente! – Ideia luminosa! É que não havia tempo a perder... Como o leão estava a ser seguro pelo rabo, olhou... e viu o buraco! Não é tarde nem é cedo! E vai de enfiar o cano da espingarda por ali dentro até que, após desesperadas contorções... o malandro morreu!
Por essa altura – ou pouco tempo depois – passava por ali um inspector administrativo em serviço. Este senhor, nas suas andanças pelo mato ia escrevendo umas crónicas para o jornal “Notícias”, de Lourenço Marques. Tendo conhecimento deste facto, escreveu-o e enviou-o ao jornal, terminando a narração mais ou menos neste termos:
- ...e o Sr. D............., não encontrando outra alternativa, meteu-lhe o cano da espingarda por um buraco que a Natureza a todos deixa...

In, Rosmaninho d’Além-Mar, 1983


57 comentários:

  1. Ola amiga
    ., . - . - , _ , .
    .) ` - . .> ' `(
    / . . . .`\ . . \ Vim oferecer uma rosa
    |. . . . . |. . .|
    . \ . . . ./ . ./
    .. `=(\ /.=` toda perfumada
    .... `-;`.-'
    ......`)( ... , para aromatizar
    ....... || _.-'|
    ........|| \_,/ teu fim de Semana...
    ........|| .*´¨)
    ¸.•´¸.•*... ¸.•*¨)
    (¸.•´ (¸.•` *
    *´¨) мιℓ вєιנoѕ♥*♥
    ¸.•´¸.•*... ¸.•*¨)
    (¸.•´ (¸.•` **♥*♥

    A história é caricata mesmo...
    Jinhos grandes amiga

    ResponderEliminar
  2. Passei aqui para me energizar com uma boa leitura e desejar-lhe um ótimo final de semana. Beijos.

    ResponderEliminar
  3. Não gosto muito de piadas, prefiro as situações engraçadas...
    Esta então, é hilária.
    Adorei!
    Tácito

    ResponderEliminar
  4. Oi Graça !
    Fiquei preocupada com a sua observação sobre e-mails. Não enviei nenhum e-mail para o seu endereço. Desde junho estou passando por problemas com a minha saúde que me impediram de responder até os comentários dos amigos em meu blog. Hoje é a primeira vez que estou respondendo e agradecendo o carinho de todos.
    Será que você está recebendo e-mails falsos? Alguém pode estar usando o meu nome. Cuidado com vírus, não abra nenhum link. Quando puder, me explique por e-mail o que aconteceu.
    Grande abraço!

    ResponderEliminar
  5. Graça querida amiga, vou me recolher e terei certamente uma boa noite de sono . Dei boas gargalhadas. Jornalista é assim mesmo, quando não apura o fato...deduz.[rs]
    Boa noite e um beijo!!!

    ResponderEliminar
  6. Caricata, sem dúvida, mas coitado do leão... bem sei que era por boa causa, mas não poderia ter sido de outra forma? Em relação ao relato jornalístico, o jornalista nada mais fez, que a sua obrigação,isto é, informar os leitores de uma ocorrência, com detalhes específicos,sem escamotear os factos e julgo que todos terão compreendido o texto!!(ao contrário de certas peças jornalísticas de hoje em dia...) :)
    Beijinhos e bom fim-de-semana!

    ResponderEliminar
  7. Oi passei pra te deixar beijos e te dizer que:
    ___#______#________###__###
    ___#______##############_#
    ___#________________#####__#
    __#__________________________# *a amizade é uma grande
    __#___________________________# * conquista, e mesmo que
    __#___________________________# *estejamos perto ou longe,
    ####_____##____________##____### *presente ou não, a simples
    __#_______##____________##____# * manifestação de carinho,
    #####___________##___________###* e atenção mesmo que
    ___#__________________________# *seja através dos recadinhos
    ____#________________________# *dos blogs, já trazem grandes
    _______#__________________# *alegrias em nosso dia a dia
    ______#__##_##########_#
    _____#____#____#____#___#_#
    ___#____#______###______#_# *
    ___#_____#________________#_#
    ____##_#################
    ________#________#________#
    ________#________#________#
    _________######_#######
    Bom fim de semana
    Beijos de Princesa

    ResponderEliminar
  8. Graça, achei que lhe tinha deixado aqui um comentario logo a seguir a Maria Cusca. Nao sei que aconteceu. Dava-lhe os parabens pela historia e desejava-lhe um bom fim de semana.
    Um beijo para si

    ResponderEliminar
  9. Passando para te deixar meus votos de um lindo final de semana, com muita energia!
    beijos

    ResponderEliminar
  10. Olá Graça,

    passei para ler mais uma história (tadinho do leão) e desejar um bom fim de semana.

    beijo

    ResponderEliminar
  11. Un escrito como siempre formidable..

