sábado, 30 de janeiro de 2010

O Tempo

.


Dei por mim
Quase no final do caminho…
Como o tempo passa tão voraz!
Mas o tempo não passa igual.
Ai, se eu pudesse voltar atrás…
Horas felizes que passaram a correr
Desfizeram-se como a espuma do mar.
Mas as outras, tão diferentes?
Têm horas, minutos, segundos
Como as demais…
Mas não são iguais!
A dor para nosso cansaço
Magoa-nos lentamente
Vai fazendo seu ninho
E para maior tormento
Vai passo a passo…
Afinal, o tempo é diferente
No passar.
Dura um lamento
Ocupando maior espaço
No tempo
Do nosso caminhar.
Não, o tempo não é igual.
Há horas pequenas
Cheias de riso e alegria!
É o tempo da felicidade.
Mas há outras
Para nosso mal
Cheias de dores e penas
Difíceis de passar
Grandes como o mar… rasgadas, vazias
Sem finalidade.
Mas o que é o Tempo
Que não sei definir?
Diferente nas horas
E no passar…
Apenas um espaço a rir
E uma vida a chorar…




.

66 comentários:

  1. Oi amiga, apesar de...o tempo é sábio!
    Um poeta de Minas Gerais, Fernando Sabino escreveu algo que gosto muito.
    " O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis."
    Meu pai sempre me dizia que, as pessoas que não vivem a vida estão sempre preocupadas com o tempo.
    Um abraço e um lindo fim de semana, com todo o tempo do mundo para vc.
    Sua amiga...Emilinha

    ResponderEliminar
  2. O tempo nos parece desigual mesmo.
    Creio que somos nós que fazemos nosso tempo.
    Se quisermos que um belo momento se perpetue, ele demorará anos (nem que seja somente na doce lembrança).
    Se estamos a carregar um fardo pesado, façamos com boa vontade e garra! O trabalho acaba bem rápido.
    Se estamos nos dilacerando com tristezas passadas, é a maneira do tempo tem de nos dizer "basta". Daí, nós mesmos, com todas as forças que temos, sairmos debaixo dessa nuvem que paira acima de nós.

    O tempo existe. Mas o dele.
    O nosso somos nós que fazemos.Nosso tempo - sentimento

    Foi uma das poesias que mais me emocionei.

    Beijo

    ResponderEliminar
  3. Bonito poema, Graça. De todas essas horas e momentos se faz a vida. Nem sempre o sol brilha, mas nem sempre a chuva cai. Temos de saber abrigar-nos das intemperides da vida, amiga. Temos de viver!

    Um bom fim de semana para si e um beijo terno e respeitador de quem muito a aprecia.

    Francisco

    ResponderEliminar
  4. Olá Graça bom dia:

    O Tempo - Ele que tudo trás e tudo leva e nos deixa num ponto em que nos faz recordar tudo aquilo que foi bom assim como o que foi mau, mas insistindo nós no tempo, seremos sempre uma marca nele deixada.

    Verdade que o tempo não é igual, cada minuto conta para uma transformação da nossa vivência e aí, é o acumular de pensamentos em nossas mentes que tantas e tantas vezes em sonhos nos trazem vivências de todas as espécies que por nós passou através dos anos.

    Mas apesar de tudo podemos dizer:

    Valeu aquele tempo - vale este tempo - valerá o tempo futuro?

    Há tempos que foram férteis, felizes emocionantes, outros que assim não o foram.

    Tempos que não tem definição nem explicação, enfim, tempos de toda a espécie porque afinal, o
    Tempo Comanda a Vida.

    Belo post este que nos faz reflectir muita coisa e apesar de tudo, nos chama a atenção da realidade do Tempo.

    Parabéns Graça por este post que me trouxe à memória tempos muitos felizes que vivi em outras terras num tempo muito difícil mas apesar de tudo marcou bem parte de minha vida.

    Bjos, felicidades e um fim de semana cheio de paz neste tão difícil tempo em que vivemos.

    ResponderEliminar
  5. Perfeito este poema sobre o tempo, muito lindo!
    beijo menina, ótimo fim de semana

    ResponderEliminar
  6. Bom dia Gracita :)

    Transformemos as "pequenas horas de alegria" em "grandes e rasgadas como o mar", e a vida certamente será mais colorida.Bom fim de semana para ti e para o Nuno.
    Beijo/Abraço para os dois.