    Un beso

    Un abrazo
    Con mis
    Saludos fraternos..

    Que pases un buen fin de semana..

    ResponderEliminar
  12. O medo se espalha pelos caminhos mais diferentes e inesperados. Muitas vezes não lhe resta outra alternativa diante da ameaça da morte, cerramos os olhos e chegue-se lá aonde for possível para se safar. Gostei muito. Uma história bem surreal, portanto, real. A literatura não consegue competir com a realidade. Beijos e saúde, sempre.

    ResponderEliminar
  13. Graça, tu e as tuas lindas histórias de encantar, tenho de contar esta aos meus netos.
    De qualquer modo te digo, este Leão assemelha-se um pouco comigo, também sou Leão no signo, e no entardecer, também já só caço no prato, só não espero acabar como ele!

    Um beijo amigo para ti, Graça, no desejo que tenhas um óptimo fim de semana.

    Carlos

    ResponderEliminar
  14. Hummm...Adorei a história...Mas sinceramente, fiquei com imensa pena do leão...=(

    Bjinhos
    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  15. Um lindo fim de semana pra vc.
    Um beijo..Emilinha

    ResponderEliminar
  16. Graça
    Hahahahahahahaha... Como sempre tão bem contada... Adorei!

    Beijos
    Anne

    ResponderEliminar
  17. Outra história transpirando a magia africana que tanto nos envolve!
    Adorei o linguajar de quem bateu à porta do patrrão! E onde foi este desencantar a "karapochek"!? Já nem me lembrava deste velho "canhangulo".
    Notável a forma como o inspector termina a narração.
    O leão? Tadinho, basta olhar para o olho dele.
    Um beijo, Graça. Bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  18. Olá Gracita :)

    Ali, era matar ou morrer. Além da traição da arma, acabou tudo em bem...e ainda bem !!!
    Bom fim de semana, amiga .

    Beijoo/Abraço para vocês.

    Norberto

    ResponderEliminar
  19. Minha caríssima Graça:

    ... dizem que foi assim que a Alemanha perdeu a guerra!

    O leao de Alvalade que se cuide, também está a ficar velho, quem sabe se não lhe vai acontecer o mesmo!

    ResponderEliminar
  20. Hoje passando para te ler e desejar um lindo final de semana com muito amor e carinho

    "É melhor tentar e falhar, que preocupar-se e ver a vida passar.
    É melhor tentar, ainda que em vão, que sentar-se fazendo nada até o final.
    Eu prefiro na chuva caminhar, que em dias tristes em casa me esconder.
    Prefiro ser feliz, embora louco, que em conformidade viver..."
    Martin Luther King

    Abraços com todo meu carinho

    ResponderEliminar
  21. Nada real para um leão.
    Na verdade, triste.

    ResponderEliminar
  22. Em matéria de buracos

    a natureza é sábia!

    Com os sons, o cheiro, o afecto e o linguajar de uma terra quente

    mesmo acabando mal para o bicho
    e apenas se choca quem não conhece os homens...

    aqui temos uma história para enfeitar o meu sábado

    um grande beijinho à Graça

    perguntando se não existem mais rosmaninhos de além-mar?

    ResponderEliminar
  23. Ai coitado do leão, acho que era preferível a bala mesmo assim fiquei com pena dele

    ResponderEliminar
  24. Manela:
    Acabo de chegar do meu voluntariado... ao sábado é um dia complicado mas feliz!
    Pois, desta vez resolvi postar uma história que não é minha mas que ouvi tantas vezes contar ao meu pai.... e dele, com leões, são imensas algumas vividas mesmo com ele... Mas ,não pensei na "situação" do meu clube e já li comentários referidos a "outro " leão...
    O "Dragão" cá de casa, já me tinha alertado para isso, mas, quando se faz as coisas sem segundas intenções...
    Vou acabar o meu jantarzinho...coisa simples, já se vê, dado o adiantado da hora e a "fome" do meu Dragão...
    Um beijo muito amigo
    Graça

    ResponderEliminar
  25. E os Leões, por sinal, andam bem agitados!

    Temos uma amiga virtual e também já estivemos com ela duas vezes, com 86 anos que é a sócia (senhora) mais antiga do Sporting!

    Não perde um jogo (em casa) e lá está na tribuna de honra com o seu longo cachecol verde maior do que ela, que é muito pequenina...

    Todos os dias, envia-nos mais de 20 mensagens.

    Agora descansa e bom domingo!

    Um beijinho

    Manuela Baptista

    ResponderEliminar
  26. O Rei da Selva foi vítima de um ataque traiçoeiro ainda que engenhoso...
    Lembrei-me, sei lá porquê das galinhas de Morrumbala, aquelas que não tinham moelas para a maioria dos mezungos, que acreditavam na história,
    Abraço divertido do Zé

    ResponderEliminar
  27. Na Zambézia costumava ir á caça com o meu pai e um tio que era expert em caçadas e que dizia que os leões são atacam quando têm fome...que saudades dessas aventuras que agora vieram ao de cima com esta história...
    Fernando

    ResponderEliminar
  28. Passei por aqui porque me apetecia ler e saio satisfeita...
    bjs

    ResponderEliminar
  29. minha querida Graça!
    realmente, parece uma anedota, mas muito bem escrita por tí!!!
    minha amiga, tenha um lindo final de semana!
    bjkinhas no seu coração,

    ResponderEliminar
  30. Olá amiga.
    Passei para te desejar um óptimo domingo.
    Jinhos grandes

    ResponderEliminar
  31. Oi, amiga!
    Vocês contam casos de leões, mas aqui, no Brasil, temos um folclore extenso só de onças. Já prometi a uma colega que iria me dedicar por um bom tempo a contar histórias interessantes sobre bichos.
    Bom domingo, Graça!!!Bjssss

    ResponderEliminar
  32. Como costumamos dizer aqui no Brasil - e felizmente para os humanos - 'o buraco é mais embaixo'... [rsrs]
    Um belo domingo pra você amiga Graça!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  33. Gracita, minha querida!
    Fiquei sem jeito diante de tão generosas palavras deixadas por ti, no meu cantinho.
    Obrigada. Tu é que és delecada e leve.
    É meu jeito de ver as pessoas e a vida.
    E se muitos acham que é a forma incorreta, eu viverei assim , do mesmo jeito, sempre amando as pessoas e a minha existência.
    Não pense que não sei que a nossa jornada, aqui, é de todo fácil, mas também sei que o melhor está por acontecer e eu sempre espero por ele de braços abertos.
    Quanto aos amigos... Ah! essses são como as rosas e as demais flores... são seres como eu que gostam de serem afagados, queridos, amados.
    Carinho é tão bom e, não custa nada, apenas o exercitar do nosso coração.
    Em relação ao teu texto... foi tudo uma questão de sobrevivência.
    Beijinhos do fundo do coração

    ResponderEliminar
  34. Pelas nossas terras ouviam-se muitas histórias destas arrepiantes rssss
    eu soube de uma que quem foi caçado foi um negro que andava a guiar uma manda de vacas. Foi uma outra histórica real também arrepiante rssss

    Beijinho

    ResponderEliminar
  35. AMIGA GRAÇA SEUS COMENTÁRIOS SÃO DE UMA GENTILEZA...AGRADEÇO DE CORAÇÃO SUA VISITA E SUA FALA!
    A PAZ E A LUZ DE DEUS ILUMINE SEU CAMINHO...
    BJ
    GRAÇA

    ResponderEliminar
  36. Amigo Vieira Calado
    Já recebi o seu portentoso livro "Viagem através da Luz"
    que, nesta altura...já vai a meio.
    Agradeço a dedicatória e a oferta do outro livro "Poemas soltos e dispersos".
    Vou depositar a importância na sua conta. Por favor esteja atento.
    Quando terminar a leitura do seu Livro, farei uma apreciação mais completa.
    Um abraço amigo e boa semana.
    Graça

    ResponderEliminar
  37. Oh, Doce Amiguinha:
    Engraçada história. A conclusão está mal ajustada e suscita a hilaridade. Algum pouco precavido ao manusear a Língua Portuguesa.
    Parabéns sinceros. Adorei. Brilhante como sempre.
    Beijinhos pelo seu encanto pessoal e literário.
    Um beijinho pela sua amizade e pelas palavras lindas deixadas no meu blogue que adorei.
    Bem-Haja, gigante amiga.
    Com admiração constante...

    pena

    ResponderEliminar
  38. É verdade que muitas vezes a realidade desafia a ficção.
    Este é um bom exemplo. São histórias que não podem ficar por contar.
    Boa narrativa.

    Deixo um beijo

    ResponderEliminar
  39. Olá Graça
    Vim agradecer-lhe o facto de se tornar "seguidora" do meu "Momentos Perfeitos" e aproveitei para espreitar mais uma vez o seu espaço na blogosfera.

    Sou uma apaixonada por fotografia.
    Este ano de 2009 já realizei 3 exposições e vou a caminho da 4ª exposição de fotografia, agora em Novembro, em que o tema é a Índia.