    Norberto

    ResponderEliminar
  7. Graça
    Como alguém já disse aqui, o tempo é sábio. Se não fosse a dor não reconheceríamos os momentos de felicidade como tal... Os momentos ruins têm lá sua finalidade no todo - as vezes não as entendemos, mas certamente tem.

    Bom final de semana espero com um pouco menos frio :-)

    Beijos
    Anne

    ResponderEliminar
  8. Ai Graça, acho que quando você escreve poesia, os anjos no céu se debruçam nas nuvens te vendo compor.

    O tempo minha amiga é um mero expectador, das nossas alegrias, das nossas tristezas, do nosso nascer e do nosso morrer.

    A gente é que teima em achar que estamos a merce do tempo, e ele ri, sozinho, em sua sabedoria, pois o tempo é muito sábio, pensando de nós, quando é que vamos perceber que somos nós que fazemos o tempo e não o tempo que nos faz.

    Tomemos então, cada um de nós as rédeas do nosso tempo, corcel negro, e cavalquemos por caminho de flores, rumo ao destino certo de todos nós.

    um beijo enorme e obrigada por esse momento sublime do tempo. Bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  9. Cara confrade do reino distante além-mar Graça Pereira!
    Mais uma vez sua brilhante verve nos brindou com um belíssimo e inquietante poema!!!...
    Parabéns!!!...
    Por Dionísio, como o tempo é inexorável!!!!!...
    Até breve...(assim espero, se o tempo permitir...)
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP
    Brasil

    ResponderEliminar
  10. Bom dia, Graça.
    Belíssimo poema,o tempo não espera por ninguém mesmo.
    Beijo grande e bom final de semana.

    ResponderEliminar
  11. Deste, a rir, a mão ao Tempo e escreveste este belo poema, que abre espaços à reflexão! Gostei de o ler. Digo-te que este Sábado, fintando o tempo, arranjou tempo para aqui vir beber este tempo poético.
    O Tempo!
    Há tempos editei um post sobre o tema.
    Confesso que, de há uns tempos para cá, ele e eu nos não temos dado muito bem. Usando o "t", com que tanto gosta de se vestir, direi que o tenho vindo a achar trombudo e tonto, umas vezes, e troca-tintas, outras!
    De quando em vez, pega no "p" e aparece presunçoso, a armar-se em gente que sabe...
    Pois, o Tempo!
    Um beijo

    ResponderEliminar
  12. O tempo é assim mesmo subjetivo, bonito seu poema.
    beijos

    ResponderEliminar
  13. ...ainda bem que existe tempo para
    que possamos desfrutar desta tua alma
    linda e farta de amor e poesia.

    beijo, querida linda!

    ResponderEliminar
  14. Eu sou um admirador do tempo; Tempo, Tempo, Tempo...és um dos deuses mais lindos.


    abraços
    de luz e paz.


    Hugo

    ResponderEliminar
  15. Olá Graça,
    Para quem diz que nem uma quadra quebrada,
    ai se eu soubesse só metade, já ficava muito feliz.

    Ai se eu pudesse voltar atrás
    podes crer que também voltava
    nem esperava um minuto mais
    mesmo agora eu abalava

    Um beijinho grande,
    José.

    ResponderEliminar
  16. José, Meu Amigo
    Tem dias.... talvez quando a saudade aperta mais...
    Um beijo e bom fim de semana.
    Graça

    ResponderEliminar
  17. Um tempo se vai e outro tempo vem, e nunca nada é igual ao passado ao presente e ao futuro.
    O tempo da juventude e dos sonhos nos foge a correr e o tempo do desgosto e da dor custa sempre mais. É bom que nos habituemos a este vai e vem e saibamos manter o equilíbrio correcto.
    O poema está muito bom obedecendo a esta temática

    ResponderEliminar
  18. Só hoje é que me foi possivel vir conhecer o teu blog e agadecer a visita
    Lindo poema,gostei
    Temos o mesmo nome por isso somos boas pessoas,não é...é
    Bjs
    Graça

    ResponderEliminar
  19. Emocionei-me ao ler esta poesia! Belissima!
    Beijos

    ResponderEliminar
  20. "A alegria é a nossa evasão do tempo ."