    Tudo isto é magia, porque a magia pode estar apenas num sonho, num local, em nós ou nos outros… pode estar no amigo que nos cumprimenta, no abraço ou no enlace… no corpo ou na alma… nos olhos, no rir ou na lágrima… a magia é o que quisermos que ela seja…
    Obrigado e seja feliz.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  40. Tulipa
    Obrigada pelas tuas palavras tão lindas...não é magia o que tu fazes com as tuas belissimas fotografias?
    Os que amam neste mundo, sabem espalhar esse encanto
    como tu o fazes e tão bem...
    E que a exposição de Novembro, seja mais um sucesso!
    Um beijo amigo.
    Graça

    ResponderEliminar
  41. Há muito tempo que não venho por aqui... e hoje, encontro logo uma história da nossa terra!
    Estive lá, quase três meses ( em Quelimane á volta de um mês...) muitas modificações, nem todas as melhores.
    A sua casa está cuidada, a minha quase desapareceu como outras do meu tempo. O cinema Águia, a Igreja metem pena...senti que já não era a mesma coisa, embora a hospitalidade zambeziana continue a ser verdade, assim como os bons petiscos e a linda praia do Zalala.
    Monhé

    ResponderEliminar
  42. Graça, tentei lhe enviar um email, mas não foi.O que aconteceu?
    Beijos....Hoje, fiquei um pouco decepcionada com o que vi...li.

    ResponderEliminar
  43. Emilia
    Nada de espantar minha querida... o que é esperado, não espanta. Depois escrevo.
    Um beijo e boa semana.
    Graça

    ResponderEliminar
  44. Graça
    Lindo o teu conto.
    Agora vamos aio nosso café...


    Esta é a maneira poética de eu ver o grão do café...
    Meu amigo...
    Meu aliado
    Com quem sempre vivi...
    e era lindo sentir o doce do bago e brincar na sua palha...




    MOINHO DE CAFÉ


    Café...
    Castanho...
    Redondinho...
    Colocado no moinho...
    Moinho que mói...
    Que o envolve...
    E o transforma...
    E tu...
    Ficas mais leve...
    Mais fino...
    Mais puro...
    E mais macio...
    E é aí que...
    Sentes o poder...
    De te transformares...
    Para nos poderes deliciar!...

    LILI LARANJO

    ResponderEliminar
  45. Lili
    Para terminar esta noite, já um pouco fria, que bom o teu café, adocicado com a sabor da Amizade...
    Beijo amigo
    Graça

    ResponderEliminar
  46. Continuemos, Graça.
    Agora você atacando de mini-conto.

    Carinho.

    ResponderEliminar
  47. Pois é amiga!
    No dia em que a cabeça, parar de inventar...
    Jinhos amiga e uma óptima semana

    ResponderEliminar
  48. Graça,
    que conto,que presença de espirito.
    quem não tem cão "mata" com cano.

    Olha,tem um selinho para você em meu Blog
    passa lá.
    bjs

    ResponderEliminar
  49. Tambem estive em Moçambique...mais a Norte.Esta história transportou-me a esses anos, saudosamente.Foi um amigo que me indicou este blog,emboa hora.
    Parabens.
    Nacala

    ResponderEliminar
  50. OI Amiga, tudo bom... então desculpe vc não viu o comentário, pq eu não acesso o blog de fim de semana na minha casa a internet é péssima, então como sai cedo na sexta e não acessei no fim de semana os comentários ficaram sem aprovação...kk desculpe viu, já resolvi o probleminha... Adoro sempre suas visitinhas... depois voltarei aqui com mais calma para ler este texto....

    otima semana

    bjs
    monica

    ResponderEliminar
  51. Bom dia Graça e uma optima semana para si.
    Beijos
    Francisco

    ResponderEliminar
  52. Olá minha doce amiga.
    Graça sua história é hilária, apesar que sabemos que muito do inscrito levam a verdades absurdas, não como animais e sim com humanos.
    Mas adorei seu conto.
    Muitos beijinhos e luzes.
    U,ma semana abençoada para vc.
    Fique na paz.

    Regina coeli.

    ResponderEliminar
  53. Graça é um prazer passar por aqui e ler as suas histórias de encantar. De repente dei por mim a lê-la em voz alta como se a estivesse a contá-la ás minhas filhas. Parvoíce, porque as minhas filhas são adultas.
    Beijinhos

    Carmo

    ResponderEliminar
  54. Já me havia esquecido dessa história tantas vezes ouvida em Quelimane.
    Merecia, como todo o ser vivo, uma morte mais digna e não esse empalamento à moda do príncipe Vlad da Transilvânia.
    Beijocas

    ResponderEliminar
  55. oi Graça,

    Que delícia este sotaque que por aqui aportou com o finado leão .

    Ótima crônica.

    Com carinho,

    Cris

    Apareça
    www.cristinasiqueira.blogspot.com

    ResponderEliminar
  56. GRaça

    Perfeito, sincronia perfeita de tempo com o humor.

    Rachei de rir por aqui, parabéns pelo belissimo texto!

    Grato novamente pela boa leitura que me dedicastes.

    Gilberto
    nel mezzo del cammim

    ResponderEliminar