    Beijos.

    ResponderEliminar
  21. Realmente, o tempo, o que será o tempo?? kiss

    ResponderEliminar
  22. Da ultima vez que te visitei li os teus dias, hoje o teu lindo tempo.Última vez...dias...tempo; tudo da mesma universo, tudo para melhor nos sintonizarmos nesta nossa caminhada; tudo " fatias" de tempo para melhor nos orientarmos; horas, minutos, segundos...anos, meses, semanas, dias. Tudo é " tempo ", mas tudo é diferente e para cada um de nós há um tempo próprio, distinto. O passar desse tempo é-nos dado com precisão pelos técnicos, pelas leis da natureza; Um dia sempre nos foi dito que tinha 24 horas, 30 dias tem um mês, mas nem sempre parece assim; para cada um o dia tem um tempo diferente, um passar diferente. Não é nosso amigo, o tempo, quando este momento está a ser bom...passa que nem um furacão levando o momento com rapidez; na dor também não é nosso aliado ...chega, fica por perto e não há maneira de se ir embora; o momento de dor é longo, demora muito tempo. Às vezes ele até cura a dor, mas leva tempo; o tempo também precisa de tempo para fazer o seu trabalho: para curar as feridas, para realizar os sonhos, para nos ajudar a crescer."È preciso dar tempo ao tempo"...todos conhecemos essa expressão! Vamos lá tentar entender o tempo, fazendo com que ele passe de uma maneira equilibrada. Há tempo para tudo! há que saber aproveitá-lo bem e na medida certa. Somos sempre nós que decidimos a maneira como queremos que o nosso tempo passe. Um beijinho, amiga e parabéns pelo teu TEMPO
    Emília

    ResponderEliminar
  23. Bonitas palavras com umas imagens lindíssimas.

    Bjo e óptimo Domingo

    PS - Tenho um video no blog de fotografia que eventualmente pode chocar, qual a tua opinião?

    ResponderEliminar
  24. Não sou dado a este tipo de prosa onde se consegue rima, mas adnmiro quem o consegue.

    Diria que gostei muito mais do conteúdo do que propriamente da forma. O Tempo não marca a vida e há tempos diferentes. Todo o teu registo tem palavras fortes e não meras palavras de poesia, num tema que tem muito mais do que parece: o Tempo.

    Gostei muito.

    beijinhos amigos

    ResponderEliminar
  25. Olá, Graça!
    E o tempo passa assim, num piscar de olhos... como passaram minhas looooongas férias fora da internet! Estou tentando recuperar 'o tempo' visitando os amigos...
    Beijos, amiga!

    ResponderEliminar
  26. Tens razão ! O tempo tem as suas diferenças . Há tempo que parece passar devagarinho, outra hora rapidinho.As vezes penso que ele (tempo) é algo que está sempre a querer nos lembrar que a vida está a passar e devemos vivê-la na sua essência.

    Lindo poema!

    beijos

    Gisele

    ResponderEliminar
  27. Graça
    quero ouvir dessa bancada
    um grito forte ecom alma
    viva o Sporting



    e mandares a tua direcção para o meu email mando-te o livro...

    ResponderEliminar
  28. É impressionante como o tempo deixa para trás de nós, as pegadas da nossa vida. mas assim, vivido com esse esplendor, o tempo faz todo o sentido: o que passou, e o que ainda há-de vir!
    Beijos amigos
    Susana

    ResponderEliminar
  29. Querida Graça, teu poema é vem da alma e como o fado nos cala no coração.

    Ò tempo volta para trás
    Dá-me tudo o que eu perdi
    Tem pena e dá-me a vida
    A vida que eu já vivi
    Ò tempo volta p'ra trás
    Mata as minhas esperanças vâs
    Vê que até o próprio sol
    Volta todas as manhãs

    beijinhos

    ResponderEliminar
  30. Bom dia, Graça.

    O Tempo, para mim é imparcial, nós por vezes achamos que passa rápido ou lento demais, calculamos mais o tempo de uma tristeza do que o da alegria, talvez para definir o tempo se precise do que muito nos falta tempo para ter, Paciência.

    beijos

    Renata

    ResponderEliminar
  31. De que falamos
    quando falamos de tempo?

    Quando somos crianças o tempo parece eterno, uma tarde a brincar com os amigos tem o tamanho de umas férias grandes e estas, quando vividas plenamente, parecem não ter fim!

    No entanto, todos dizemos que a infância é breve e é. O que não se adquire neste tempo, fica perdido para sempre: afecto, felicidade, aprendizagens, vivências compensadoras, resiliência.

    Depois há um tempo para amar
    e um tempo para morrer

    e entre um e o outro está o tempo da nossa vida!
    E o tempo de Deus? que escapa à nossa compreensão, à nossa aceitação?

    E dizemos:

    um lapso de tempo
    tudo tem o seu tempo
    amadureceu antes de tempo
    não cheguei a tempo
    que mau tempo
    se eu tiver tempo!

    Mas

    aquele,como tu Graça!

    que é capaz de se interrogar
    sobre o seu tempo, o que fez dele, como preencheu esses instantes em que riu e as horas em que chorou,

    aquele que persiste em perguntar "O que faço eu neste tempo?"

    é o que compreenderá um dia, o tempo de Deus e verá, perplexo, que afinal sabia todas as respostas!

    Até lá, partilhamos com ternura as nossas interrogações e o nosso tempo!

    Um beijo

    Manuela

    ResponderEliminar
  32. Graça...

    Belo Poema! Mas o tempo não passa, nós é que passamos pelo tempo!

    Um beijo
    AL

    ResponderEliminar
  33. Olá Graça!
    Concordo plenamente com esse poema: se está tudo bem , feliz e alegre, logo o tempo passa, mas se o tempo for difícil, com dores, realmente demora.
    Tenhas uma ótima semana.
    Xeros!

    ResponderEliminar
  34. Graça,

    Lindo poema sobre o tempo, parabéns!

    Ai, se o tempo pudesse voltar atrás e saber o que sei hoje, mas fico na esperança da próxima encarnação!!

    Muito obrigado por suas visitas e seus belos comentários, é sempre um prazer vê-la nos meus cantinhos!

    Boa semana e um beijo,

    FRancK

    ResponderEliminar
  35. Há um tempo para tudo na vida. O meu tempo é este momento. Não, mesmo que pudesse, não quereria voltar atrás.
    Um beijinho,
    Maria Emília

    ResponderEliminar
  36. Olá Graça
    Lindo poema.
    O Tempo? Pois, cada vez temos menos tempo para ter tempo. No fim e já sem tempo iremos pedir mais tempo. E para quê? Para continuarmos neste tempo, sem tempo?
    Sorrir, perdoar, brincar, amar, coisas simples que esquecemos pela voraz da vida e do tempo que passa.
    Mas sabe sempre bem ler-te. O dia começa melhor e mais receptivo às coisas boas da vida e das relações. Que Deus te guarde e excelente semana para ti.
    Obrigado por teres passado e pelo tempo que me dispensaste.
    Bjo grande
    Diogo

    ResponderEliminar
  37. Oi Graça, o tempo me assusta um pouco, mas faz parte nao é ? você escrevendo é uma loucura... e parabéns também pelas lindas fotos.

    bjs

    ps: não gosto muito de carnaval, gosto mesmo é do feriadão que me proporciona rs

    ResponderEliminar
  38. GRAÇA AMIGA,TE OUVIR E SENTIR,ME É INTENSO E PRAZEROSO,AFINIDADE E SINTONIA QUE REGE AMIZADE NOSSA,INFINITA É,DORES JÁ NÃO SÃO TOGETHER,LÁGRIMAS NÃO SÃO FOREVER,E AMIZADE NOSSA PELAS ÁGUAS DA VIDA DESLIZA,AO SABOR DAS ONDAS ,DE TODOS OS MARES!
    BZU MÃOS SUAS!

    VIVA LA VIDA!

    AMU-TE PESSOA!

    ResponderEliminar
  39. "...Mas o que é o Tempo
    Que não sei definir?
    Diferente nas horas
    E no passar…
    Apenas um espaço a rir
    E uma vida a chorar… " - o tempo esse mestre de sabedoria que nos faz trespassar a memória e...recordar. E as recordações nem sempre são as mais felizes...

    ResponderEliminar
  40. O tempo da dor
    pára o relógio
    do nosso sentir
    os segundos morrem,
    os minutos hibernam…
    as horas não têm fim!
    Mas…
    os segundos voam
    correm os minutos
    as horas são mais rápidas…
    quando a felicidade
    ronda a nossa alma
    povoa os nossos sonhos
    de sorrisos brilhantes…
    Sim!! O tempo não é sempre igual!!!


    Fantástico poema o seu!

    ResponderEliminar
  41. O segredo para o tempo é a desmemória. Esquecendo-nos, deixando atrás, tudo se comporta de uma maneira diferente. É a melhor maneira de perdoar. Esquecer. Perdoar-nos, perdoar aos outros e viver o dia jubilosamente. Entretanto, cantar o passar dos tempos, as alegrias e tristezas, nos encanta. Principalmente quando a rima é rica, o som é melodia e o sentido toda a alma. Beijos.

    ResponderEliminar
  42. Graça, minha amiga. Este poema sobre o tempo está perfeito. Ele está condicionado às nossas emoções. Pode ser agradável ou desagradável, veloz ou lento. Nós fazemos nosso tempo. Beijos e obrigada por sua presença no Arca.

    ResponderEliminar
  43. Olá,
    passei para desejar uma boa semaninha.
    Bjinhos.

    ResponderEliminar
  44. Querida Graça, não olhes para trás, não queiras redescobrir o passado que passaste, olha para hoje, para ti, para a juventude do teu espírito, e acredita o futuro vai ser mais belo que o passado, assim tu o queiras.
    O passado passou, a vida não espera por nós, temos de continuar a acaminhar a seu lado, eternamente confiantes na esperança do amanhã!

    Um beijo cheio de carinho, em ti, Graça, no desejo de uma semana feliz.

    Carlos

    ResponderEliminar
  45. GRAÇA PEREIRA: lindo poema a ilustrar o âmago das nossas preocupações!
    O Tempo é uma realidade que não larga a VIDA!
    "Temos todo o Tempo do mundo!", costumamos dizer;mas, nem sempre "sol", nem sempre "chuva". Que tempo temos nós para nos realizarmos? E alguma vez nos sentimos realizados?
    No íntimo, sabemos bem reconhecer as "intempéries" e estamos sempre a recolhermo-nos do muito "sol" e da tanta "chuva"...
    BEIJO DE
    LUSIBERO

    ResponderEliminar
  46. Boa tarde, Graça.
    É amiga, o tempo é implacável.
    Estou contando um pouco da literatura africana, uma de minhas tantas paixões.
    Tenha uma boa semana.
    Beijo grande.

    ResponderEliminar
  47. Querida Graça,

    Lindíssimo o poema, mas tão triste !!!
    Não quero que sofras, que estejas triste...NUNCA.
    Tenta com muita força, vontade e quando o tempo não passar e a dor vier, fala-me, manda-me um e-mail eu dou-te todos os meus contactos. Estaremos juntas e eu farei com que te rias. Prometo!

    Querida, tens lá Na casa do Rau um presentinho.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  48. Deixei um Oi! para você, lá no meu blogue, viu?!

    ResponderEliminar
  49. Também gosto de a ler neste registo.

    O tempo é uma armadilha perigosa. Se não temos cuidado envelhecemos num instante! "Manter o corpo ágil e a mente sã" é uma máxima excelente.

    Um beijo

    ResponderEliminar
  50. Gostei de ler seu poema.
    O tempo que voa e molengamente nos arrelia.
    Mas que é o tempo?
    Senão um marcar diferenciador de noite e dia!
    O tempo é uma construção
    Ás vezes ajuda
    outras agonia.
    Mas viva o tempo, o vento a lua e o sol em perfeita sinfonia.
    Uma semana de sol e luz!

    ResponderEliminar
  51. Olá Graça,
    honestamente não sei se já aqui estive, mas sei que já a tenho visto em comentários noutros blogues. Hoje deu-me assim um clique, uma vontade de a conhecer melhor.
    Ainda bem que o fiz, parabéns pelo belíssimo poema, transmite uma dor presente, um desejo de acelerar o tempo e uma sensibilidade fantástica.
    Resumindo, ADOREI!

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  52. Querida Graça,

    Ainda bem que dividiste comigo a tua dor, sentia que havia algo em ti... como um espinho.
    Minha querida amiga, sentir saudade de quem se ama é a coisa mais natural deste Mundo.
    Pensa que o teu anjo da guarda é o teu amado marido, ele está sempre contigo! Mas não te esqueças que ele quereria que o lembrasses sim mas que fosses feliz.

    Um abraço muito apertadinho e beijinhos com muito carinho da tua amiga,

    ResponderEliminar
  53. Por vezes os ponteiros do tempo não estão sintonizados com a nossa vontade

    Bonito poema Graça, de grande sensibilidade, que a Graça já nos habituou

    Beijinhos

    Carmo

    ResponderEliminar
  54. Graça
    Porque o frio é muito convida ,,,
    à lareira...
    ao quentinho
    Ao Amor...
    beijos


    LAREIRA


    Lareira acesa...
    Lareira quente...
    Vermelha muito vermelha...
    Cheia de cores...
    Que aquecem...
    E me deixam encostar...
    O meu rosto ao teu...
    E dizer-te baixinho...
    Fica aqui...
    E deixa-me ficar...
    Sempre assim!...

    LILI LARANJO

    ResponderEliminar
  55. Deveríamos ser capazes de controlar as horas para que as felizes se perpetuassem no infinito!!!

    Sensibilidade e saudade à flor da pele!

    Muito,muito bonito!!

    Um beijo!

    Sonia Regina.

    ResponderEliminar
  56. Lindo poema, lindas imagens :)))
    Obrigada, és uma querida como sempre :D

    Estou ansiosinha que chegue a esse tempo, eheh...

    Beijinhos e uma boa semana*

    ResponderEliminar
  57. "O que é o tempo? Se me não perguntarem, eu sei. Se me perguntarem, já não sei."

    Santo Agostinho, "Confissões"

    ResponderEliminar
  58. Graça minha querida,
    o tempo algumas vezes, parece parar
    num beijo, num abraço, no amar
    outras, dói pois traz com ele
    lembranças que nos fazem chorar.
    se pudesse voltar atrás, algumas coisas
    seriam diferentes
    mas, outras, exatamente iguais.
    fica com DEUS.
    e um bjo grande!

    ResponderEliminar
  59. Graça!
    Tudo que sai da alma, vem cheio de alegria e magia.
    Nesses caminhos da emoção, encontramos muitas outras emoções, que nos dão o estimulo para viver e caminhar.


    Desculpe, a demora para retribuir o meu carinho, mas as vezes, não conseguimos vim, como planejamos. Mas acredito que o importante é estarmos presente.

    As amizades verdadeiras, são como árvores, com raizes profundas.
    "Um sorriso é a distância mais curta entre duas pessoas".
    Por isso venho trazer o meu sorriso, o meu carinho e a minha amizade, mais sincera.
    Pois nos tornamos, amigos por este meio tão virtual, mas tão caloroso, pelos recadinhos que são deixados.
    Muito obrigado pelas suas doces visitas em todos os meus blogs.
    Fico sempre muito feliz com a sua presença.
    Um grande abraço.
    Sandra

    Deixei um selinho no seguinte endereçohttp://sandraandrade7.blogspot.com
    Espero que gosto.
    Passe lá.

    ResponderEliminar
  60. boa tarde, boa noite.

    Onde anda você?
    Perdeu-se no tempo?
    Ou resolveu dar um tempo?

    Beijos Graciosa

    Renata

    ResponderEliminar
  61. Há tempo pra tudo nesta vida, ao contrário do que às vezes pensamos - que o tempo seja curto! Verdade é que os momentos agradáveis passam mais rápido e os aborrecidos, passam com lentidão, como o próprio aborrecimento é. Vou colar aqui a frase da Nydia Bonetti que hoje coloquei no post: "Todos os relógios deveriam ser silenciosos - em respeito aos instantes mortos" :D Beijus,

    ResponderEliminar
  62. Tens toda a razão...o tempo não é todo igual. Dias enormes e pesados, uns...pequenos, rápidos, brilhantes, radiosos, outros...

    ResponderEliminar
  63. Passei por aquí e te deixo um grande abraço do Brasil.
    Parabéns, seu Blog é lindo!
    Chico de Assis

    ResponderEliminar